Arquivo da tag: Governo Federal

A cada dia, 40 haitianos deixarão o Acre rumo a Rondônia

Foto: Gleisson Miranda/Secom-AC

Foto: Gleisson Miranda/Secom-AC

O governo federal  dará suporte às ações das autoridades acrianas para resolver os problemas dos 1,2 mil haitianos que estão irregularmente na cidade de Brasileia, fronteira com Cobija, na Bolívia.    O secretário de Justiça e Direitos Humanos do Acre, Nilson Mourão, disse que, a partir de segunda-feira (9), 40 haitianos deixarão Brasileia diariamente com todos os documentos regularizados, como vistos de permanência no Brasil, vacinação em dia e Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Mourão informou que a maior parte dos haitianos já regularizados deixará o Acre com destino à Rondônia, onde trabalharão em empresas responsáveis pela construção das usinas hidrelétricas Jirau e Santo Antônio. Outros estão sendo contratados por empresas para trabalhar em Santa Catarina, Cuiabá e São Paulo.

“Recebi a informação de que uma grande empresa brasileira está interessada na mão de obra dos haitianos e virá ao Acre para contratar de 200 a 250 deles”, acrescentou o secretário. Mourão não disse o nome da empresa porque, segundo ele, foi feito até agora apenas um primeiro contato e não tem nada de oficial ainda.

O governo federal vai ajudar na área de segurança alimentar e com repasse de recursos para concessão de passagens para que eles deixem o estado, além de fornecer serviços de saúde como vacinação e, especialmente, de detecção de vírus HIV e da hepatite.

Segundo o secretário, apesar do grande número de imigrantes instaladas em Brasileia, município com 15 mil moradores na área urbana, o número de haitianos que cruzam a fronteira da cidade com o Peru tem reduzido.

Com informações da  Agência Brasil

-30.027704-51.228735

CineOca exibe a mostra Marília Rocha

A mostra Marília Rocha, composta por dois documentários da diretora, “Acácio” e “A falta de que faz”, será exibida de graça pelo CineOca nos dias 1 e 2 de agosto (segunda e terça), às 20h,  no Cinesesc. A ação, que acontece simultaneamente em mais de mil cineclubes brasileiros, é uma parceria com o Conselho Nacional de Cineclubes e Cine Mais Cultura do Governo Federal.
Para a diretora Marília Rocha, que disponibilizou os filmes para os cineclubes filiados, os documentários brasileiros são lançados com pouquíssimas cópias e têm grande dificuldade de alcançar o público, disputando espaço com produções estrangeiras, representadas por grandes distribuidoras mundiais e com alto investimento em mídia, por isso a exibição alternativa nos cineclubes, possibilita com que os filmes circulem para além dos festivais de cinema e do circuito comercial.
O documentário Acácio conta a trajetória etnólogo português Acácio Videira, que depois de trinta anos vivendo na Angola, acompanhado por sua esposa, Maria da Conceição, muda-se para o Brasil, trazendo na bagagem um extenso registro material da vida dos povos angolanos e dos colonos portugueses.
Já a “Falta que me faz”, documenta o fim da juventude de um grupo de meninas, que vive rodeadas pela Serra do Espinhaço. Um romantismo impossível deixa marcas em seus corpos e na paisagem a seu redor.

-30.027704-51.228735