Arquivo da tag: Conselho Nacional de Cineclubes

CineOca exibe a mostra Marília Rocha

A mostra Marília Rocha, composta por dois documentários da diretora, “Acácio” e “A falta de que faz”, será exibida de graça pelo CineOca nos dias 1 e 2 de agosto (segunda e terça), às 20h,  no Cinesesc. A ação, que acontece simultaneamente em mais de mil cineclubes brasileiros, é uma parceria com o Conselho Nacional de Cineclubes e Cine Mais Cultura do Governo Federal.
Para a diretora Marília Rocha, que disponibilizou os filmes para os cineclubes filiados, os documentários brasileiros são lançados com pouquíssimas cópias e têm grande dificuldade de alcançar o público, disputando espaço com produções estrangeiras, representadas por grandes distribuidoras mundiais e com alto investimento em mídia, por isso a exibição alternativa nos cineclubes, possibilita com que os filmes circulem para além dos festivais de cinema e do circuito comercial.
O documentário Acácio conta a trajetória etnólogo português Acácio Videira, que depois de trinta anos vivendo na Angola, acompanhado por sua esposa, Maria da Conceição, muda-se para o Brasil, trazendo na bagagem um extenso registro material da vida dos povos angolanos e dos colonos portugueses.
Já a “Falta que me faz”, documenta o fim da juventude de um grupo de meninas, que vive rodeadas pela Serra do Espinhaço. Um romantismo impossível deixa marcas em seus corpos e na paisagem a seu redor.

CineOquinha : o projeto que acertou na mosca

Acho que nunca um projeto acertou na mosca (ou no 12 , como dizem em Rondônia) como este lançado pelas incansáveis Malu Calixto e Simone Norberto.

Neste sábado,  27 de março, a partir das 8 da noite, na sede da Associação Cultural  Cuniã, comandada pelo Cláudio Vrena  no bairro Tucumanzal, o projeto CineOquinha possibilitará a  exibição de audiovisuais voltados especialmente para o público infanto-juvenil. Com uma programação de qualidade, o projeto prevê o acesso gratuito a filmes que geralmente as crianças e adolescentes não tem oportunidade de assistir.

Desde que foi fundado em 2005, o CineOca se destaca no estado pelo pioneirismo na atividade cineclubista, mas as exibições eram mais voltadas para o publico adulto. Foram poucas as sessões especialmente destinadas ao público infanto-juvenil, alguns filmes de animação, ou sucessos brasileiros como a produção Tainá.

Com  equipamento de exibição audiovisual disponbilizado pelo governo federal através do programa Cine Mais Cultura, o tão sonhado cineOquinha acontecerá periodicamente todos os domingos, às 16 horas (a partir do dia 4 de abril), sempre na sede da Associação, com debates e reflexões após os filmes.

Para que o projeto acontecesse, vários passos foram dados. O primeiro deles foi proposição do CineOca para, através do Conselho Nacional de Cineclubes, pleitear o equipamento junto ao programa Cine Mais Cultura , do Governo Federal. A parceria com a Associação Cuniã garantiu o local para a exibição e o curso de oficineiros, realizado em Belém e no Rio de Janeiro. A capacitação tornou possível a formação dos agentes culturais que trabalharão com o projeto. E ainda tem a Programadora Brasil, distribuidora de filmes nacionais, também conveniada do programa Cine Mais Cultura , que enviou as produções encomendadas pelo CineOca para o projeto.

O equipamento para exibição foi instalado na sede da Associação Cuniã, conforme as especificações técnicas e mais uma boa dose de capricho do presidente Cláudio Vrena. O artista, com grande sensibilidade, adequou o espaço da associação, construindo nova sala para abrigar com segurança os aparatos de exibição. A instalação no auditório também leva em conta a qualidade na projeção dos filmes. De parabéns todos os envolvidos na execução do projeto, coisa que não é fácil. Agradecem todos os meninos e meninas que terão uma opção cultural de qualidade para enxergar o mundo com outros olhos.