Arquivo da tag: ateismo

A difícil arte de ser ateu (via blog da revista espaço acadêmico)

Por Marcelo Gruman

Quando meu avô materno morreu, em 2000, eu, sentado no sofá de sua casa, tentando assimilar a perda de alguém que eu admirava muitíssimo e que deixava um vazio na minha vida, ouvi de uma vizinha, cuja intenção era consolar-me, uma frase curta do tipo “Deus quis assim” ou “ele foi pra um lugar melhor”. Tempos depois, conversando com um rabino ortodoxo na época em que realizava trabalho de campo para minha dissertação de mestrado, quase fui fazer companhia a meu avô, naquele “lugar melhor”, ao ouvir que o assassinato dos judeus pelos nazistas, incluindo bebês recém-nascidos, era fruto de pecados neste ou noutro mundo. E Deus puniu a todos, perdoar pra quê, escreveu não leu, o pau comeu. Em ambos os casos, por culpa da educação recebida em casa, não respondi à altura os insultos.

Num pequeno texto, intitulado Abraão e Isaque, Luis Fernando Veríssimo imagina um diálogo entre pai e filho, em que o filho, magoado, questiona a submissão do pai e sua disposição de imolá-lo porque alguém ou algo mandou que assim procedesse. Um trecho do diálogo segue assim:

– O fio do cutelo encostou na minha garganta.

– Mas eu não o matei!

– Porque Deus não deixou. Porque Deus mudou de ideia.

– Meu filho…

– Eu sei. Faz muito tempo. É melhor esquecer. Vou conseguir sobreviver às minhas memórias e aos meus pesadelos. Como você sobreviveu ao que sabe.

– O que eu sei?

– Que deve tudo que tem, seu poder e sua glória, a um Deus volúvel. A um Deus incerto do que faz. A um Deus que volta atrás. A um Deus inconfiável.

– Ele estava me testando.

– Então é pior. Um Deus frívolo e cruel.

Continue Lendo via Blog da Revista do Espaço Acadêmico

Rasgar dinheiro não é só loucura, riscar notas não é só imbecilidade (via uôleo)

O Código Civil Brasileiro, em seus artigos 98 e 99, define bens públicos assim: Art. 98. São públicos os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público interno; todos os outros são particulares, seja qual for a pessoa a que pertencerem. Art. 99. São bens públicos: I – os de uso comum do povo, tais como rios, mares, estradas, ruas e praças; II – os de uso especial, tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço …  Read More via uôleo

-30.027704-51.228735

“Sou ateu!” Tudo bem, mas e daí? (via A voz da espécie)

Vou direto ao ponto: tenho verdadeira aversão àqueles autoproclamados ateus de internet, que acham que seu ateísmo pelo ateísmo em si é uma grande causa e um indiscutível sinal de superioridade intelectual. Em primeiro lugar, porque não é preciso ser nenhum gênio para se declarar ateu — estamos cansados de ver revoltadinhos semialfabetizados em vários fóruns virtuais, blog comments e comunidades do Orkut, enfim, onde quer que se discuta sobre crenças religiosas, “gritanto” coisas não muito brilhantes como “Mande esses f**** da p*** se f***** e tomar no c*, entre aí se vc quer mandar pro inferno essa crentaiada” (comunidade no Orkut; os termos chulos foram vetados por mim), ou então “Seu crente de m****, anticristo é a p*** que te fez ok, uma vez que botou mais um asno nesse mundo” (comentário num blog sobre profecias), dentre muitos exemplos ainda mais deprimentes. … Continue Lendo via A voz da espécie

-30.027704-51.228735