Por quem os sinos dobram : o pau quebra em Goiás

Site conservador denuncia “Escândalo e imoralidade na Catedral de Goiás”

“Curta o sexo com prazer”, dizem os cartazes afixados à entrada da igreja.

Indagamos ao Senhor Bispo que medidas serão tomadas para punir os responsáveis pela catedral por tamanho desrespeito à Fé Católica e como sanar os danos já causados aos fiéis católicos que tiveram a infelicidade de entrar na catedral nesse dia. Embora pouco se possa esperar de uma diocese infestada pelo espírito da Teologia da Libertação, um grande ato de reparação por parte de suas autoridades, especialmente do senhor bispo, se faz mais que necessário. Clamamos a nossos leitores para que ofereçam suas orações em desagravo ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria por tamanha ofensa.

Abaixo, o “cabido” (!!) da catedral da diocese de Goiás, entregue à ordem dominicana:

Da esquerda para a direita: Frei Paulo Sérgio Cantanheide Ferreira, pároco; Fr. Marcos Lacerda de Camargo, superior de residência; Fr. Domingos dos Santos; Fr. Casemiro Witasiak, vigário paroquial.

via http://fratresinunum.com

NR: Tentamos colocar um link para esta matéria mostrando os dois lados  nos comentários do referido site, mas o moderador conservador baniu o link.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

E vejam abaixo a resposta , publicada no site da Paróquia de Goiás :

Resposta a um equívoco

Cidade de Goiás 06/12/2010

Prezados amigos,

Saúde e Paz a todos

Todos sabem que não é do meu estilo escrever carta aberta respondendo a ataques ou tentando explicar situações polêmicas, porém, no momento me vejo na obrigação de tomar tal atitude, pois a trama dos acontecimentos está penalizando uma segunda pessoa por causa de um fato que é de minha inteira responsabilidade. A pessoa a quem me refiro é nosso Bispo diocesano, Dom Eugênio Rixen, que tem sido alvo da fúria insana de grupos conservadores de ideologia tridentina e contrários às definições do Concílio Vaticano II.

Na penúltima semana de novembro fui procurado por funcionários da Secretaria Municipal de Saúde que traziam a proposta de realizar um momento de reflexão no dia mundial de luta contra a Aids e solicitavam o apoio da Paróquia de Sant´Ana através da Pastoral que acolhe os Portadores de HIV.

Realizamos duas reuniões para preparação do evento, onde fiz questão de esclarecer que a Igreja Católica não compreende a prevenção ao HIV como distribuição de preservativos, mas como um caminho de humanização da sexualidade. Diante disso, ficou definido que se a Secretaria de Saúde pretendesse fazer alguma atividade que envolvesse a distribuição de preservativo deveria desenvolvê-la em outro espaço, pois a Catedral estaria disponível apenas para a parte formativa e educativa dos alunos da Rede Pública.

E assim foi feito, porém, a Secretaria de Saúde montou uma tenda na praça para a distribuição de material e realizou um show musical para encerramento do evento. Devo lembrar que a praça não é de propriedade da Igreja e tenho plena convicção que não estamos mais na Idade Média, onde a Igreja cultivava a Ilusão de poder definir as ações do Governo.
Um inconveniente por parte da Secretaria de Educação foi a utilização do mural da Igreja para pendurar cartazes que incentivavam o uso de preservativo, sem me consultar. Aqui confesso minha responsabilidade sobre o inconveniente, pois não fiz uma averiguação inquisitorial sobre a ornamentação do ambiente e acabei deixando passar despercebida a presença dos referidos cartazes.

Algumas pessoas extremamente mal intencionadas fotografaram tais cartazes e os publicaram na Internet acusando a Igreja de Goiás de distribuir camisinha e incentivar a fornicação. A reflexão realizada por mim e pelo Pastor William da Igreja de Deus com o grupo de alunos que passaram pela Catedral de Sant´Ana tarde do dia 1º de dezembro foi exatamente o contrário do que estamos sendo acusados, pois procuramos despertar para a acolhida fraterna daqueles que são portadores de HIV e a prevenção foi trabalhada como um planejamento espiritual que envolve um conhecimento maduro da sexualidade e o respeito a si e aos outros. Professores que acompanharam os alunos naquela tarde podem testemunhar o que estou afirmando.

Desde a última campanha eleitoral, D. Eugenio vem sofrendo ataques pessoais de uma Ala conservadora da Igreja por assumir uma posição contrária ao determinismo eleitoral de alguns grupos que, usando o nome da CNBB, insistiam em definir em quais candidatos os fiéis não deveriam votar. As acusações que circulam mais uma vez contra a Diocese de Goiás, resultado de um plágio maldoso e antiético, são apenas mais um capítulo dessa cruzada interna forjada por grupos conservadores da Igreja que insistem em tomar a Diocese de Goiás e seu Bispo como bode expiatório de seu fundamentalismo e anacronismo eclesial.

Há mais de cinco anos estou à frente dos trabalhos pastorais da Paróquia da Catedral de Sant´Ana e sempre recebi de meu Bispo confiança e autonomia para desenvolver trabalhos de natureza social e em parcerias com outros seguimentos da sociedade. Antes de realizar a atividade do dia mundial de luta contra a Aids, comuniquei a D. Eugenio qual seria a dimensão da participação da Igreja e ele lamentou não poder estar presente à atividade.

Portanto, reitero que toda a responsabilidade em relação à atividade desenvolvida na Catedral de Sant´Ana no dia primeiro de dezembro é de minha inteira responsabilidade e estou à disposição daqueles que quiserem mais algum tipo de explicação sobre o ocorrido.

Sou maior de idade, respondo pelos meus atos e não acho justo que o Bispo da Diocese de Goiás seja caluniado por uma questão que é de minha responsabilidade. Estou aberto para o diálogo fraterno e o entendimento com qualquer grupo da Igreja, porém, não me intimido com perseguição, postura neo-inquisitorial e tampouco com difamação e denúncia de endemoninhamento, pois sou livre! Acredito em Igreja que seja espaço onde se viva na liberdade dos Filhos de Deus. E o que é mais importante, vivo ancorado nas verdades do Evangelho de Jesus.

Felizes quando vos insultarem e perseguirem e, por minha causa disserem todo tipo de calunia contra vós. Alegrai-vos e exultai, por que grande será a vossa recompensa nos céus. Mt 5, 11-12

Frei Paulo Sérgio Cantanheide, OP
Pároco da Catedral de Sant´Ana

via http://www.paroquiadegoias.org.br/

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

E você o que pensa de tudo isto ? Comente….

-30.027704-51.228735

4 pensou em “Por quem os sinos dobram : o pau quebra em Goiás

  1. Artistas e tv

    Lamento esse fato, porém os verdadeiros cristãos nao participam desse tipo de atividade. ficam neutros, e buscam ao Deus altissimo, a quem a grande maioria das religiões tem rejeitado. a Bíblia revela que a verdadeira religião ficaria evidente pelos frutos. E que a falsa doutrina ou “religião” seria destruida. Avalie sua congregação, será que o que eles encinam a você é realmente o que tá na Bíblia?
    Avalie também os atos dos seus instrutores, a condulta deles reflete na congregação inteira.
    Faça pesquisas na Bíblia. tenham todos um ótimo domingo e visitem nosso blog: http://artistasetv.wordpress.com

    Responder
    1. Missa Tridentina em Brasília
      missaembraslia

      “Artistas e tv”

      A Igreja Católica, única de Cristo, sim, ensina a única verdadeira doutrina cristã, pois, ela é a verdadeira religião de Cristo, isto, como o senhor (a) diz, fica evidente por seus frutos. Veja como no início dos séculos pós-Cristo, ela converteu a Roma antiga, antigo império pagão, transformando-a no centro do Cristianismo, assentando lá a Sé de Pedro, que com São Paulo, deu sua vida à Cristo. Veja ainda como foi partindo de lá que o Cristianismo alastrou por todo o mundo, como Cristo havia ordenado “ide e evangelizai. Batizando-os…”. Avalie quantos santos mártires deram lá suas vidas, como São Lourenço Mártir, que preferiu morrer queimado numa grelha para não renunciar à sua Fé. Veja como, ao longo dos vinte séculos a Igreja Católico lutou, por exemplo na Idade Média, contra os sarracenos-maometanos, nas cruzadas, para não deixar que eles se difundissem pelo mundo, ou como tantos outros santos deram seus sangues para defender a religião de Cristo, como São Tomás Morus que para não negar a indissolubilidade do matrimônio, foi decapitado a mando do rei da Inglaterra, Henrique VIII, pai do anglicanismo.

      Quanto ao conteúdo do episódio desta notícia, ninguém ao longo da história o combateu e combate, salvo muitos filhos ingratos, como leigos, padres ou bispos, que aproveitam a oportunidade e a conveniência para difundir os erros, mas isto não mancha a honra da Igreja, que é como Cristo, imaculada, sem erros. Ao contrário, como disse São Pio X, Deus permite que maus padres, bispos e até mesmo maus Papas assumam o cargo eclesiástico para mostrar que a Igreja, Santa, é indestrutível, e durará até o fim dos tempos, pois, foi Cristo quem disse que “as portas do Inferno não prevaleceriam contra ela”.

      Salve Cristo Rei!
      Salve Maria Santíssima!
      Salve a Una, Santa, Católica e Apostólica Igreja de Cristo, fora da qual não há salvação!

      Cleber Lourenço

      Responder
  2. Missa Tridentina em Brasília
    Missa Tridentina em Brasília

    Rev. Frei Paulo Sérgio Cantanheide, OP, Pároco da Catedral de Sant´Ana, da cidade Goiás-GO,

    A vossa bênção sacerdotal!

    É muito bom, para quem tem verdadeiro amor a Cristo, e conseqüentemente à sua Santa Igreja, Seu Corpo Místico, receber uma retratação e reconhecimento de falhas por parte de seus filhos, mais ainda quando se tratam de Freis Dominicanos, cuja Ordem sempre teve importantíssimo papel tanto na evangelização quanto na conversão dos infiéis, inclusive atuantes nos Tribunais da Santa Inquisição.

    Para isso temos o grandioso exemplo de São Pio V, que também pertenceu à Ordem Dominicana, como o senhor. Foi além de Papa, INQUISIDOR, e, para a vossa decepção, quem ordenou que a “ideologia tridentina”, como o senhor mesmo chama o modo de ser fiél à Igreja, fosse ensinada e crida por toda a Igreja em todo o mundo, sob pena de excomunhão à quem a não seguisse.

    Agora vos pergunto caro Frei Sérgio, quem está equivocado, se os “ideólogos de trento” que por serem “conservadores”, buscam ser fiéis a este Santo Concílio, e conseqüentemente à Sã Doutrina, da qual inclusive, por ser Dominicano, o senhor é representante, ou se senhor, por condenar não só as determinações deste seu confrade e Santo, São Pio V, assim como toda a doutrina da Santa Igreja que é toda “trentina”? Onde está a contradição, em nós “trentinos” ou no senhor?

    De qualquer modo, parabéns por vossa retratação e defesa do senhor Bispo D. Rixem, quem esperamos que seja mesmo de todo inocente neste lamentável e vergonhoso episódio ocorrido na Catedral, cuja responsabilidade antes de ser do senhor, é dele, por ser o “gerenciador” (bispo) da Diocese à qual pertence a Catedral.

    Cleber Lourenço

    Responder

Daí, o que você acha disso ?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.