Monte Roraima – Névoa aumenta o clima de mistério

A partir da aldeia Paraitepuy, distante 26 km da base do Monte Roraima, são dois ou três dias inteiros de caminhada pela savana, subindo e descendo a todo instante até o alto da montanha. Às margens do Rio Tek (05 horas desde a aldeia) já se tem uma bela vista do Monte Kukenan, irmão do Roraima, mas de exploração muito mais difícil, possível apenas em período de poucas chuvas.

No verão, estação mais seca, é comum a fumaça das queimadas invadirem os acampamentos da trilha. A estiagem, porém, é um fenômeno raro. Chove regularmente ali durante pelo menos oito meses do ano. E mesmo de outubro a abril, época de menos chuvas, o Roraima vive envolto em nuvens, que criam um microclima especial, contribuindo com a atmosfera misteriosa e sombria. Além disso, as águas proporcionam a existência de cachoeiras espetaculares, como o famoso Salto Angel, no Ayuan Tepui, o maior salto dágua do mundo em queda livre.

Daí, o que você acha disso ?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.