Arquivo da tag: trabalho

Entusiasmo para alcançar metas

Por Eduardo Shinyashiki

O ser humano parece viver insatisfeito. Essa insatisfação quase que crônica muitas vezes se transforma em indiferença, desinteresse, apatia, descaso por si mesmo e pelo mundo. Quais efeitos podem ter esses sentimentos na relação com o mundo, com a própria vida e com o trabalho?

Quando o entusiasmo é eliminado da vida de uma pessoa e é substituído por indiferença, passividade e falta de motivação e consciência, a vida se torna somente fadiga e tédio. A falta de entusiasmo pode inibir a ação, destruir planos e programas e nos deixar insensíveis aos acontecimentos da vida.

O que nos rouba o entusiasmo pela vida e sufoca a nossa alma, segundo o filósofo Spinoza, é provavelmente não conseguir cumprir o único objetivo da vida, que é ser e viver aquilo que somos e ser capazes de evoluir e de nos tornar aquilo que podemos ser, expandir o nosso potencial.

Isso quer dizer conhecer a nós mesmos e ir em direção aos nossos sonhos e objetivos, tornando-nos a pessoa que queremos ser e encontrando as respostas para as perguntas: o que eu quero de verdade? E o que eu quero fazer com a minha vida?

Muitas pessoas têm objetivos gerais, involuntários, superficiais e isso leva a viver decepções, insatisfação e muito estresse. Se passamos de uma ação a outra sem uma clara direção e significado, perdemos, a longo prazo, energia, tempo, motivação e especialmente entusiasmo.

Uma vida de sucesso começa com uma sucessão de dias de sucesso, vividos em direção àquilo que é essencial para nós mesmos. O importante é que nossas ações nos coloquem em conexão com algo especial dentro de nós, algo significativo que nos leve a oferecer o melhor de nós para o mundo, pois aquilo que fazemos e a forma como fazemos fala muito de nós e de quem somos.

Ao reconhecermos que os nossos sonhos e anseios têm valor e são preciosos e significativos para nós, criamos uma motivação muito poderosa, uma força interior a nosso favor que nos faz movimentar e agir para realizá-los, criando assim um entusiasmo dentro de nós.

O convite para estabelecer objetivos e realizar aquilo que somos e evoluir para aquilo que podemos ser é sempre uma meta atual e entusiasmante.

É importante definir de forma clara e precisa os propósitos e organizar a vida em harmonia com a sua realização, para isso, é útil lembrar o maravilhoso pensamento de Lao Tse, que diz que quem é consciente do próprio objetivo se sente forte e essa força permite que ele seja sereno, e essa serenidade assegura a paz interior. Só a paz interior permite a reflexão profunda e a reflexão profunda é o ponto de partida para o sucesso.

Cigano baiano ( via Farinha de Mandioca)

Por Matheus Tapioca

Depois de ser “baiano” em São Paulo.
Depois de ser “paraíba” no Rio.
Depois de fazer “baianada” no trânsito de BH.

Depois de viver para trabalhar em São Paulo.
Depois de trabalhar para viver no Rio.
Depois de um freela em BH.

Depois de ser bem atendido em São Paulo, mas sem simpatia.
Depois de ser mal atendido no Rio, com antipatia.
Depois de uma prosa em BH, com simpatia.

Depois do carioca me convidar, mas nunca dar o endereço.
Depois do mineiro sempre me convidar e me levar ao endereço.
Depois do paulista não me convidar.

Depois de ouvir o carioca falar do que não sabe.
Depois de ouvir o paulista achando que sabe de tudo.
Depois de ouvir o silêncio dos mineiros.

Depois de descobrir que carioca tem o melhor dia.
Depois de descobrir que paulistano, a melhor noite.
Depois de descobrir que Minas tem o melhor sítio.

Depois de ouvir o carioca falar alto.
Depois de ouvir o paulista falar “meu”.
E mineiro falar “véi!”.

Continue Lendo via Farinha de Mandioca

Mais uma fêmea insubmissa a divulgar lorotas comunistas (via Prof. Hariovaldo Almeida Prado)

Que o comunismo ateu e sanguinário tomou conta do nosso Brazil, isto já é certo e notório. Que os apedeutas bolcheviques petelhos imundos implantaram uma ditadura marxista ferrenha com mão de ferro é fato cabal e atroz na actualidade histórica nefasta que ora vivemos.
Mas o que é de se estranhar é o facto de que os nossos sempre atentos guardiões da moral, das tradições, da famíglia e da propriedade, nossos valorosos homens de farda, fiquem calados e inertes durantes estes últimos nove anos de massacre stalinista ao qual nossa nação esta sendo subjugada.   Leia Mais via Prof. Hariovaldo

A parábola do papel higiênico (via O Inopinado)

Convencido de que Deus está nos detalhes, desenvolvi uma obsessão infernal por desvendar as minúcias mais corriqueiras do cotidiano, em busca de revelações verdadeiras. Aprofundando-me mais e mais no abismo dantesco das mais irrisórias indiferenças, desesperava-me de não encontrar a cura milagrosa da minha insegurança, de não achar vestígio da verdade maior. Desespero vão. A verdade estava lá. Encontrei o homem e sua natureza.  … Read More via O Inopinado