Arquivo da tag: inocência

Eduardo Cunha é inocente

Cresce o número de pessoas que acham que Eduardo Cunha é inocente, felizmente.  Muitos já sabem que todas essas acusações não tem fundamentos e não passam de intriga comunista contra um grande varão do bem, um homem digno e prestimoso servo do Senhor. Por isso mesmo, ninguém está ligando para essa tentativa de manchar a honra do Presidente do Congresso Nacional, aquele que está destinado a remir a nação quando a búlgara usurpadora for apeada do poder, alvíssaras!

É sabido por todos o histórico ilibado e impoluto que Eduardo tem, nem é preciso rememorá-lo para comprovar que as acusações que fazem contra ele são falsas, pois se trata de um homem de bem; mas mesmo assim vamos fazê-lo, pois onde não se tem dúvidas é que é preciso estar sempre reafirmando:

  1. Não é sabido correr nenhum processo contra ele em qualquer Corte de Justiça;
  2. Fez uma grande gestão a frente da Companhia de Habitação do Estado do Rio de Janeiro (CEHAB-RJ);
  3. Não tem nenhuma relação com a refinaria de Manguinhos;
  4. Tudo normal no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro;
  5. Teve uma grande atuação na Telerj;
  6. Foi importante auxiliar de um dos maiores homens bons de todos os tempos (saudoso);
  7. Tudo dentro da normalidade também junto ao Fisco;
  8. Nunca teve relações com doleiros;
  9. Nunca fez negócios com qualquer cidadão colombiano;
  10. Nunca teve também nenhuma relação com Furnas.

Veja a matéria completa no Prof. Hariovaldo Almeida Prado

Inocência de Aécio na Lava Jato é comprovada (via Prof. Hariovaldo)

A verdadeira ‘Culpada’: Princesa Anastácia

Por 

A recente divulgação da lista contendo os nomes de agentes públicos envolvidos com a chamada Operação Lava a Jato, comandada pelo Juiz Moro marca um contexto histórico, pondo fim aos mistérios que envolvem a investigação. Tornou-se agora tema de primorosa farsa montada por comunistas ateus, indivíduos desclassificados somente interessados em difamar a honra dos homens bons, notadamente do Cavaleiro da Alterosas e todo e qualquer um que possa de algum modo ser a ele ligado trazendo liame entre eles.
Como já foi denunciado neste seriíssimo órgão de comunicação de massas pelo aguerrido confrade Hamilton Damato, um datilógrafo mal intencionado grafou o nome “Anastazia” quando o correto seria “Anastácia”. Num primeiro momento, conforme relatos do confrade aludido iniciou-se a movimentação para a formação das CPI do Sítio do pica Pau Amarelo a fim de apurar essa bandalha praticada certamente a mando da búlgara escarlate assessorada pelo sapo hirsuto.

Já se buscava a assessoria do ilustre Visconde de Sabugosa e seu fiel escudeiro Rabicó quando uma vista mais apurada dos fatos trouxe uma luz no fim daquele túnel sombrio iniciado nas remotas montanhas dos Cárpatos e vindo a ter nestas alvissareiras terras gentis onde cantam os sabiás nas frondes das carnaúbas.

Tudo começou quando se descobriu o nome de Rasputis Mottis, monge encarregado de tomar conta dos dinheiros dos homens bons nas nada parcas arrecadações entre empreiteiras amigas e outras talvez nem tanto, mas obrigadas a tal por todos os outros membros do clube. Dizem que graças ao Monge Rasputis, as figuras proeminentes do partido dos homens bons amealharam fundos para as respectivas campanhas e ainda para as despesas de costura das respectivas esposas. Algumas agulhas e uns carretéis, se é que me entende. Rasputis salvou a todos dos ataques de homofobia, que dizer, de hemofilia monetária o que poderia inviabilizar as respectivas campanhas milionárias que encetavam, incluindo aí, os esforços dos homens bons para impedir o acesso de alienígenas ao trono do Bananal, situação que se mostrava prestes a acontecer sem uma resposta rápida e à altura das maldades praticadas pelos asseclas vermelhos e assessores escarlates, sem conta o exercito de baixinhos, barbudinhos, gordinhos, com ideias na cabeça e um Iphone novinho nas mãos.

Continue lendo via Prof. Hariovaldo Almeida Prado