Arquivo da tag: FHC

Fotografia: Liga dos homens bons reúne o que temos de melhor (via Prof. Hariovaldo)

Passado, presente e futuro, juntos

Por Prof. Hariovaldo Almeida Prado

Nunca uma foto sintetizou tão bem a esperança de uma nação. Passado, presente e futuro juntos, num só quadro, uma pintura clássica que poderia ter sido pintada por Miguel Ângelo ou por Da Vinci, uma nova Santa Ceia do Senhor, onde se vê os principais personagens da história moderna do país, todos juntos e irmanados num só objetivo, qual seja, remir o Brasil do comunismo. Alvíssaras!

Notem neste quadro maneirista as expressões faciais dos personagens, denotando aos mesmo tempo dois sentimentos comuns ao homem brasileiro atual, ou seja, o espanto diante do comunismo petista e a coragem para combatê-lo, doa a quem doer. Ao centro temos o audaz governador bandeirante, que com a mão passa a ideia clara de se segurar firmemente no poder, enquanto à esquerda (da foto) podemos ver o grande estadista FHC que com sua mente brilhante e com uma expressão de enorme sabedoria, parece iluminar como o Farol de Alexandria, o lado direito da foto, justamente Aécio Neves, que ajeita elegantemente o casaco a indicar que está pronto para a luta, enquanto sua face de perfil retrata todos os cânones gregos, como se fosse um rosto recém esculpido por Fídias. O quadro se encerra nos dois cantos com personagens iluminados e ilustres, de um lado brilha o homen dourado, Goldman, de outro Aluízio Nunes, como se fossem dois gárgulas góticos por onde escoam a sabedoria da luta anti bolchevista.

Verdadeira obra prima.

via Prof. Hariovaldo Almeida Prado

Aécio já prepara plano de salvação nacional (via Prof. Hariovaldo)

Armínio, Aécio e FHC. Os bons tempos voltarão!

Por 

O futuro presidente já prepara os planos para a salvação nacional do comunismo, expurgando tudo aquilo que contraria a democracia e a liberdade capitalista, na árdua missão de desmontar o gigantismo estatal que sufoca o necessário estado mínimo.

Para tanto, será preciso agir com tato, reduzindo gradativamente os gastos do estado a fundo perdido, com bolsas e subsídios àqueles que não possuem condições de arcar com os custos de tais operações, proibindo os bancos públicos de financiá-los. Já a defasagem tarifária, ao contrário,deverá ser corrigida de imediata, recapitalizando as empresas paquidérmicas, para que assim fiquem atraentes aos compradores internacionais, quando do seu futuro alijamento estatal.

A retomada do país pelos homens bons não deverá ser ocasional, visto a necessidade de se construir um arcabouço de proteção às futuras interferência daqueles que nunca deveriam ter usurpado o comando nacional, criando um dispositivo legal onde tais sejam impedidos de se candidatarem, uma ficha azul onde fique patente o não pertencimento ao partido ou coligação que tenha sido condenado pelo Tribunal Maior, livrando assim a nação do retorno desses elementos odiáveis em futuro próximo.

Continue Lendo via Prof. Hariovaldo Almeida Prado

Livro-Calúnia tenta apagar o brilho de FHC (via Prof. Hariovaldo)

Grande estadista mundial, FHC é vítima de todo o tipo de ataques por parte daqueles que não se conformam com o seu brilho e altivez, conquistados com intenso trabalho sério e grandioso, ao que pese o mesmo ter governado este nosso pobre país. Esse é o caso de um livro-calúnia lançado na semana passada, em que o ex-presidente é visto indevidamente como um ser errático, e não como o genial político e magistral administrador que o mundo inteiro conhece. Trata-se de uma obra de um despeitado, que tenta de toda forma diminuir a luz Fernando Henrique, para ofuscar a posse dele como membro da Academia Brasileira de Letras.

Continue Lendo via Prof. Hariovaldo

Os peculiares tempo e consciência da Globo (via Blog Palavras Diversas)

Globo imagina admitir algo que ninguém sabia? Apoio da emissora e da corporação midiática da família Marinho a ditadura militar era notório e se estende até os dias de hoje àqueles que jogam pesado contra os interesses nacionais. Esta outra confissão se dará quando? Em 2044?

A emissora que, indisfarçadamente, apoiava e “ufanizava” os militares durante a ditadura, após quase 50 anos admite que “errou ao apoiar” o período de exceção, que vitimou milhares de brasileiros, inclusive muitos de seus empregados da área artística e jornalística foram perseguidos pelos governos que a família Marinho, entusiasticamente sustentava.
Imaginando que a Globo dê prosseguimento ao seu programa de revisar seus atos históricos, a seu tempo e oportunidade [oportunismo?], somente em 2039, mais ou menos, admitirão que fizeram de tudo para que Collor vencesse as eleições de 1989.
Lá por 2044, quem sabe, vão confessar que o apoio a eleição e reeleição de FHC, ignorando os demais candidatos da época e se recusando a organizar debates para não questionarem o seu apoiado, tinha objetivo maior: chegava as privatizações, que serão admitidas lá por 2046/2047…

Continue Lendo via Blog Palavras Diversas

Leia também:

> Brito escreve editorial épico sobre “desculpas” da Globo

Dirceu e o declínio da Globo

Volta ao governo FHC será proposta de Aécio Neves (via Prof. Hariovaldo Almeida Prado)

Os homens bons estão com um sorriso largo pela escolha

By 

Alvíssaras! O novo líder dos homens bons, Aécio Neves, já assume a campanha vitoriosa rumo às grimpas do Planalto Central, com grande entusiasmo, propondo a volta ao bom governo do período de FHC como uma forma de recuperar a nação dos danos causado pelo petismo destruidor. É preciso retomar o progresso alvissareiro e sepultar de vez a era Vargas no Brasil, implementando as reformas do estado para adequá-lo ao mercado soberano, levando o país a se equiparar às nações progressistas do norte, que já realizaram a operação e seguem em ótimas condições.

Aécio acertou em cheio nessa diretiva, pois a população clama pela volta de Fernando Henrique há muito tempo. Governo honesto, popular, gerador de emprego e garantidor dos aumentos salariais, qualificador do serviço público federal com inúmeros concursos, sem falar na afirmação e não submissão brasileira no exterior, aquilo sim que era governo.

Continue Lendo via  Prof. Hariovaldo