Arquivo da tag: Esquadrão Poti

Mais 3 helicópteros de ataque Mi-35 (AH 02 Sabre) vem reforçar o Esquadrão Poti

MI-35Neste fim de semana Porto Velho pode ter uma atração extra : é a chegada de mais 3 helicópteros russos de ataque Mi-35M / Sabre, do Esquadrão Poti, que virão transportados no Antonov An-225 Mriya ou no Antonov An-124 , possivelmente este último devido às características da pista do aeroporto e base aérea de Porto Velho. Qualquer que seja o avião escolhido, o seu pouso é um espetáculo . Se tratam do  1º e do 2º maiores aviões cargueiros do mundo, respectivamente. Vai render muitas selfies e coisas do gênero .  É só ficar esperando na Lauro Sodré.

Antonov An 124 / foto Wikipédia

As aquisições dos MI 35 e mais recentemente de 36 caças Gripen NG , da Suécia fazem parte de um plano de reestruturação da Defesa Brasileira, para assegurar sua soberania.

Na época da chegada dos primeiros “tanques voadores” (apelido do MI 35) um “repórte” sem noção de Porto Velho queria que uma destas máquinas de combate perseguisse um caminhãozinho baú roubado para a Bolívia.

PQP !

Leia também : Geopolítica : O Esquadrão Poti agora é aqui 

Geopolítica:depois do Esquadrão Poti agora é a vez do Esquadrão Pacau vir para a Amazônia

Por Beto Bertagna

Depois da transferência do Esquadrão Poti de Recife para Porto Velho, Rondônia constituindo o 1º Esquadrão de Helicópteros de Ataque , com a compra da Rússia de 12 AH-2 Sabre (MI 35) agora é a vez do  1°/4° Gav. Esquadrão Pacau, de Natal/RN estar de  mudança marcada para Manaus até dezembro de 2010. A operação do esquadrão será com os jatos mais modernos e letais da FAB, o Tigre F-5M, modernizado. Com  a entrada em serviço da aeronave E-99 (radar)  e do COPM4 (4º Centro de Operações Aéreas Militares)  e a conseqüente extensão da cobertura radar na aérea na Norte finalmente a ultima lacuna seria preenchida, um esquadrão de defesa aérea de 1ª linha com as F-5M, caça  supersônico com recursos aviônicos, armamentos e performance adequada ao desempenho da missão de controle do espaço aéreo.  No entanto, especialistas ouvidos pela redação deste blog  www.betobertagna.com apontam que a aeronave, apesar do seu poder não é páreo para os modernos aviões Sukhoy SU-35 Flanker , que integram a Força Aérea da Venezuela, que ainda assim manteriam superioridade estratégica sobre a nova base em Manaus. Outros problemas também terão que ser solucionados, pois a operação deste jato em Ponta Pelada ainda é complicada pelo comprimento da pista. Os jatos que irão para Manaus são os mesmos comprados da Jordânia em 2006 e modernizados na Embraer. Enquanto isto, se espera a definição do governo brasileiro por jatos de última geração que poderão cumprir sua missão de defender com segurança a soberania nacional. E daí ? Vamos de Grippen, Rafale ou com os F-18 Hornet ?

Leia também :>

O Esquadrão Poti agora é aqui
> China vai comprar caças Su 35 Flanker da Russia. E o Brasil vai de quê ?