Arquivos da categoria: Curta Milimetragem

O que aconteceu com a CPI do Futebol ?

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Túnel do Tempo : Gov. Jerônimo Santana, há mais de 20 anos atrás…

Jerônimo foi o primeiro governador eleito pelo voto direto. Ele havia sido um mítico parlamentar na época da ditadura. Mas, o final do seu governo foi melancólico, com os funcionários do Estado sem receber há vários meses … O mito acabou e Bengala não conseguiu se eleger para a Câmara Federal.   Mas, esta é outra história.   Hoje, estamos em outros tempos e agora só depende da Justiça Eleitoral aplicar corretamente a Lei da Ficha Limpa e de todos nós, votarmos com consciência e em candidatos sem passado sujo , sem cassações na ficha corrida ou enrolados com a justiça para termos eleições cada vez mais limpas, sem compra de votos. E também, com a Internet tá tão fácil fazer uma rápida pesquisa e ver um pouco do passado e do currículo dos parlamentares. Então fica combinado. Presidente, Deputado, senador e governador, só FICHA LIMPÍSSIMA para termos em Rondônia mais mandatos éticos. É da Máfia dos sanguesugas, comprador de votos, já foi cassado,  condenado em qualquer instância, XÔ ! lôbo em pele de cordeiro ! Tô com Dom Moacir Grechi e não abro.
Jerônimo Garcia de Santana, “o Homem da Bengala”,  vinha se recuperando de um derrame cerebral. Ele faleceu às 9h manhã desta quinta feira, 11/09, no Rio de Janeiro aos 79 anos.

Deu no Notícias UOL : Igreja pede que fiéis finjam cura para arrecadar mais dinheiro

Reprodução Internet/UOL

Veja a notícia completa no Yahoo

Político do PMDB ameaça matar blogueiro!

O blogueiro

No Maranhão, o blogueiro Décio Sá foi assassinado. A história agora se repete.  O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB), manifestou, na frente de vários colegas parlamentares, a intenção de matar o blogueiro político Luis Pablo.

Em uma declaração que chocou o estado, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB), manifestou, na frente de vários colegas parlamentares, a intenção de matar o jornalista Luis Pablo, filho de uma família de blogueiros comandados por Luis Cardoso, um dos mais acessados da região; o deputado disse, ainda, que pouco se importava com o resultado do episódio: “não estou nem um pouco preocupado com isso, vou matar esse sujeito”, as ameaças teriam sido originadas após o blogueiro denunciar o uso de veículos de forma irregular pela mulher do parlamentar.

Leia Mais via O Cafezinho

A bofetada

Foto: Fabio Pozzebom/ABr

Foto: Fabio Pozzebom/ABr

Comprem pipocas! Pau vai comer no PSDB (via O Cafezinho)

Serra só vai no pescoço.

Por Miguel do Rosário

Se o ex-governador José Serra não existisse, o diabo seria obrigado a inventá-lo às pressas. O Brasil seria bom demais sem ele. O cabra inferniza até a vida da oposição. Quando Aécio Neves achava que, finalmente, poderia respirar tranquilo, sem a concorrência sempre desleal e traiçoeira do conde drácula, eis que Serra levanta de seu caixão e volta a assombrar.

As movimentações de Serra são erráticas, turbulentas, ameaçadoras. É o verdadeiro Mefistófeles da política brasileira! Com uma diferença básica: Mefistófeles dizia que ele era aquele que “fazendo o mal, emprenhava o bem”, querendo dizer que a sua ação questionadora e imoral impede o homem de cair no imobilismo confortável, egoísta e medíocre do moralismo cristão.

Serra é o contrário. Ele pensa fazer o bem, mas só gera o mal. Haja vista a campanha desqualificada que ele conseguiu produzir em 2010, quando sua própria esposa passeava pelas ruas do Rio alardeando que Dilma “assassinava criancinhas”. Sem contar o guru indiano que ele trouxe dos Estados Unidos para coordenar a disseminação de boatos de cunho religioso contra a sua adversária.

Continue Lendo via O Cafezinho

Coisas da Net : EnxadexFREE

enxadex

Gente é sério, deu certo comigo!!! Capinei um lote de 300m² e em apenas 5 horinhas ganhei 45,00 reais! ISSO MESMO!! QUARENTA E CINCO REAIS!!! Em dinheiro! Na primeira capina você já recupera seu investimento, pois uma enxada da Tramontina com cabo em madeira custa R$29,50. Depois é só lucro! Além de ganhar dinheiro, você pega um bronze e perde calorias…

NÃO É PIRÂMIDE GENTE!!! GANHE ATÉ 2000 REAIS MENSAIS TRABALHANDO NO MÍNIMO 20 HORAS DIÁRIAS!!!

NR: A brincadeira, bem humorada, anda circulando pela net. Obrigado , Norma !

Deu no Pravda : Oposição venezuelana compra 18 aviões de guerra dos EUA

Os partidários de direita venezuelana compraram 18 aviões de combate dos Estados Unidos, anunciou no domingo o ex-vice-presidente da Venezuela, José Vicente Rangel.
“Depois de analisar os catálogos (os líderes contra-revolucionários) assinaram contrato para 18 aviões de combate, que serão colocados em uma base militar dos EUA, na Colômbia, revelou Rangel, para em seguida, acrescentar que a compra foi feita durante uma reunião em San Antonio, Texas (sul dos Estados Unidos), em que estavam presentes membros da oposição venezuelana e da indústria aeronáutica americana.
Rangel disse também que ” até novembro próximo, o mais tardar, vai se materializar o contrato, assinado no final de maio”, exigindo que as autoridades venezuelanas  iniciem investigações.
Da mesma forma, trouxe à luz que o Instituto Nacional Democrático (IND), financiado pelo Congresso dos EUA, tem bancado as viagens ao exterior  dos líderes da oposição venezuelana.
“A informação não deve ser subestimada, dado o clima de mídia e agressão política contra a Venezuela. Se prepara uma camuflada agressão armada envolvendo mercenários, como já aconteceu em vários países “, continuou ele.
Desde o último 15 de abril, depois que o resultado das eleições presidenciais na Venezuela indicou como vencedor Nicolas Maduro, a oposição, apoiada por potências hegemônicas como os EUA, lançou um plano de desestabilização que visa desacreditar o governo bolivariano.
“Não se equivoquem comigo,  não se enganem com o povo, iremos em frente”, advertiu Maduro à oposição.

via Pravda Internacional

…………………………..

NR : Uma hora isto ainda vai dar merda.

Por que os médicos cubanos assustam (via Blog do Porfírio)

Só em 2011, médicos cubanos recuperaram a visão gratuitamente de2 milhões de pessoas em 35 países

Elite corporativista teme que mudança do foco no atendimento abale o nosso sistema mercantil de saúde

Por Pedro Porfírio

A virulenta reação do Conselho Federal de Medicina contra a vinda de 6 mil médicos cubanos para trabalhar em áreas absolutamente carentes do país é muito mais do que uma atitude corporativista: expõe o pavor que uma certa elite da classe médica tem diante dos êxitos inevitáveis do modelo adotado na ilha, que prioriza a prevenção e a educação para a saúde, reduzindo não apenas os índices de enfermidades, mas sobretudo a necessidade de atendimento e os custos com a saúde.

Essa não é a primeira investida radical do CFM e da Associação Médica Brasileira contra a prática vitoriosa dos médicos cubanos entre nós. Em 2005, quando o governador de Tocantins não conseguia médicos para a maioria dos seus pequenos e afastados municípios, recorreu a um convênio com Cuba e viu o quadro de saúde mudar rapidamente com a presença de apenas uma centena de profissionais daquele país.

A reação das entidades médicas de Tocantins, comprometidas com a baixa qualidade da medicina pública que favorece o atendimento privado, foi quase de desespero. Elas só descansaram quando obtiveram uma liminar de um juiz de primeira instância determinando em 2007 a imediata “expulsão” dos médicos cubanos.

No Brasil, o apego às grandes cidades

Neste momento, o governo da presidenta Dilma Rousseff só está cogitando de trazer os médicos cubanos, responsáveis pelos melhores índices de saúde do Continente, diante da impossibilidade de assegurar a presença de profissionais brasileiros em mais de um milhar de municípios, mesmo com a oferta de vencimentos bem superiores aos pagos nos grandes centros urbanos.

E isso não acontece por acaso. O próprio modelo de formação de profissionais de saúde, com quase 58% de escolas privadas, é voltado para um tipo de atendimento vinculado à indústria de equipamentos de alta tecnologia, aos laboratórios e às vantagens do regime híbrido, em que é possível conciliar plantões de 24 horas no sistema público com seus consultórios e clínicas particulares, alimentados pelos planos de saúde.

Mesmo com consultas e procedimentos pagos segundo a tabela da AMB, o volume de clientes é programado para que possam atender no mínimo dez por turnos de cinco horas. O sistema é tão direcionado que na maioria das especialidades o segurado pode ter de esperar mais de dois meses por uma consulta.

Além disso, dependendo da especialidade e do caráter de cada médico, é possível auferir faturamentos paralelos em comissões pelo direcionamento dos exames pedidos como rotinas em cada consulta.

Sem compromisso em retribuir os cursos públicos

Há no Brasil uma grande “injustiça orçamentária”: a formação de médicos nas faculdades públicas, que custa muito dinheiro a todos os brasileiros, não presume nenhuma retribuição social, pelo menos enquanto não se aprova o projeto do senador Cristóvam Buarque, que obriga os médicos recém-formados que tiveram seus cursos custeados com recursos públicos a exercerem a profissão, por dois anos, em municípios com menos de 30 mil habitantes ou em comunidades carentes de regiões metropolitanas.

Cruzando informações, podemos chegar a um custo de R$ 792.000,00 reais para o curso de um aluno de faculdades públicas de Medicina, sem incluir a residência. E se considerarmos o perfil de quem consegue passar em vestibulares que chegam a ter 185 candidatos por vaga (UNESP), vamos nos deparar com estudantes de classe média alta, isso onde não há cotas sociais.

Um levantamento do Ministério da Educação detectou que na medicina os estudantes que vieram de escolas particulares respondem por 88% das matrículas nas universidades bancadas pelo Estado. Na odontologia, eles são 80%.

Em faculdades públicas ou privadas, os quase 13 mil médicos formados anualmente no Brasil não estão nem preparados, nem motivados para atender às populações dos grotões. E não estão por que não se habituaram à rotina da medicina preventiva e não aprenderam como atender sem as parafernálias tecnológicas de que se tornaram dependentes.

Concentrados no Sudeste, Sul e grandes cidades

Números oficiais do próprio CFM indicam que 70% dos médicos brasileiros concentram-se nas regiões Sudeste e Sul do país. E em geral trabalham nas grandes cidades. Boa parte da clientela dos hospitais municipais do Rio de Janeiro, por exemplo, é formada por pacientes de municípios do interior.

Segundo pesquisa encomendada pelo Conselho, se a média nacional é de 1,95 médicos para cada mil habitantes, no Distrito Federal esse número chega a 4,02 médicos por mil habitantes, seguido pelos estados do Rio de Janeiro (3,57), São Paulo (2,58) e Rio Grande do Sul (2,31). No extremo oposto, porém, estados como Amapá, Pará e Maranhão registram menos de um médico para mil habitantes.

A pesquisa “Demografia Médica no Brasil” revela que há uma forte tendência de o médico fixar moradia na cidade onde fez graduação ou residência. As que abrigam escolas médicas também concentram maior número de serviços de saúde, públicos ou privados, o que significa mais oportunidade de trabalho. Isso explica, em parte, a concentração de médicos em capitais com mais faculdades de medicina. A cidade de São Paulo, por exemplo, contava, em 2011, com oito escolas médicas, 876 vagas – uma vaga para cada 12.836 habitantes – e uma taxa de 4,33 médicos por mil habitantes na capital.

Mesmo nas áreas de concentração de profissionais, no setor público, o paciente dispõe de quatro vezes menos médicos que no privado. Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o número de usuários de planos de saúde hoje no Brasil é de 46.634.678 e o de postos de trabalho em estabelecimentos privados e consultórios particulares, 354.536. Já o número de habitantes que dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS) é de 144.098.016 pessoas, e o de postos ocupados por médicos nos estabelecimentos públicos, 281.481.

A falta de atendimento de saúde nos grotões é uma dos fatores de migração. Muitos camponeses preferem ir morar em condições mais precárias nas cidades, pois sabem que, bem ou mal, poderão recorrer a um atendimento em casos de emergência.

A solução dos médicos cubanos é mais transcendental pelas características do seu atendimento, que mudam o seu foco no sentido de evitar o aparecimento da doença. Na Venezuela, os Centros de Diagnósticos Integrais espalhados nas periferias e grotões, que contam com 20 mil médicos cubanos, são responsáveis por uma melhoria radical nos seus índices de saúde.

Cuba é reconhecida por seus êxitos na medicina e na biotecnologia

Em sua nota ameaçadora, o CFM afirma claramente que confiar populações periféricas aos cuidados de médicos cubanos é submetê-las a profissionais não qualificados. E esbanja hipocrisia na defesa dos direitos daquelas pessoas.

Não é isso que consta dos números da Organização Mundial de Saúde. Cuba, país submetido a um asfixiante bloqueio econômico, mostra que nesse quesito é um exemplo para o mundo e tem resultados melhores do que os do Brasil.

Graças à sua medicina preventiva, a ilha do Caribe tem a taxa de mortalidade infantil mais baixa da América e do Terceiro Mundo – 4,9 por mil (contra 60 por mil em 1959, quando do triunfo da revolução) – inferior à do Canadá e dos Estados Unidos. Da mesma forma, a expectativa de vida dos cubanos – 78,8 anos (contra 60 anos em 1959) – é comparável a das nações mais desenvolvidas.

Com um médico para cada 148 habitantes (78.622 no total) distribuídos por todos os seus rincões que registram 100% de cobertura, Cuba é, segundo a Organização Mundial de Saúde, a nação melhor dotada do mundo neste setor.

Segundo a New England Journal of Medicine, “o sistema de saúde cubano parece irreal. Há muitos médicos. Todo mundo tem um médico de família. Tudo é gratuito, totalmente gratuito. Apesar do fato de que Cuba dispõe de recursos limitados, seu sistema de saúde resolveu problemas que o nosso [dos EUA] não conseguiu resolver ainda. Cuba dispõe agora do dobro de médicos por habitante do que os EUA”.

O Brasil forma 13 mil médicos por ano em 200 faculdades: 116 privadas, 48 federais, 29 estaduais e 7 municipais. De 2000 a 2013, foram criadas 94 escolas médicas: 26 públicas e 68 particulares.

Estudantes estrangeiros na Escola Latino-Americana de Medicina

Formando médicos de 69 países

Em 2012, Cuba, com cerca de 13 milhões de habitantes, formou em suas 25 faculdades, inclusive uma voltada para estrangeiros, mais de 11 mil novos médicos: 5.315 cubanos e 5.694 de 69 países da América Latina, África, Ásia e inclusive dos Estados Unidos.

Atualmente, 24 mil estudantes de 116 países da América Latina, África, Ásia, Oceania e Estados Unidos (500 por turma) cursam uma faculdade de medicina gratuita em Cuba.

Entre a primeira turma de 2005 e 2010, 8.594 jovens doutores saíram da Escola Latino-Americana de Medicina. As formaturas de 2011 e 2012 foram excepcionais com cerca de oito mil graduados. No total, cerca de 15 mil médicos se formaram na Elam em 25 especialidades distintas.

Isso se reflete nos avanços em vários tipos de tratamento, inclusive em altos desafios, como vacinas para câncer do pulmão, hepatite B, cura do mal de Parkinson e da dengue. Hoje, a indústria biotecnológica cubana tem registradas 1.200 patentes e comercializa produtos farmacêuticos e vacinas em mais de 50 países.

Presença de médicos cubanos no exterior

Desde 1963, com o envio da primeira missão médica humanitária à Argélia, Cuba trabalha no atendimento de populações pobres no planeta. Nenhuma outra nação do mundo, nem mesmo as mais desenvolvidas, teceu semelhante rede de cooperação humanitária internacional. Desde o seu lançamento, cerca de 132 mil médicos e outros profissionais da saúde trabalharam voluntariamente em 102 países.

No total, os médicos cubanos trataram de 85 milhões de pessoas e salvaram 615 mil vidas. Atualmente, 31 mil colaboradores médicos oferecem seus serviços em 69 nações do Terceiro Mundo.

No âmbito da Alba (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América), Cuba e Venezuela decidiram lançar em julho de 2004 uma ampla campanha humanitária continental com o nome de Operação Milagre, que consiste em operar gratuitamente latino-americanos pobres, vítimas de cataratas e outras doenças oftalmológicas, que não tenham possibilidade de pagar por uma operação que custa entre cinco e dez mil dólares. Esta missão humanitária se disseminou por outras regiões (África e Ásia). A Operação Milagre dispõe de 49 centros oftalmológicos em 15 países da América Central e do Caribe. Em 2011, mais de dois milhões de pessoas de 35 países recuperaram a plena visão.

Quando se insurge contra a vinda de médicos cubanos, com argumentos pueris, o CFM adota também uma atitude política suspeita: não quer que se desmascare a propaganda contra o regime de Havana, segundo a qual o sonho de todo cubano é fugir para o exterior. Os mais de 30 mil médicos espalhados pelo mundo permanecem fiéis aos compromissos sociais de quem teve todo o ensino pago pelo Estado, desde a pré-escola e de que, mais do que enriquecer, cumpre ao médico salvar vidas e prestar serviços humanitários.

…………….

Declaração da Academia de Medicina de São Paulo

 Frente à presença de 6.000 médicos cubanos, que o Governo brasileiro entende de receber para solucionar a ausência de médicos em municípios do país, a Academia de Medicina de São Paulo vem a público para revelar sua posição totalmente contraria a anunciada medida.

Contrária porque não preenche o estabelecido pela legislação do próprio governo federal, que exige a comprovação de competência de um médico diplomado no exterior, através de exames comprobatórios, para permitir o exercício da profissão;

Contrária porque o governo federal omite os reais motivos da ausência de médicos em pequenos municípios e nas periferias, ou seja, a falta de condições de trabalho, de remuneração e de carreira de Estado para profissionais de saúde;

Contraria porque aos médicos estrangeiros falta o conhecimento básico da língua portuguesa, da cultura brasileira e da epidemiologia referentes às doenças endêmicas e epidêmicas, condições sem as quais não se pode exercer uma atividade médica de boa qualidade;

Contraria porque é necessário haver um debate com a sociedade, antes da tomada de decisões que envolvem a qualidade do exercício da medicina no país e alertar a população, sobre os riscos de contratação de médicos estrangeiros ou brasileiros formados no exterior sem a devida comprovação de competência para cuidar do mais importante para a vida, ou seja, a saúde;

Contraria, por fim, porque juntamente com as demais entidades médicas, a Academia de Medicina de São Paulo tomará iniciativas para impedir essa afronta à saúde da população e à dignidade da medicina brasileira.

São Paulo, 12 de maio de 2013

Affonso Renato Meira

Presidente

…………………………

Conselho Federal de Medicina condena chegada de médicos cubanos ao Brasil

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou, nesta segunda-feira, uma nota repudiando o acordo entre Brasil e Cuba, que prevê a vinda de 6 mil médicos cubanos para atuar em regiões carentes do país. Além de questionar a qualidade dos médicos estrangeiros, a entidade põe em dúvida as reais intenções do governo brasileiro com a medida.

“O Conselho Federal de Medicina condena veemente qualquer iniciativa que proporcione a entrada irresponsável de médicos estrangeiros e de brasileiros com diplomas de medicina obtidos no exterior sem sua respectiva revalidação. Medidas neste sentido ferem a lei, configuram uma pseudoassistência com maiores riscos para a população e, por isso, além de temporários, são temerários por se caracterizarem como programas político-eleitorais”, diz a nota.

A entidade ainda propõe a criação de uma carreira de Estado para médicos do Sistema Único de Saúde (SUS), para suprir a falta de profissionais na rede e reivindica mais recursos para o setor, “um mínimo de 10% da receita bruta da União”.

Ainda de acordo com a nota, o CFM diz que, juntamente com os conselhos regionais de Medicina, “envidarão todos os esforços possíveis e necessários, inclusive as medidas jurídicas cabíveis, para assegurar o Estado Democrático de Direito no país, com base na dignidade humana”.

………………………………………..

Coincidentemente, a Grande Mídia ( Estadão, Veja , Globo ) apoia o CFM. Por que será ? Coincidentemente, mesmo pagando plano privado de saúde, às vezes você é obrigado a esperar semanas na fila para ser atendido . Por que será ?

Leia Mais via Blog do Porfírio

Leia também > Médicos cubanos – espiões comunistas malditos

Repórter de jornal é considerada a pior carreira em pesquisa americana

O site norte-americano especializado em carreiras, CareerCast.com, divulgou uma pesquisa em que revelou as melhores e piores profissões de 2013.

Foram listadas 200 profissões e o atuário, especialista em mensurar e administrar riscos, foi considerado o melhor emprego para este ano.

A carreira de repórter de jornal apareceu na última posição.

O levantamento combinou indicadores como salários médios, nível de estresse, perspectiva na carreira, ambiente de trabalho e demandas físicas. No topo da lista, o atuário tem uma renda anual média de US$ 87,6 mil, além de 27% de projeção de crescimento.

Completando as cinco melhores profissões para este ano, ainda aparecem o engenheiro biomédico, engenheiro de software, fonoaudiólogo e consultor financeiro.

Já entre as piores profissões, o repórter de jornal ficou na última posição, atrás de lenhador, leiteiro, garçom e doméstica.

Melhores profissões Piores profissões
*CareerCast.com e Infomoney
Atuário Repórter (Jornal)
Engenheiro biomédico Lenhador
Engenheiro de software Soldado
Fonoaudiólogo Ator
Consultor financeiro Trabalhador de refinaria de petróleo
Higienista dental Leiteiro
Terapeuta ocupacional Leitor de água e luz
Optometrista Carteiro
Fisioterapeuta Carpinteiro
Analistas de sistemas da computação Comissário de vôo
Quiroprático Agricultor
Fonoaudiólogo Agente penitenciário
Fisiologista Fotojornalista
Professor universitário Lavador de pratos
Médico veterinário Preparador de imposto
Nutricionista Garçom
Farmacêutico Radialista
Matemático Açougueiro
Sociólogo Designer de Moda
Estatístico Doméstica

Punição para aluno que desrespeitar professor

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou proposta que prevê punição para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.

Pelo Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, será encaminhamento à autoridade judiciária competente. A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta das escolas como responsabilidade e dever da criança e do adolescente estudante.

A proposta PL-267/2011 que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisada pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Azenha: “Globo consegue o que a ditadura não conseguiu: calar imprensa alternativa” (via Blog do Renato)

Meu advogado, Cesar Kloury, me proíbe de discutir especificidades sobre a sentença da Justiça carioca que me condenou a pagar 30 mil reais ao diretor de Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, supostamente por mover contra ele uma “campanha difamatória” em 28 posts do Viomundo, todos ligados a críticas políticas que fiz a Kamel em circunstâncias diretamente relacionadas à campanha presidencial de 2006, quando eu era repórter da Globo.

Por Luiz Carlos Azenha*, no blog Viomundo

Lembro: eu não era um qualquer, na Globo, então. Era recém-chegado de ser correspondente da emissora em Nova York. Fui o repórter destacado para cobrir o candidato tucano Geraldo Alckmin durante a campanha de 2006. Ouvi, na redação de São Paulo, diretamente do então editor de economia do Jornal Nacional, Marco Aurélio Mello, que tinha sido determinado desde o Rio que as reportagens de economia deveriam ser “esquecidas”– tirar o pé, foi a frase — porque supostamente poderiam beneficiar a reeleição de Lula.

Vi colegas, como Mariana Kotscho e Cecília Negrão, reclamando que a cobertura da emissora nas eleiçà µes presidenciais não era imparcial.

Um importante repórter da emissora ligava para o então ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, dizendo que a Globo pretendia entregar a eleição para o tucano Geraldo Alckmin. Ouvi o telefonema. Mais tarde, instado pelo próprio ministro, confirmei o que era também minha impressão.

Pessoalmente, tive uma reportagem potencialmente danosa para o então candidato a governador de São Paulo, José Serra, censurada. A reportagem dava conta de que Serra, enquanto ministro, tinha autorizado a maior parte das doações irregulares de ambulâncias a prefeituras.

Quando uma produtora localizou no interior de Minas Gerais o ex-assessor do ministro da Saúde Serra, Platão Fischer-Puller, que poderia esclarecer aspectos obscuros sobre a gestão do ministro no governo FHC, ela foi desencorajada a perseguí-lo, enquanto todos os recursos da emissora foram destinados a denunciar o contador do PT Delúbio Soares e o ex-ministro da Saúde Humberto Costa, este posteriormente absolvido de todas as acusações.

Tive reportagem sobre Carlinhos Cachoeira — muito mais tarde revelado como fonte da revista Veja para escândalos do governo Lula — ‘deslocada’ de telejornal mais nobre da emissora para o Bom Dia Brasil, como pode atestar o então editor Marco Aurélio Mello.

Num episódio específico, fui perseguido na redação por um feitor munido de um rádio de comunicação com o qual falava diretamente com o Rio de Janeiro: tratava-se de obter minha assinatura para um abaixo-assinado em apoio a Ali Kamel sobre a co bertura das eleições de 2006.

Considero que isso caracteriza assédio moral, já que o beneficiado pelo abaixo-assinado era chefe e poderia promover ou prejudicar subordinados de acordo com a adesão.

Argumentei, então, que o comentarista de política da Globo, Arnaldo Jabor, havia dito em plena campanha eleitoral que Lula era comparável ao ditador da Coréia do Norte, Kim Il-Sung, e que não acreditava ser essa postura compatível com a suposta imparcialidade da emissora. Resposta do editor, que hoje ocupa importante cargo na hierarquia da Globo: Jabor era o “palhaço” da casa, não deveria ser levado a sério.

No dia do primeiro turno das eleições, alertado por colega, ouvi uma gravação entre o delegado da Polícia Federal Edmilson Bruno e um grupo de jornalistas, na qual eles combinavam como deveria ser feito o vazamento das fotos do dinheiro que teria sido usado pelo PT para comprar um dossiê contra o candidato Serra.

Achei o assunto relevante e reproduzi uma transcrição — confesso, defeituosa pela pressa – no Viomundo.

Fui advertido por telefone pelo atual chefão da Globo, Carlos Henrique Schroeder, de que não deveria ter revelado em meu blog pessoal, hospedado na Globo.com, informações levantadas durante meu trabalho como repórter da emissora.

Contestei: a gravação, em minha opinião, era jornalisticamente relevante para o entendimento de todo o contexto do vazamento, que se deu exatamente na véspera do primeiro turno.

Enojado com o que havia testemunhado ao longo de 2006, inclusive com a represália exercida contra colegas — dentre os quais Rodrigo Vianna, Marco Aurélio Mello e Carlos Dornelles — e interessado especialmente em conhecer o mundo da blogosfera — pedi antecipadamente a rescisão de meu contrato com a emissora, na qual ganhava salário de alto executivo, com mais de um ano de antecedência, assumindo o compromisso de não trabalhar para outra emissora antes do vencimento do contrato pelo qual já não recebia salário.

Ou seja, fiz isso apesar dos grandes danos para minha carreira profissional e meu sustento pessoal.

Apesar das mentiras, ilações e tentativas de assassinato de caráter, perpretradas pelo jornal O Globo* e colunistas associados de Veja, friso: sempre vivi de meu salário. Este site sempre foi mantido graças a meu próprio salário de jornalista-trabalhador.

O objetivo do Viomundo sempre foi o de defender o interesse público e os movimentos sociais, sub-representados na mídia corporativa. Declaramos oficialmente: não recebemos patrocínio de governos ou empresas públicas ou estatais, ao contrário da Folha, de O Globo ou do Estadão. Nem do governo federal, nem de governos estaduais ou municipais.

Porém, para tudo existe um limite. A ação que me foi movida pela TV Globo (nominalmente por Ali Kamel) me custou R$ 30 mil reais em honorários advocatícios.

Fora o que eventualmente terei de gastar para derrotá-la. Agora, pensem comigo: qual é o limite das O rganizações Globo para gastar com advogados?

O objetivo da emissora, ainda que por vias tortas, é claro: intimidar e calar aqueles que são capazes de desvendar o que se passa nos bastidores dela, justamente por terem fontes e conhecimento das engrenagens globais.

Sou arrimo de família: sustento mãe, irmão, ajudo irmã, filhas e mantenho este site graças a dinheiro de meu próprio bolso e da valiosa colaboração gratuita de milhares de leitores.

Cheguei ao extremo de meu limite financeiro, o que obviamente não é o caso das Organizações Globo, que concentram pelo menos 50% de todas as verbas publicitárias do Brasil, com o equivalente poder político, midiático e lobístico.

Continue Lendo via Blog do Renato

Lek lek Lek : o volante da MPB e o fim do mundo

Por Altair Santos (Tatá)

Pronto, era o que faltava! Entramos pra lista dos arautos do fim do mundo. Antes de ardermos numa fogueira, em praça pública, vamos pedir perdão ao Papa Chico, o argentino da vez, ou então pro seu chefe, Deus todo poderoso, que tem maior patente e poder, além de brasileiro como nós. Mas agora acaba esse mundo doido! Tanto fizeram que dessa ele não escapa. Não é possível, a cada dia o troço piora! Parece mesmo que estamos prá lá da casa de mãe Joana, bem na esquina do musicalmente sem jeito! Em plena semana santa descobrimos que o nosso grande pecado é a música mortal, aquela que não diz nada, não é nada, mas leva à loucura e ao encontro com a morte e sua afiada foice da degola. As tristes notícias do falecimento do Emílio Santiago na semana passada e o coma irreversível do grande sanfoneiro Dominguinhos, o último the best do sertão,  nos trouxe muita tristeza. Como não bastasse, tem ainda as catástrofes de todas as ordens que assolam a música brasileira. A MPB vem sendo violentamente trucidada nos últimos anos. Virou alvo indefeso, verdadeiro tronco de açoite e extermínio, sob os auspícios da famigerada indústria cultural que voa em céu de brigadeiro impondo sua doutrina, derramando sobre nós as suas porcarias, criando a submissa massa de manobra e reinando absoluta, ditando as regras que levam ao consumo exagerado de doses cavalares desse irreversível veneno. De há muito os caras inventaram e botaram pra funcionar uma grande geringonça que liquidifica e joga no lixo o que é bom. As composições e produções qualitativas, quando de suas aparições tem vida curta, nascem na aurora e logo perecem, sucumbem antes do arrebol, vitimadas pela voracidade do monstrengo avassalador. Pior, essa máquina do apocalipse produz, em irrefreável escala, toneladas de gravações com o rótulo do mau gosto, bugigangas não recicláveis. São cd´s, dvd´s, clips, além de shows e outros vastos conteúdos desconectados da formação e da informação. Apartado da poesia e do melodioso, esse nutriente da deseducação se avoluma por todo o planeta e se propaga pelas ondas (tsunamis) de muitas rádios fm´s e programas de TV, casa de shows, lojas de disco e especializadas bancas de pirataria, os ditos showroom dessas invenções. Seus efeitos são de potentes ogivas catastróficas e vão destruir cérebros, aniquilar cucas boas e ruins. E assim, antes da escuridão total, o paupérrimo da música, feito o éter do alucínio, vai agir no cérebro levando a humanidade à demência cultural. Moribunda e apátrida, será ela transeunte do sem rumo. Vixe! Credo em cruz! Ave Maria! Toc toc toc na madeira com dedos cruzados! Deus nos livre dessa máquina do fim dos tempos! Acordem profetas do fim do mundo, espertai-vos torcedores do Nostradamus e simpatizantes do calendário maia, vinde! xamãs do mundo inteiro, adivinhões e palpiteiros do universo, levantem-se, sublevem-se! Quem vai acabar com o mundo já está entre nós e não vai ser é céu quando cair ou os mares quando subirem, nem mesmo a besta fera quando pintar na área. Em nosso meio já desfila com seus apelos e poder de arrebatamento a anti-música, vamos explodir, é o juízo final! Agora o volante da MPB é seu, pegue-o, segure firme e saia em desgovernada balada com o lek lek o hit que chama pra uma possível viagem sem volta já que você “vai  girando,  girando, girando prum lado, depois girando, girando, girando pro outro, aaaaaah leklek lek lek lek…”  Aí já viu né? Tonto que o cabra está é só cair e esperar o piripaque final! O ruim desse negócio é que a pessoa com o labirinto em total plano de desordem, por tamanha tontura, não contempla os detalhes de tão arrebatadora poesia, os arranjos, a orquestração, que pena! E não pense que alguém está imune, todo mundo vai ser acometido, a letra joga a praga final dizendo: “nas comunidades esse passinho já estourou, dança até titia, vovó e também vovó”. Este é apenas o saldo do esforço concentrado de uns adolescentes duma comunidade no Rio de Janeiro que, artesanalmente, produziram um vídeo, jogaram na internet e puft, aconteceu! A indústria cultural, esfomeada como ela só, já se apropriou, botou debaixo do braço e empurra a toda hora esse negócio pra gente engolir. Até o Neymar, aquele jogador arrepiado, aderiu, ao invés de procurar jogar bem pela seleção canarinho. Tá vendo torcida brasileira, não tem mesmo como sair à francesa, sua hora é chegada! Essa coisa de volante na MPB é uma realidade que já trouxe até aqui, muita coisa ruim, ninguém veio a pé, todos vieram trazidos de alguma forma e jeito, são os passageiros do avião do forró, bonde forró, trem do forró e caroneiros do camaro amarelo. Até nas asas dos gaviões do forró veio gente proliferando por aqui mais uma praga em forma de música, kkkk! Nos próximos dias descerá em terras karipuna ele, o astro, o incomparável, o bam bam bam, o pegador, o novo rei da música  – pelo menos nos próximos quatro meses – Wesley Safadão e sua banda Garota Safada. Como ele vem aportar aqui não sei; talvez trazido pelos ventos que sopram a nau da safadeza pra tudo que é lado! Kkkkk! Como não tem escapatória, comprarei ingressos pra mim e alguns amigos, dentre eles, o Sílvio Santos, Ernesto Melo, Basinho, Oscar Knightz, Misteira, Pedro Vilson, Bainha e outros mais. E que o bom Deus cuide do que sobrar de nós, se é que vai sobrar!

Proposta na Câmara quer derrubar o Estado Laico no Brasil

Proposta do deputado João Campos (PSDB) põe fim ao estado laico no Brasil

Se é que existe a laicidade no Brasil, onde, pelo menos teoricamente, a religião não interfere no Estado, ela está para ter seu fim. Isso porque na manhã desta quarta-feira, 27 de março, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda à Constituição 99/11, do deputado João Campos (PSDB-GO / foto ao lado).

Pela proposta, religiosos poderão questionar decisões judiciais como a legalidade da união estável para casais de mesmo sexo, aprovada no Supremo em maio de 2011.
O texto segue para ser votado em plenário e, se aprovado, segue para votação no Senado Federal. A Ementa da PEC 99/11 versa que caso o texto seja aprovado ele “Acrescenta ao art. 103, da Constituição Federal, o inciso X, que dispõe sobre a capacidade postulatória das Associações Religiosas para propor ação de inconstitucionalidade e ação declaratória de constitucionalidade de leis ou atos normativos, perante a Constituição Federal”.

Entre estas entidades estão, por exemplo, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil e a Convenção Batista Nacional. A proposta será analisada por uma comissão especial e, em seguida, votada em dois turnos pelo Plenário.
Leia aqui a matéria completa da Agência Câmara

Leia também

Via MixBrasilAgência Câmara e Pragmatismo Politico

Juiz boliviano manda prá cadeia de Oruro 12 torcedores do Corinthians. Veja o artefato que matou o jovem boliviano

O foto: El Deber/AFKA

O juiz Julio Guarachi ordenou nesta sexta-feira a prisão preventiva em San Pedro, na cidade de Oruro, Bolívia, de 12 membros da torcida organizada do Corinthians , pela suposta participação na ação que causaou a morte do jovem Kevin Douglas Beltrán Espada,  de 14 anos na quarta-feira durante o jogo Corinthians X San José, no Estádio Jesús Bermudez, pela Libertadores da América.

Segundo o jornal boliviano El Deber, de Santa Cruz de La Sierra , os brasileiros detidos são : Leandro Silva de Oliveira (21 años), Tadeu Macedo Andrade (30), Reinaldo Cohelo (35), José Carlos da Silva Júnior (20), Marco Aurélio Mecere (31), Danielo Silva de Oliveira (27), Hugo Nonato (27), Clever Souza Clous (21), Cleuter Barreto Barros (24), Fávio Neves Domingos (32), Rafael Machado Castilho Araújo (18) y Tiago Aurélio dos Santos Ferreira (27).

Para a polícia, dois dos 12 detidos tiveram participação direta no disparo do sinalizador que matou Kevin. A pena para este tipo de crime é reclusão de dois a cinco anos.

Segundo o jornal, Cleuter Barreto Barros, de 24 anos e Leandro Silva de Oliveira (21 años), membros do “Gaviões da Fiel” , em tese, supostamente dispararam o sinalizador, um tubo plástico de 2 cm de diâmetro e 23 de comprimento.

O médico José Maria Vargas disse que o adolescente morreu logo após ser atingido no seu olho esquerdo pelo tubo plástico, que destroçou seu globo ocular e provocou hemorragia interna, com perda de massa encefálica Kevin será enterrado em Cochabamba, cidade onde residia desde os seus sete anos.

Veja aqui a matéria original do jornal El Deber

NR: O animal que fez esta merda toda conseguiu matar um garoto de 14 anos, enlamear o nome da Gaviões da Fiel e prejudicar o seu próprio time , esportivamente e financeiramente, porque o clube terá o maior preju. É muita merda . Como deixam uma arma na mão de um cara destes ??? Certamente, terá que pagar pelo crime que cometeu.

Segundo o inquérito boliviano, foi um artefato deste tipo que atingiu o jovem

Veja aqui em PDF as características e a forma de manuseio do Red Rocket MK8A, para uso náutico

Uma das principais recomendações é “não apontar para as pessoas, pois ejeta um projétil de foguete.”

Leia também > Tome um DRAMIN antes de ler a “opinião” de Neto sobre a barbaridade em Oruro

Enquanto isso no Brasil…

Sobre o embargo americano, nem um pio…

Preso esconde celular no rabo e recebe ligação. Assim é demais !

Raio X do azarado. foto AFP

É claro que não foi no Brasil, onde dependendo da operadora celular não funciona nem na orelha ! As pessoas estão se perguntando : qual a musiquinha que tocou ???

Leia mais via Dando Pitacos

El País publica foto falsa de Hugo Chavez

O jornal pediu desculpas aos leitores e suspendeu a distribuição do jornal .

Veja a versão original aqui.

MPF de Rondônia obtém a condenação do Senador Ivo Cassol. Direitos políticos estão suspensos por 5 anos

foto: Pedro França/Ag. Senado

foto: Pedro França/Ag. Senado

O Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) obteve a condenação do senador Ivo Cassol, dos delegados de Polícia Civil Renato Eduardo de Souza e Hélio Teixeira Lopes Filho, dos agentes de Polícia Civil Gliwelkinson Pedrisch de Castro e Nilton Vieira Cavalcante, além de Agenor Vitorino de Carvalho, por improbidade administrativa.
A Justiça Federal, acolhendo a acusação formulada pelo MPF/RO, suspendeu os direitos políticos de Ivo Cassol por cinco anos, dos delegados por quatro anos e dos demais por três anos. Além disso, decretou a perda dos cargos dos policiais e ainda impôs o pagamento de multa a todos os agentes públicos, sendo que a maior delas, imposta ao senador Ivo Cassol, totaliza 300 mil reais. Ainda cabe recurso da sentença.
Em 2006, o MPF/RO desvendou um grave caso de compra de votos, que beneficiaria Ivo Cassol, Expedito Júnior e outras pessoas. A investigação gerou várias ações eleitorais, mas as testemunhas que prestaram depoimento acabaram sendo vítimas de constrangimentos diversos e ameaças, sendo cinco delas até incluídas em programa de proteção à testemunha. Esse assédio ilegal foi ordenado por Ivo Cassol, que à época governava o Estado, e executado pelos policiais e também por Agenor Vitorino de Carvalho. Para cometer os abusos foi até instaurado um inquérito policial manifestamente ilegal.
Ivo Cassol e os policiais, dentre outras pessoas, acabaram processados criminalmente pela Procuradoria-Geral da República pela prática de diversos crimes. Na ocasião, Antônio Fernando Souza, procurador-geral da República em 2007, afirmou na denúncia que “a investigação estadual foi mesmo instaurada com o claro intuito de criar fatos novos relacionados aos delitos eleitorais, mediante a manipulação de provas e intimidação de testemunhas, a fim de beneficiar os candidatos envolvidos na compra de votos. Toda a farsa foi executada a mando do governador Ivo Cassol, que se utilizou do aparato de segurança do Estado de Rondônia para tentar desqualificar a investigação dos crimes eleitorais imputados a ele e a seu grupo político.”
Além das ações eleitorais e da ação penal, o Ministério Público Federal também ingressou com ação de improbidade administrativa, desta feita através de quatro procuradores da República em Rondônia. A ação, acolhida agora pela Justiça Federal, acusava Ivo Cassol de ter utilizado ilegalmente a estrutura da segurança pública para tentar alterar as provas a respeito da compra de votos, atrapalhando o trabalho do Ministério Público Federal e da própria Justiça.
Para se ter uma ideia da gravidade dos fatos, tiros foram disparados contra a residência da mãe de uma testemunha; sem falar que um dos agentes da Polícia Civil ameaçou outra testemunha, dizendo: “vocês são apenas cinco formiguinhas, o homem vai passar por cima de vocês como se fosse um trator e não vai acontecer nada com ele; que ele falou que o homem era o governador Cassol”. O policial civil somente errou quanto à previsão de que nada aconteceria ao governador, já que todos foram condenados pela Justiça Federal por conta dos abusos que cometeram.

Fonte: MPF/RO

Deu na revista Forbes : a fortuna dos pastores evangélicos brasileiros

reprodução : Forbes

reprodução : Forbes

A revista Forbes, publicou uma lista com os cinco pastores mais ricos do Brasil, estimando suas fortunas. Vamos à lista.

1. Edir Macedo
O fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, tem um patrimônio líquido estimado pela Forbes de US$ 950 milhões, ou cerca de R$ 1,9 bilhão.

2. Valdemiro Santiago
Valdemiro Santiago fundou sua própria igreja, chamada Igreja Mundial do Poder de Deus,(segundo a Forbes)tem um patrimônio líquido  de US$ 220 milhões, ou aproximadamente R$ 440 milhões.

3. Silas Malafaia
Líder da Assembléia de Deus, maior igreja pentecostal do Brasil, (segundo a Forbes)tem uma fortuna de US$ 150 milhões, ou R$ 300 milhões.

4. RR Soares
Romildo Ribeiro Soares, ou RR Soares,  fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, possui uma fortuna (segundo a Forbes) de US$ 125 milhões, ou R$ 250 milhões.

5. Estevam Hernandes Filho e sua esposa Sonia
Os fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Apóstolo Estevam Hernandes Filho e sua esposa, Bispa Sonia,(segundo a Forbes)  tem um patrimônio líquido estimado pelo site em US$ 65 milhões dólares, ou R$ 130 milhões.

Segundo a Wikipédia “Forbes é uma revista de negócios e economia americana. Propriedade de Forbes, Inc. e de publicação quinzenal, a revista apresenta artigos e reportagens originais sobre finanças, indústria, investimento e marketing. Apesar de não ser seu foco principal, Forbes também publica matérias relacionadas a tecnologia, comunicações, ciência e direito. Também é conhecida por suas listas, principalmente nas quais faz um ranking das pessoas mais ricas dos Estados Unidos (conhecida como Forbes 400) e do mundo, além de outras como das celebridades mais bem-pagas e das mulheres mais poderosas. Com sede na cidade de Nova Iorque, foi fundada em 1917 pelo jornalista escocês B. C. Forbes. Suas principais concorrentes da categoria são a Fortune e a BusinessWeek. O slogan da Forbes é “A Ferramenta Capitalista”.” Para a revista, a religião é um dos negócios mais rentáveis do Brasil. 

A revista arremata a reportagem dizendo : Como diz a Bíblia, a fé move montanhas. E dinheiro, também.

Quem são e o que fazem os “jornalistas de Cachoeira” (via Carta Maior)

Imprensa e oposição atacam, em uníssono, o parecer do relator da CPMI do Cachoeira que pede o indiciamento de cinco jornalistas e sugere ao Ministério Público Federal que prossiga com as investições sobre outros sete. As alegações centrais são que a medida fere a liberdade de imprensa ou refletem o desejo de vingança do PT com seus algozes no mensalão. Uma leitura do relatório revela uma outra realidade. E uma realidade estarrecedora sobre os meandros da imprensa brasileira. A reportagem é de Najla Passos.

Brasília – Desde que o relator da CPMI do Cachoeira, deputado Odair Costa (PT-MG), confirmou que irá pedir o indiciamento de cinco jornalistas no seu relatório final, imprensa e oposição passaram a atacar a medida, em uníssono, alegando ora afronta à liberdade de expressão, ora o desejo de vingança do PT contra seus algozes no “mensalão”. Uma leitura do relatório revela uma outra realidade. E uma realidade estarrecedora sobre os meandros da imprensa brasileira. Os documentos falam de jornalistas vendendo sua força de trabalho ou o espaço dos veículos em que trabalham para beneficiarem uma reconhecida organização criminosa na prática de crimes. Ou então, associando-se a ela para destruir desafetos comuns dos criminosos e dos seus veículos.

O diretor da sucursal de Veja em Brasília, Policarpo Junior, é a face mais conhecida deste time. Mas o grupo é muito maior. O relatório da CPMI cita nominalmente doze jornalistas que teriam contribuído periodicamente com o esquema criminoso, e acabaram flagrados em atitudes, no mínimo, suspeitas, por meio das quebras de sigilos telefônicos, ficais e bancários dos membros da quadrilha e das empresas, de fachada ou não, que operavam em nome dela. Desses doze, pede o indiciamento de cinco, contra os quais as provas são robustas. Sugere ao Ministério Público Federal (MPF) o prosseguimento das investigações contra os outros sete, com base nos indícios já levantados pela Comissão.

Saiba quem são os jornalistas que, no entendimento da CPMI, devem ser indiciados:

1 – Wagner Relâmpago
Repórter policial do DF Alerta, da TV Brasília/Rede TV, e do programa Na Polícia e nas Ruas – Rádio Clube 105,5 FM – DF . Segundo a CPMI, ele utilizou seu espaço na TV e no rádio para “bater” nos inimigos da quadrilha ou personalidades públicas que atrapalhavam suas atividades criminosas. Em 2011, foram creditados pelo menos três repasses da quadrilha para sua conta pessoal de, aproximadamente, de R$ 300 mil cada. As relações de Relâmpago com Cachoeira foram reveladas por Carta Maior em 30/3, na reportagem Quadrilha de Cachoeira mantinha relações com a mídia. Para a CPMI, Relâmpago incorreu no artigo 288 do Código Penal, o que justifica seu indicamento pelo crime de formação de quadrilha.

2 – Patrícia Moraes
É sócia-administradora e editora de política do jornal Opção, de Goiás. Mantinha interlocução constante com Cachoeira e outros membros da quadrilha. Também recebia pagamentos períodicos do bando, na sua conta pessoal e na do jornal, para “divulgar as matérias de interesse da organização criminosa e fazer oposição e a desconstrução midiática de adversários”, conforme o relatório da CPMI. O documento sugere, inclusive, suspeitas de que o periódico possa pertencer à quadrilha de Cachoeira. Os recursos recebidos pela jornalista somam R$ 155 mil. A CPMI pediu seu indiciamento por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

3 – João Unes
Jornalista e advogado, trabalhou em O Estado de S.Paulo, O Popular, TV Anhanguera e TV Record. Segundo a CPMI, foi um dos jornalistas que receberam as mais vultosas quantias da quadrilha. Foi o idealizador e diretor do jornal online A Redação que, segundo a CPMI, foi adquirido posteriormente pela máfia. A soma dos valores transferidos para ele, conforme diálogos interceptados, chega a R$ 1, 85 milhão. Nem todos os valores mencionados nos diálogos foram comprovados na quebra dos sigilos do jornalista e das empresas fantasmas do bando. A CPMI pede seu indiciamento por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

4 – Carlos Antônio Nogueira, o Botina
Segundo o relatório, ele se apresenta como proprietário do jornal O Estado de Goiás, mas na verdade é sócio minoritário de Carlinhos Cachoeira no empreendimento que, conforme diálogos interceptados, também tem ou teve como sócio o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Botina também é proprietário da empresa WCR Comunicação e Produção e do Canal 5. Sob ordens de Cachoeira, utilizava o jornal para criar fatos políticos, fabricar notícias que pudessem prejudicar adversários ou constranger autoridades, enfim, que beneficiem as atividades da organização. Movimentou vultosas quantias. As maiores delas foram por meio da WCR Produção e Comunicação, que recebeu recursos das laranjas de Cachoeira da ordem de R$ 460 mil, R$ 1,42 milhão e R$ 584 mil, entre outros. A CPMI pede seu indiciamento por formação de quadrilha e lavagem de recursos.

5 – Policarpo Junior
É diretor da sucursal da Veja em Brasília. Segundo o relatório da CPMI, colaborou com os interesses da organização criminosa promovendo suas atividades ilícitas, eliminando ou inviabilizando a concorrência e desconstruindo imagens e biografias de adversários comuns da máfia e da publicação. O relacionamento entre Cachoeira e Policarpo começou em 2004. Apesar de atualmente mídia e oposição considerarem um acinte à liberdade de imprensa sua convocação para prestar esclareimentos na CPMI do Cachoeira, ele depôs na CPI dos Bingos, em 2005, para defender o contraventor, como Carta Maior revelou na reportagem Jornalista da Veja favoreceu Cachoeira em depoimento de 2005, em 28/5. Suas relações com Cachoeira foram fartamente documentadas, como mostram, por exemplo, as reportagens Os encontros entre Policarpo, da Veja, e os homens de Cachoeira, de 10/5, e Cachoeira: “O Policarpo, ele confia muito em mim, viu?”, de 15/5. A CPMI pediu seu indiciamento por formação de quadrilha.

Confira também quem são os jornalistas que a CPMI pede que sejam alvos de mais investigações pelo MPF:

1 – Luiz Costa Pinto, o Lulinha
É o proprietário da empresa Ideias, Fatos e Textos (IFT), que prestou serviços para a Câmara durante a gestão de João Paulo Cunha (PT-SP), fato que acabou rendendo à ambos denúncias por crime de peculato no escândalo do “mensalão”. Cunha foi absolvido por este crime na ação penal 470, que tramita no STF. O processo contra Lulinha tramita na justiça comum. Conforme o relatório da CPMI, O jornalista foi contratado pela organização criminosa de Cachoeira para emplacar matérias favoráveis ao grupo nos meios jornalísticos. Entre fevereiro de 2011 e maio de 2012, recebeu o total de R$ 425 mil da Delta, por meio de transferências creditadas na conta da IFT.

2 – Cláudio Humberto
Citado em diversas gravações interceptadas pela Polícia Federal como uma espécie de assessor de comunicação, ele também foi contratado via Delta, a pedido do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Entre 2011 e 2012, recebeu R$ 187,7 mil, depositados pela Delta na conta da CT Pontocom Ltda, empresa na qual é sócio-administrador desde maior de 2001.

3 – Jorge Kajuru
É apresentador da TV Esporte Interativo. Também recebeu recursos da organização de Cachoeira que, segundo ele, se referiam à patrocínio feito pela Vitapan, empresa farmacêutica ligada ao esquema criminoso. Ele teria recebido do grupo R$ 20 mil, entre 2011 e 2012, em contas das suas empresas e na sua conta pessoal. A CPMI, porém, o isenta de responsabilidades por conduta criminosa.

4 – Magno José, o Maguinho
De acordo com a CPMI, o blogueiro Magno José, o Maguinho, também recebeu recursos da organização criminosa para prestar serviços à quadrilha. Ele é editor do blog Boletim de Novidades Lotéricas, que prega a legalização dos jogos no país. Entretanto, os repasses dos recursos ao jornalista não foram comprovados. Os indícios decorrem do material publicado pelo blog e das conversas dos membros da quadrilha interceptadas pela PF. Portanto, a CPMI optou por não propor seu indicamento.

5 – Mino Pedrosa
Já trabalhou no Jornal de Brasília, em O Estado de S.Paulo, em O Globo, na revista IstoÉ e hoje é editor-chefe do blog QuidNovi. É apontado como o responsável pela deflagração do Caso Loterj, que resultou na queda do assessor da Casa Civil do governo Lula, Waldomiro Diniz. De acordo com conversas interceptadas pela Polícia Federal (PF) entre membros da quadrilha de Cachoeira, ele teria recebido um apartamento e um carro para depôr em favor do contraventor, envolvido no esquema. É responsabilizado também como o autor de denúncias sobre o governo do Distrito Federal, com base em grampos ilegais feitos por Idalberto Matias, o Dadá, membro da quadrilha. E, também, como a pessoa que “vazou” para Cachoeira que a PF preparava a Operação Monte Carlo. A CPMI reconhece, porém, que não obteve provas suficientes para pedir o indiciamento do jornalista.

6 – Renato Alves
É jornalista do Correio Braziliense e editor do blog Última Parada. Segundo o relatório, as interceptações telefônicas revelaram que ele também mantinha interlocução frequente com a organização criminosa. Foi, inclusive, o autor de uma das matérias mais comemoradas pelos integrantes da quadrilha em 2011, que promovia os jogos eletrônicos do grupo pela internet no exterior. Em troca dos serviçcos prestados, Alves recebia presentes e vantagens, como ele mesmo atesta em ligação itnerceptada pela PF. Mas a CPMI afirma que não conseguiu colher provas suficientes de que ele tenha contribuído para a prática de crimes e pede novas investigações.

7 – Eumano Silva, o Doni
É ex-Diretor da Revista Época em Brasília. Também teria prestado importantes serviços à quadrilha de Cachoeira, por meio de reportagens que a beneficiava. A CPMI, porém não encontrou provas conclusivas sobre sua participação no crime e, por isso, sugeriu ao MPF mais investigações.

Leia Mais via Carta Maior

Diz a lenda – Decepção

Por Beto Ramos

Caminhei pela Rua da Palha.
Parei na Rua do Comércio.
Segui novamente na Rua dos Portugueses.
Fechei os olhos na Rua Curral das Éguas.
No chão, a vergonha de um vermelho que possuía um investimento como ideologia.
A Máquina 18 não voltou do centenário cheio de ilusões.
As marginais cheias da lama dos marginais, vão nos deixando dentro de um igapó vermelho de vergonha.
Os homens e seus argumentos cheios de porcentagens, descaradamente, seguem como déspotas que formam grupinhos que se abraçam, rumo à porta dos fundos da história.
Beradero da canela tuíra conhece curva de rio.
Mas, as palmeiras reais continuam na entrada da Estrada de Ferro Madeira Mamoré.
Cazumbá continua pensativo e soltando fogo pela venta.
Anda com medo do Papai Noel da cultura dos dez por cento.
Os pássaros de arribada continuam com seus voos rasantes cheios de deboche com a nossa população.
A cultura disfarçadamente vai tomando os rumos de negócios de poucos.
Minha avó falava que o costume do cachimbo entorta a boca.
No caso da vergonha em carmim, abriram-se as portas dos fundos da história.
Mas, existe por ai bom cobrador que é muito mau pagador.
Tem quadrilha dentro de quadrilha.
Malandro demais se atrapalhando dentro das evoluções e harmonias, vivendo aparentemente apenas de fantasias.
Mas, nossa terra karipuna está em transição, ou transação, bem próxima do fim do mundo.
Ou será o início de tudo outra vez?
Diz a lenda

Por que os espaços e objetos públicos são depredados? (via Blog da Raquel Rolnik)

O que leva os moradores de nossas cidades a cometerem atos de vandalismo e depredação de patrimônio público? De escolas a orelhões, passando por pontos de ônibus, transporte público em geral, cabos de iluminação, lixeiras e até monumentos e esculturas, a destruição é sistemática e recorrente. Anos atrás, a revista Problemas Brasileiros, do Sesc SP, publicou uma matéria que traz alguns dados impressionantes sobre essa questão. Embora não sejam informações atualizadas, elas dão ideia da dimensão do problema.

De acordo com a matéria, 25% dos “orelhões” da empresa Telefônica são destruídos todos os meses no Estado de São Paulo. A manutenção mensal consome R$ 1,2 milhão na recuperação dos aparelhos. No Rio de Janeiro, a prefeitura gasta R$ 200 mil todos os anos para repor partes de monumentos ou repor placas. Para se ter uma ideia, de 2002 a 2009 os óculos da estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, que fica em Copacabana, foram furtados sete vezes.

Continue Lendo via Blog da Raquel Rolnik

Por que somos tão agressivos na internet ? (via Conversa de Beleza)

Tradução livre e meio capenga de Why we are so rude online, artigo do Wall Street Journal, publicado em 01/10/2012 – original aqui.

A norte-americana Jennifer Bristol recentemente perdeu um dos seus amigos mais antigos – graças a uma discussão sobre cachorros da raça pit-bull no Facebook.

O problema começou quando ela publicou um artigo de jornal onde se afirmava que pitbulls foram considerados o tipo mais perigoso de cachorro na cidade de Nova York no ano passado. “Por favor, compartilhe suas opiniões… 833 incidentes com pitbulls”, escreveu Bristol, uma publicitária de 40 anos e ativista dos direitos animais de Manhattan.

Seus amigos, muitos dos quais também atuam no mundo dos direitos animais, rapidamente aderiram à discussão. Um deles observou que “pit bull” não é considerada uma raça oficial e única; outro disse que os donos e um mau adestramento são, em geral, os responsáveis pelos cães violentos. Outro comentou que, a bem da verdade, labradores pretos mordem mais que pitbulls.

Então, um colega de infância de Bristol comentou que “Sou médico em pronto-socorro e em 15 anos de atividade nunca vi um ataque de golden retriever que tenha levado a vítima à sala de cirurgia ou causado sua morte.”

Este comentário provocou um tumulto nas discussões. Um comentarista exigiu que o médico apresentasse um estudo científico que corroborasse suas afirmações. Outro o acusou de não ter investigado a fundo qual a raça que mordeu as vítimas atendidas. Outro chegou a sugerir que ele se aventurasse para fora dos limites do pronto socorro para ver o que estava de fato acontecendo.

“Foi ridículo”, afirmou Bristol, que permaneceu fora das discussões. Seu amigo de infância, o médico, removeu-a da sua lista de amigos na manhã seguinte. Isso foi há oito meses – e desde então, nunca mais se falaram.

Continue Lendo via Conversa de Beleza

Designer vs Desainer (via EnvergaduraDigital)

Clique na imagem para ir ao site original e ampliar a ilustração

Clique na imagem para ir ao site original e ampliar a ilustração

Veja Mais via EnvergaduraDigital

Brasil perde uma grande chance de dar uma virada na sua história

Nesta terça (6) o Brasil perdeu uma grande chance de dar uma virada no seu futuro. A proposta do governo, que previa que o dinheiro dos divisão dos royalties do petróleo do pré-sal fosse destinado exclusivamente à educação, foi derrotada. Foram 286 votos contra 124. O Governo defendia 100% dos royalties para a educação, mas graças a uma emenda do DEM, oposição e parte da base aliada impuseram uma derrota à proposta do Planalto.

Saiba quem votou contra os lucros do petróleo para a educação

Refrescando a memória

Anatel determina gratuidade nas ligações de orelhões da Oi

Por Sabrina CraideRepórter da Agência Brasil

A partir do dia 30 deste mês, as ligações locais para telefones fixos feitas em orelhões da operadora Oi em 2.020 municípios não poderão ser cobradas. A medida, determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), faz parte do Plano de Revitalização de Telefonia de Uso Público, que começou em agosto de 2011.

A Anatel exigiu de cada uma das concessionárias um plano de vistoria e reparo dos orelhões e melhoria nos sistemas de supervisão. Como a Oi não atingiu integralmente os objetivos do plano, especialmente em relação à densidade de orelhões por número de habitantes e aos reparos nos telefones, foi feito um acordo com a agência para isentar a cobrança da ligação. A gratuidade vale até outubro ou dezembro, de acordo com o problema apresentado pela operadora em cada cidade. A Oi tem atualmente 760 mil orelhões no país.

Desde abril, a mesma proibição de cobrança foi determinada para a Embratel, nas chamadas nacionais de longa distância feitas por meio do código 21 nos 1,5 mil orelhões sob responsabilidade da concessionária. A medida, que vale até 31 de dezembro, foi decidida pela Anatel por causa do desempenho insatisfatório da concessionária na execução do plano de revitalização da telefonia de uso público.  A Oi deverá investir R$ 170 milhões para revitalizar os orelhões do país.

Veja aqui em PDF a relação das cidades que terão ligação grátis da OI

Desirée, craconha ou criptonita : para os traficantes a imaginação é infinita

A imaginação dos narcotraficantes parece não ter limites quando o assunto é mercado. Como as campanhas anti-crack começaram a proliferar Brasil afora, inclusive campanhas oficiais do Governo Federal, mostrando a imagem patética, decrépita e real dos consumidores de crack e suas consequências nefastas no organismo, os traficantes passaram a outra tática. Como também a repressão de polícias eficientes como as de Rondônia e do Acre acabou apreendendo uma grande quantidade de crack nos últimos tempos os traficantes partiram para outra estratégia. Eles agora quebram as pedras do crack, esfarelam e misturam sem avisar ao consumidor, na maconha vendida como se fosse pura. É uma mistura prá lá de explosiva, chamada de desirée, craconha ou criptonita e pode criar dependência química em pouco tempo de uso. É o popular “zirrê” que causa compulsão pelo consumo do crack. Autoridades, olho vivo !

Meu gato Fidel mandou dizer que…

o tal “colonista” político , de tão acostumado a babar com convicção o ovo dos políticos que o sustentam e de só escrever o que “os patrões” lhe mandam , ainda deve ter na boca os fragmentos de pentelhos, esmegma e outras secreções. Fidel sugere que o indigitado faça gargarejos matinais com Creolina, pois isto poderá aliviar um pouco ( mas não resolver) a impressão de “boca de esgoto”. Que nojo !

Rondônia : Documentarista e fotógrafo Luiz Brito detona no Facebook “associação” local que o acusou de “pirataria”

Abaixo está a cópia da denúncia feita pela dita associação que envolveu o documentarista Luiz Brito e o economista e historiador Anisio Gorayeb Filho, duas pessoas respeitadas na sociedade rondoniense.

Tudo porque ambos realizaram no início do ano uma exposição fotográfica sem fins lucrativos na Estrada de Ferro Madeira-Mamoré para alunos das escolas públicas de Porto Velho-Rondônia,  comemorando o centenário da ferrovia, onde foram exibidas fotos do fotógrafo americano Dana Merril e O.F. Souza.

Outras autoridades da área cultural de Rondônia como o Secretário de Estado da Cultura e Esportes – SECEL, Francisco Leilson Celestino de Souza Filho e o Presidente da Fundação Cultural Iaripuna, Altair dos Santos também foram tratadas de forma grosseira e chula, como se pode ver no documento abaixo.

Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

E esta é a resposta da USP , negando que a dita associação possua qualquer direito autoral  sobre as fotos citadas da Exposição Trilhos e Sonhos, que em pleno ano do centenário da EFMM ninguém ainda viu . 

Luiz Brito publicou no seu perfil :

“Em anexo, apresentamos a solicitação via oficio do titular da Secel ao Museu Paulista da USP solicitando os esclarecimentos dos fatos, pois essa associação local que se intitula dona dos impressos cedidos para exposição pública em Rondônia, fez de uma certa forma precipitada uma ampla divulgação na imprensa rondoniense e apresentou denúncia formal no MP contra o fotógrafo Luiz Brito e autoridades da área cultural de Porto Velho, cobrando e denunciando como se ela fosse dona dos direitos autorais e patrimoniais.”

Veja mais em http://www.facebook.com/luiz.b.portovelho

Luiz Brito, um artista rondoniense respeitado no Brasil e no exterior

Luiz Brito, um artista rondoniense respeitado no Brasil e no exterior, já realizou diversas exposições fotográficas na Europa

Para entender a história

O fotógrafo e documentarista rondoniense Luiz Brito, autor de livros antológicos como “Revelando Porto Velho” e dos filmes “Taba , Querida Taba” e “Povo Amondawa” publicou nas redes sociais um desabafo com provas documentais contra um massacre moral a que foi submetido alguns meses atrás, juntamente com o economista e historiador Anisio Gorayeb Filho.

Brito, um ativista cultural conhecido e respeitado no Brasil e exterior foi denunciado no Ministério Público Estadual e na Polícia Federal por crime de pirataria por uma auto-intitulada associação de amigos , fato imediatamente divulgado por uns indigitados “trombadinhas” de um site sensacionalista local, pautados pela dita associação, e acostumados a chafurdar na lama.

Esta divulgação aumentou em proporção geométrica o dano do ataque à honra do fotógrafo, pela ampla expansão da notícia, causando um dano irreparável e de dificil dimensão à imagem de profissional correto que Luiz Brito goza no meio artístico e cultural de Rondônia e do Brasil . Idem em relação à Anisio Gorayeb, que já ocupou importantes cargos no Estado sempre com uma conduta ilibada.

Felizmente, a mentira tem perna curta. E agora Brito pretende devolver na mesma moeda os ataques e as denúncias feitas contra sua pessoa à Polícia Federal e ao MP. Uma ação por denunciação caluniosa, injúria, danos morais  e difamação vem pesada por aí contra quem assinou o famigerado documento da associação, contumaz autora de acusações vazias ,  e quem o divulgou de má-fé.

Deu no G1 Rondônia : MP aponta irregularidades em concursos públicos de RO

O Instituto de Pesquisas de Rondônia (Ipro) está entre as empresas de concursos denunciadas pelo MP. Desde outubro de 2011, o Ipro está sendo investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na Operação Magnífico, no caso Fundação Rio Madeira (Riomar), entidade de apoio à Universidade Federal de Rondônia (Unir) na gestão do ex-reitor José Januário Amaral. De acordo com o MP, o grupo que mantinha a Riomar teria criado o instituto para migrar vários funcionários suspeitos de participação na organização criminosa. Leia a matéria completa AQUI .

Fiquei curioso. O tal IPRO funciona num endereço bem próximo da RIOMAR. Quem seria o diretor-presidente ?

Túnel do Tempo – EFMM, em fevereiro de 2006

OLYMPUS DIGITAL CAMERA01.09.2006 05701.09.2006 004OLYMPUS DIGITAL CAMERA Fotos 2º vagão 004Fotos 2º vagão 05621.08.2006 005 21.08.2006 085

 

21.08.2006 072OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deu no blog da Maria Frô : Victor Farinelli, desconstruindo uma peça de mau humor jornalística

Comentário de Victor Farinelli ao Editorial de O Globo, transcrito e comentado aqui Editorial de O Globo passa recibo para a blogosfera, sai em defesa de Veja, Policarpo e de seus próprios interesses.

De fato, o professor Hariovaldo teria escrito uma peça bem mais engraçada

Desconstruindo uma peça de mau humor jornalística

“Blogs e veículos de imprensa chapa branca que atuam como linha auxiliar de setores radicais do PT desfecharam uma campanha organizada contra a revista Veja, na esteira do escândalo Cachoeira/Demóstenes/Delta”.

-> Tem provas dessa afirmação ou é algo no mesmo grau de irresponsabilidade da dos “Blogueiros” de “Esquerda”, que não citavam nomes prá poder tachar todo mundo que critica a Veja de chapa branca? – aliás, parabéns aos “Blogueiros” de “Esquerda”, conseguiram alcançar o mesmo patamar dos editorias d´O Globo!!

“É indisfarçável, ainda, a tentativa de atemorização da imprensa (…) setores radicais do PT têm tentado transformar em rotina nos últimos nove anos, sem sucesso, GRAÇAS AO COMPROMISSO, ANTES DO PRESIDENTE LULA E AGORA DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEF (faltou um “f” aqui, não?), COM A LIBERDADE DE EXPRESSÃO”.

-> Não sei se minha memória me está enganando, mas acho que eram os opinólogos da Veja e da Globo (Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Arnaldo Jabor, Alexandre Garcia, e por aí vai) os que mais condenavam o Lula por ser um semi-ditador bolivariano em cruzada permanente contra a liberdade de expressão, não? Agora ele é um cara compromissado com a liberdade de expressão, que salvou o país das mordaças. As voltas que o mundo dá…

“A manobra se baseia em fragmentos de grampos legais feitos pela Polícia Federal na investigação das atividades do bicheiro Carlinhos Cachoeira, pela qual SE DESCOBRIU A VERDADEIRA FACE DO SENADOR DEMÓSTENES TORRES, OUTRORA BASTIÃO DA MORALIDADE…”.

-> Quem foi mesmo que alçou o senador Demóstenes Torres ao panteão dos “mosqueteiros da ética”? Qual foi a outra revista (a que grupo ela pertence?) que fez uma homenagem ao senador, com direito a dedicatória do Demetrio Magnoli e tudo? Tendo em vista as respostas das perguntas anteriores, a questão principal é: COMO NASCEM OS “BASTIÕES DA MORALIDADE”?

Continue Lendo via Maria Frô

Diz a Lenda – Sem Rumo

Por Beto Ramos

Porto Velho amanhece triste.

Com peixes sem rumo quase morrendo afogados.

Lágrimas nos olhos do rapaz, que lê a reportagem.

Ele não sabe que o seu futuro, poderia custar o fim da piracema.

Chegaram os matadores de histórias.

Armas nas mãos.

Máquinas, monstros fora de estrada que modificam tudo.

Pobre rapaz!

– Olha o peixe, do viveiro do futuro!

O rio chora.

– Mãe, me deixa pescar no rio?

– Não, tá muito cheio com o banzeiro muito bravo!

O pobre rapaz veio de longe e não tem noção da tristeza da cidade.

Foi demitido, encontrando-se jogado lá no Campo 13 de Setembro.

Ele quer o peixe para tirar gosto com cachaça.

Pobre rapaz ajudou a destruir e quase foi destruído.

– Mãe, o homem tá chorando lá no campo!

– Ele quer voltar para casa meu filho!

Pobre rapaz, o impacto o atingiu.

O peixeiro segue vendendo o seu peixe de viveiro.

Como o rapaz, os peixes do rio Madeira, estão sem rumo e definhando na natureza que lhes pertencia.

 

Diz a lenda

 

Jornalista maranhense é assassinado na Av. Litorânea, em São Luis

Tá com jeito de vingança encomendada o assassinato do jornalista Décio Sá , que trabalhava no jornal  O Estado do Maranhão , pertencente ao grupo Sarney no Maranhão. Décio também mantinha um blog bem apimentado www.blogdodecio.com.br em que mostrava diariamente assuntos como a prisão de assessores do TJ, bastidores da política local e casos como o do rim desaparecido e do Deputado do Maranhão  condenado pela Justiça do Trabalho por ter aplicado ‘calote’ em cabo eleitoral.

Somos Manés II

Por Rud Prado

Há uns tempos atrás escrevi “Somos Manés?” puto da vida com o estado brasileiro que pouco faz pelos brasileiros que tem seu patrimônio levado pela bandidagem, quando não perde também a vida: estava falando, em particular, dos carros  que são “exportados” para o Bolívia e para o Paraguai. O texto da época está abaixo e prefiro não mexer, pois continua atual, mas vou atualizar o papo aqui nesse lead, baseado numa reportagem que vi. A coisa é tão vergonhosa que os bolivianos que têm a “propriedade” de um carro brasileiro que custou para ele uma mixaria, mas pode ter custado a vida de um brasileiro, ficaram revoltadinhos com essa de regularizar. O governo de lá ficou na moita, tipo: deixa pra lá. Mas houve também algum movimento do lado de cá para que carros fossem devolvidos, antes desse “esquentamento oficial”. Mas o que é de enjoar é que botaram num pátio uns quatrocentos carros, quando por baixo, muito por baixo mesmo, existem mais de 15 mil carros nossos lá. E as “autoridades” bolivianas da reportagem se dizem empenhadas em devolvê-los. Um baita de um jogo de cena. Os carros que estão nesse pátio, todos tem donos já localizados no Brasil, no entanto estão se acabando lá por obra e graça desse “empenho” em devolvê-lo que chega a comover. E se devolverem esses 400 carros? Será o suficiente? E os outros que continuam a circular nas mãos de traficantes, empresários, alto militares (como já vimos em inúmeras reportagens) ou de qualquer boliviano comum que curte um carrinho brasileiro, como vai ficar? Vão ficar lá meus amigos, e outros continuarão chegando para fazer companhia a eles. Sabem por quê? Porque falta para nós o tal saco roxo, mencionado no primeiro texto. Nós brasileiros que deviámos sair às ruas e exigir que essa farra medonha acabe. E é claro falta ao Estado Brasileiro,vergonha. Ou não é uma vergonha não cumprir com seu papel de proteger o cidadão do seu País? Esse que paga os impostos. Esse que trabalha para pagar as contas de um estado perdulário e sempre enterrado na corrupção. E não vou falar que falta culhão ao Estado Brasileiro porque seria chuva no molhado. Ainda mais agora que existe um alinhamento “ideológico”, e Evo é tratado a Pão de Ló. Mas tem mais coisa nessa história. Será que as seguradoras querem ver isso se resolver? Na hipótese absurda que o governo resolvesse bater na mesa e dizer: “não vai levar mais carro porra nenhuma”. Caramba fiquei arrepiado, que atitude!  Isso nunca vai acontecer hermanos:quem controla as seguradoras? O sistema bancário meus amigos. E quem cuida dos Bancos? Os políticos, pois como sabem: uma mão lava a outra. E as mãos juntas nos levam tudo. Inclusive o carro que ainda estamos pagando a prestação. Estamos a pé. Continuaremos a ser manés.

Texto da época: “Somos Manés?

Evo Morales é mesmo muito preocupado com as refinarias. Desta vez não é o negro petróleo boliviano que defende com unhas e dentes. Ao legalizar os veículos que estão “sem documentação” que circulam pela pátria boliviana, Morales decreta uma carreira promissora para o tráfico da branquinha e de seus Como sempre porque o presidente narconacionalista só fez carimbar o que, na prática, sempre ocorreu: a criminosa coparticipação do estado boliviano no saque da frota brasileira. E no Paraguai também é por aí. Não tem choro nem vela. A roda tocou o solo dos nossos hermanos, já era: vai trabalhar para comprar outro, Mané! O estado brasileiro faz vista grossa para o problema que há tempos deixou de ser apenas caso de polícia, para ser uma causa diplomática. Mas a causa é sem dono. Nos falta um item de série: culhão. E não vai aqui nenhuma discriminação à presidenta. A falta de culhão é antiga. Nossas autoridades nunca se incomodaram com a permissividade das autoridades vizinhas. O sentimento de impotência do cidadão brasileiro ao se deparar com seu veículo em terras fronteiriças, e não poder fazer nada para recuperar seu patrimônio, parece não mexer com os brios de nossos governantes. Agora Evo Morales dá um tapão na cara dos brasileiros. Será que servirá para alguma coisa? Quem sabe sirva para fazer com que nossos representantes no parlamento saíam em nossa defesa. Talvez o povo vá para rua de carro ou a pé – nunca se sabe – para cobrar uma atitude do estado brasileiro.Quem sabe caia a ficha para a gravidade da situação. Pessoas perdem suas economias quando o veículo é levado. Pessoas perdem a vida todos os dias para que algum aproveitador compre um carro brasileiro a preço de banana, ou em troca de alguns quilos de porcaria. Sem documento mas com dono Sr. Evo Morales! Não quero fazer aqui nenhuma apologia ao criador da frase, mas deixemos de ser Manés: ou o Brasil mostra que tem aquilo roxo – ou viramos pó.

…………………..

Opiniões expressas por terceiros e colaboradores não refletem necessariamente a opinião do blog.

Lamentos via Twitter

* O sofrimento provocado pelos seguidos ataques a minha honra é difícil de suportar, mas me amparo em Deus e na certeza de minha inocência 4 days ago
* A tudo suporto porque nada fiz para envergonhar meu partido, o Senado, Goiás e o Brasil. Essa é a verdade que, ao final, prevalecerá. 4 days ago
* Para tripudiar sobre mim e o mandato que o povo me confiou, desrespeitam os mais elementares princípios constitucionais. 4 days ago
* Dói enfrentar o olhar sofrido de familiares torcendo para o tormento passar logo. Mas as inverdades chegam açodadas; a reparação, lentamente 4 days ago
* As injúrias, as calúnias e as difamações minam a resistência até de quem nada teme, mas permaneço firme na fé de que a verdade triunfará. 4 days ago

Ganha uma nota de R$ 3 quem adivinhar de onde vem estes lamentos… Se tiver dificuldade, aqui vai uma dica .

1776 : a Lei que ninguém conhecia

Ana Aranda, jornalista respeitada e admirada pela defesa da cultura amazônica jogou luz no debate sobre o nosso patrimônio histórico. Aranda com a imparcialidade que sempre a caracterizou e sem a despreocupação de “desagradar” algum poderoso, estarreceu os seus leitores com informação responsável ao esclarecer sobre a famigerada lei que fragilizou ainda mais a defesa da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e seu acervo. A lei 1776 , de 10 de agosto de 2007 é de uma precisão cirúrgica, e dificilmente foi criada pelos deputados que a apresentaram, pois a sua redação exige conhecimentos técnicos complexos e como se vê, é de um oportunismo e cinismo ímpar. Mais irônica só se fosse publicada no dia 1º de agosto.

Dia a matéria da Ana Aranda :

“Gloriosa Madeira-Mamoré – Na apresentação do projeto de lei aos demais deputados, os deputados Neodi Carlos e Alex Testoni alegaram a necessidade de alterar o tombamento “de uma pequena parte da gloriosa Estrada de Ferro Madeira-Mamoré [que] deverá ser atingida pela construção das usinas, fazendo-se necessário, portanto, com o apoio dos Pares, aprovarmos o incluso projeto de lei, que preserva o tombamento desse verdadeiro símbolo rondoniense e nacional, mas altera a área de tombamento. Isso garantirá a união de dois valores essenciais a Rondônia, a preservação de nossa história e o desenvolvimento econômico de nosso Estado”.

Seria interessante ouvir as versões dos próprios deputados signatários, dos secretários da SECEL na época e do ex-governador Ivo Cassol. Leia aqui (ou faça download) o Proj. Lei 091 / 07  e a  LEI 1776-2007 RO .  Vale ler a matéria completa no site Amazônia da Gente

A verdade do sr. Alan

Delícia…

Ofício enviado ao Sintero

Presídio Federal em Porto Velho ganha novo inquilino : Beira Mar

Luiz Fernando da Costa, o “Fernandinho Beira Mar” foi transferido de Mossoró para o presídio Federal de Porto Velho, no Estado de Rondônia .O traslado foi autorizado pela juíza federal Juliana Maria da Paixão, titular da Vara Criminal especializada da Seção Judiciária de Rondônia. Toda operação que envolveu a transferência foi mantida em sigilo total e ninguém da imprensa de Mossoró conseguiu imagens da transferência do detento. Por volta de 9 horas e 30 minutos, havia uma grande movimentação de viaturas da policia Federal e outras do presídio de Mossoró na região do Aeroporto.
Durante a madrugada duas pessoas foram vistas entrando no Instituto técnico cientifico de Policia Itep de Mossoró, para a realização de exames de corpo delito, um homem e uma mulher. As duas eram conduzidas pelos agentes do sistema penitenciário federal. No presídio Federal de Mossoró ninguém dá informações. O que se sabe é que pela lei, cada detento só pode passar 12 meses nos presídios federais, um rodízio previsto pelo sistema prisional. E esse teria sido o motivo da transferência de Beira Mar para Porto Velho.A transferência de Beira-Mar aconteceu menos de 24 horas após a chegada dos traficantes Fabiano Atanázio da Silva, o FB, e Luís Cláudio Serrat Correa, o Claudinho CL. Segundo a Wikipédia, “. Até servir ao Exército, Luiz Fernando era apenas o “bom filho de dona Zelina”. Entre os 18 e 20 anos, começou a praticar os primeiros assaltos.[1] Lojas, bancos e até depósito de materiais militares eram seus alvos principais. Foi acusado de furtar armas pesadas do Exército e de vendê-las para traficantes do Rio de Janeiro. Aos 20 anos, foi preso por assalto e condenado a dois anos. Cumpriu a pena e, ao sair, voltou a morar na Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias. Ali, aos 22 anos, tornou-se um dos “cabeças” do tráfico local.Hoje, Fernandinho tem 44 anos de idade.

Com Blog do Sgto Andrade

“Bengala” já dizia …

 

Sobre caráter e dignidade

Tem certas coisas que vêm do berço e não do arroto , nem da faculdade… É o que pode ser visto até na maior competição off-road do mundo, o Rally Dakar. Nas proximidades de Antofagasta, no Chile, o francês Cyril Després, tricampeão da prova liderava até que numa curva traiçoeira, acabou levando um tombo espetacular e atolou na lama. Com a moto completamente atolada, seria impossível sair dali com forças próprias. Eis que surge o piloto português Paulo Marques, que acaba caindo no mesmo atoleiro. Ao ver da necessidade de um ajudar ao outro para sair daquela armadilha de barro, Marques foi até a moto de Després e gentilmente ajudou-o a sair da lama. E o que fêz Després? Enquanto Marques implorava pela reciprocidade da ajuda, o francês limpou o roadbook, que serve para a navegação, e se mandou , sem ajudá-lo.  Falta de ética ? De caráter ? Espírito de porco ? Tudo junto. Coisas que acontecem no dia a dia com os calhordas , e que agora, começa a se espalhar pelo esporte.

Cansou do Teló? Que tal a Cangaia de Jegue?

Hamlet disse : Há algo de podre no reino da Dinamarca

Agora é esperar prá ver a reação do PIG (Partido da Imprensa Golpista) sobre o caso. Vamos aguardar ! Enquanto isto,a Advocacia Geral da União (AGU) fracassou na tentativa de derrubar uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que restringiu o poder de investigação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O STF rejeitou no sábado um pedido de liminar feito pelo titular da AGU, Luis Inácio Adams, para que o CNJ fosse liberado para fazer as apurações.Ao mesmo tempo, Associações de juízes pedem investigação sobre Eliana Calmon, numa clara tentativa de intimidação corporativista. Em defesa da Ministra, os juízes argumentam : ‘Quem não deve não teme’

Ação On Line defende Educação Física nas Escolas

Em dezembro de 2009 o Conselho Nacional de Educação homologou uma Resolução fixando as diretrizes curriculares nacionais para a Educação Básica no Brasil.
No artigo 31 desta Resolução (nº 07/ 2010), o texto expõe que as escolas de Ensino Fundamental 1 (1ª a 5ª série) não necessitam contratar professores graduados para as aulas de Educação Física (disciplina obrigatória) e autoriza professores regentes a ministrarem as aulas em questão, os mesmos professores das aulas de Português, Matemática ou qualquer outra matéria .  Indignados, o Conselho Regional de Ed. Física do Rio de Janeiro – CREF1, o SINPEF/RJ (Sindicato de Profissionais de Ed Física do Rio de Janeiro) e a CEEF-Br (Confederação de Estudantes de Educação Física) publicaram um Abaixo-Assinado On Line em Defesa da necessidade de Profissionais de Educação Física na Escola,coletando assinaturas para assim compor um documento válido. O objetivo desta ação visa encaminhar ao Congresso Nacional o repúdio a esta Resolução promovendo a defesa da Educação Física Escolar, o compromisso com a Educação Brasileira de qualidade e a valorização do Profissional da Educação Física graduado. Se você é Profissional de Educação Física ou envolvido com a Educação Brasileira de qualidade, não fique de fora deste movimento.

Leia o trecho da Resolução:

“Resolução CNE/CEB nº 07/ 2010 – Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos

Art. 31 Do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os componentes curriculares Educação Física e Arte poderão estar a cargo do professor de referência da turma, aquele com o qual os alunos permanecem a maior parte do período escolar, ou de professores licenciados nos respectivos componentes.”

CLIQUE AQUI E ASSINE a Petição On Line em Defesa da Educação Física na Escola

Conversa Afiada

Vale a pena dar uma passada no Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim. Bombásticas revelações na entrevista do Amaury Ribeiro Jr. sobre o livro que escreveu, A Privataria Tucana.

Deu no G1 : reitor da Unir renuncia

O reitor da Universidade Federal de Rondônia (Unir) José Januário de Oliveira Amaral entregou nesta quarta-feira (23) o pedido de renúncia ao ministro da Educação Fernando Haddad em audiência no MEC, em Brasília. A administração de Amaral é alvo de investigação de uma comissão do ministério após denúncias de irregularidades na gestão. Segundo o MEC, “o pedido será encaminhado ao Palácio do Planalto, uma vez que o cargo é de provimento da Presidência da República”. A exoneração deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União.

http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2011/11/apos-denuncias-reitor-da-federal-de-rondonia-renuncia-ao-cargo.html