Uma ideia sobre “Viajar é preciso, viver não é preciso…

Daí, o que você acha disso ?