16880922230_9b2774e4fb_o

03/04/2015- Roraima- RR, Brasil- Em uma cerimônia que durou pouco mais de três horas, 2.693 frascos de sangue foram pacientemente derramados em um buraco cavado em um dos pilares da Yanoa (maloca na língua yanomae). Foi assim, na tarde da última sexta-feira (3), que os Yanomami honraram os seus antepassados que, entre as décadas de 1960 e 1970, tiveram o sangue coletado por pesquisadores estrangeiros sem a autorização das lideranças do povo.

Daí, o que você acha disso ?