Abecedário delas : atualizado até a letra O, de aqui prá você , Ó

A) “Já estou indo” – Campeoníssima frase que significa o tempo que a Apolo 11, ou 13 , ou sei lá vai sair do Cabo Canaveral atravessar a estratosfera, a ionosfera, e qualquer outra esfera, mas que servirá para acabar a maquiagem. Em casos extremos pode também significar Já vou , porra, não me enche mais o saco !
B) “Não tenho roupas!” – O estoque da Marisa, de todas as lojas da 7 e da Jatuarana, da Daslu, da Daspu, da Casa do Caraio tá todo ali, jogado na cama…Dizer mais o que ?
C) “Estou gorda” – Parece letra da música “Negro Amor”. Junte tudo o que vc puder levar, tudo o que parece seu é bom que agarre já, porque a frase nunca vem sozinha, ela se junta com a A, com a B e com o resto do abecedário que não vai ser colocado aqui por falta de espaço e saco.
E) “Semana que vem  começo o regime, porque eu sei que Estou Gorda (frase c)” – É o problema ad eternum, que costuma vir junto com a A,B, a C que já está embutida na E e a D,que costuma ser dita no final após observação criteriosa de sua cara de babaca e que por isto seguira esta desordem alfabética. A ordem das letras é sentimental e segue a linha de raciocínio delas, meu camarada.
D) “Tudo bem, não foi nada..” – Cuidado, mermão ! Perigo total, nem sei definir…Se vier junto com a A,B e C… fudeu.
Bem , mas prá provar que elas SEMPRE tem razão nós pegamos uns caras ali na Pinheiro Machado, na altura da Calçada da Fama que toparam participar de um Concurso inusitado. Todos eles tem uma picape grandona, tipo Hilux, Mitsubishi, F-Oito mil e 50 com o som bem alto com as caixas para fora, nunca para dentro,  tocando Léo e Giovane. Alguns até prometeram comprar uns votinhos no dia da eleição, porque tem pretensão política e precisam empregar uns parentes.  Eles foram dublados em inglês prá disfarçar o sotaque caipira e a ausência de tempo na conjugação dos verbos, numa mistura infernal de sujeito, predicado, adjetivo e colchete. Vamos então, para deleite ou decepção das mulheres no seu dia internacional, ao Concurso de Menor Pênis do Mundo :

Comentário de um leitor :
Eu já vi esse cara na calçada da fama da Pinheiro Machado, campeão do nanopinto.
Nano é uma referência ao nanômetro? É a menor unidade de medida, menor do que uma molécula.
Se um nanômetro tivesse o tamanho de seu braço, um centímetro seria igual a distância entre Porto Velho e o Japão.
Como eu dizia, tinha ido visitar uma amiga que mora na Júlio de Castilhos e na volta passava pela Pinheiro Machado, e vi, entre aqueles caras dos carrões de som, na calçada da fama, um sujeito igual ao do vídeo.
O som do carro dele era o mais alto. Outros despintados que aparecem no seu vídeo estavam também por lá, com o som variando entre o máximo e o hiper volume. Todos com aquelas músicas que envergonham os uru-eu-wau-wau quando fazem festa no terreiro da tribo.
Conclusão: quanto mais alto o som que esses sujeitos da calçada da fama põem em seus carros, menor é o pinto deles.
Comentei isso com minha amiga, que é psicóloga, e ela disse que é a forma de compensação que os nanodotados encontram para suprir sua ausência de pênis e, obviamente, de potência. Potência, diz minha amiga, só a do som de seus carros.
Quanto mais watts de som no amplificador da Hylux e assemelhados, menos pinto e menos potência sexual tem o motorista – concluiu minha amiga.
Ela, porém, está intrigada com uma coisa: por que algumas mulheres são vistas com os sujeitos sem pinto da calçada da fama?
Minha amiga tem uma teoria: elas têm orgasmo quando ficam perto de alto falante vibrando. É o orgasmo feminino por vibração sonora.
O clitóris vibra na mesma frequência sonora dos alto falantes e o canal vaginal vira caixa acústica.
E como seria a vida sexual dos caras de nanopintos? Sei lá e nem quero saber. Suponho que eles de alguma forma gozem depois de ganhar prêmios em concursos de despintados.
O troféu deve ser uma coisa grande – como aqueles antigos microfones com bola na ponta – que a TV não mostrou porque o horário é impróprio para menores.
Quanto ao que eles fazem com o troféu por não terem pinto também não me interessa saber, nem pergunto. Cada um usa ou guarda o troféu que recebe como quiser. Respeito a liberdade sexual alheia.

Bem, continuemos, pois. Agora, se depois de ver o vídeo se ela vier com o papo de “Precisamos conversar… ! Fudeu, vc está a instantes de levar um pé na bunda. Devemos alertar que quase sempre ela vem precedida de ” Sabe, eu estive pensando…, sinal de que os Quatro Cavaleiros do Apocalipse vão furar o sinal da Pinheiro com a Rogério Weber e no mínimo, derrubar a sua cerveja suja na sarjeta !

F – “Certo” . A expressão que as mulheres usam para encerrar qualquer discussão, por minúscula que seja (êpa) e você precisa se calar. Depois vem “Nada” que seria a letra G, mas como não está provado que a letra G existe, é algo como a calmaria antes da tempestade. Alguma coisa muito grave está acontecendo, você está completamente por fora.

G – Já sabemos que não existe.

H – Vem do ditado “estar fazendo H”, de hora. Expressão normalmente substituída por só “5 minutos”:  Se ela está se arrumando significa meia hora. “5 minutos” só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver algum jogo da Argentina na Copa antes de ajudar nas tarefas domésticas.

I – “Ih, fudeu…” Pode nas CNTP ser substituída por um  Suspiro alto: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que freqüentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre “Nada”.

N -“Nada”: Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em “Nada” normalmente terminam em “Certo”.

Voltando então à letra “C” : “Certo”: Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

J – “Você que sabe”: É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer… e não diga que também não sabe!

K – “Obrigada”: Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie.. Apenas diga “por nada”. (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga “MUITO obrigada” – isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga “por nada”. Isso apenas provocará o “Esquece”).

L- “Esquece”: É uma mulher dizendo “FODA-SE !!

M – “Deixa pra lá, EU  resolvo”: Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando “o que aconteceu?”. Para a resposta da mulher, consulte a letra N, “Nada”.

N – “Precisamos conversar!”: Fodeu!!!, você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.
O – “Sabe, eu estive pensando…”: Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede um grande ciclone extratropical.

Como vocês podem notar comecei a me perder nas letras, vamos ficando por aqui, então vou dar um tempinho e volto já em seguida, “certo” ?

Republicado a pedido

Uma ideia sobre “Abecedário delas : atualizado até a letra O, de aqui prá você , Ó

  1. norma7

    Ah, ‘marvado’! Transformou os ‘mininos’ dos carrões no que o Mário Sérgio Cortella chama:
    “Você é o vice treco do sub troço!” 🙂
    Bjo e Boa Sorte!

    Responder

Daí, o que você acha disso ?