Facebook : o último refúgio dos beócios e ignóbeis

Por Beto Bertagna

A morte de Eduardo Campos, que lamento muito, mostra que nestes dias em que acontece qualquer tragédia com uma celebridade mal dá prá abrir o Facebook tal a quantidade de mensagens pífias, deselegantes, grosseiras, mal educadas e desprezíveis que aparecem.  Umas piadas infames desejando que este ou aquele candidato estivesse no lugar do candidato pernambucano. Será que é essa merda de tecnologia que está propiciando que se vomite qualquer coisa que venha à cabeça ou isso já existia desde os primórdios da humanidade, só não tinha veículo para divulgar as estultices ? Enquanto isso as mídias sociais continuam a ser o refúgio dos covardes, beócios e ignóbeis que acham que podem emporcalhar o mundo livremente.

3 pensou em “Facebook : o último refúgio dos beócios e ignóbeis

  1. valbran jr

    Num passado nem tão remoto, comprazia-nos exibições bárbaras em praças públicas, como enforcamento, esquartejamento, apedrejamento e por aí vai… Em alguns pontos ermos do planeta, até hoje isso faz a alegria e satisfaz a sanha de muitos. Estamos evoluindo…

    Responder
  2. norma7

    A morte de Eduardo Campos e dessas seis pessoas não é uma tragédia política, mas de famílias. Eles eram pais, maridos, filhos. Suas famílias choram.
    PIADA agora é apenas inaceitável!
    Como a de Alexandre Severo. Fotojornalista. Morreu também no acidente de hoje. Fazia coisas belíssimas

    Fiquem bem, Nac

    Responder

Daí, o que você acha disso ?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.