Pachamama – Cinema de Fronteira participa do Festival de Buenos Aires

O Festival Internacional Pachamama – Cinema de Fronteira, representado pelo seu diretor Sérgio de Carvalho e pelo produtor Marcelo Cordero, da Bolívia, foi convidado para participar do Festival de Cinema Independente de Buenos Aires, o Bafici, um dos mais importantes da América Latina.

Nos seus 15 anos de vida, o festival argentino possui cerca de 400 filmes em sua programação, revelando o que há de mais inovador em termos de linguagens e propostas cinematográficas. Sendo um ponto de encontro entre produtores, diretores de festivais, diretores de cinema, atores, entre outros profissionais da área, promovendo, assim, uma grande rede de intercâmbio e negócios cinematográficos.

Convidado por ser considerado um festival inovador, o Pachamama – Cinema de Fronteira está se consolidando no meio cinematográfico internacional, em 2012 foi convidado para participar do Bolivia Lab, na cidade de La Paz, compondo a mesa redonda “Festivais do Futuro” e para o Festcine Amazônia, em Rondônia, além de ter realizado uma Mostra na cidade de Cusco, no Peru, a convite do museu Qorikancha.

Durante o Bafici, o Pachamama – Cinema de Fronteira reuniu-se com os diretores do Festival de Cinema de Valdívia, Chile, para discutir uma parceria entre os dois festivais. O Pachamama nasceu com o objetivo de promover a integração cultural na área da tríplice fronteira acreana (Brasil, Bolívia e Peru) e, desde o ano passado, estende sua proposta com ações em toda a América Latina, por meio da participação de filmes e convidados dos mais diversos países, como Colômbia, Argentina, Chile e Uruguai. Ampliando, então, seu alcance e a discussäo sobre o amplo e complexo tema de fronteiras.

Daí, o que você acha disso ?