Eletrobrás deve perder R$ 20 bilhões entre 2013 e 2017

O apagão desta tarde/noite (19) em Porto Velho, capital de Rondônia , no noroeste do Brasil,  pode ser um prenúncio da situação que a Eletrobrás (em Rondônia controladora da antiga Ceron) irá enfrentar a partir do ano que vem.

Nesta segunda, o próprio diretor de relações com investidores da Eletrobrás , Armando Casado de Araújo, afirmou em teleconferência de análise de resultados do terceiro trimestre que em “consequência do processo de renovação das concessões de energia elétrica com vencimento previsto a partir de 2015, o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) deve zerar no ano de 2013.”

Para o site Infomoney, Araújo revelou ” que a companhia terá que passar por um processo de reformulação para se adequar às novas regras impostas pela Medida Provisória 579, com a intensificação do programa de redução de custos, o que inclui a continuidade do programa de demissões.”

A estatal deverá ter perdas bilionárias a partir de 2013.

Segundo cálculos do Instituto Acende Brasil, por conta da redução da tarifa de energia relativa às concessões renovadas antecipadamente, a Eletrobras deve perder R$ 20 bilhões entre 2013 e 2017.

O mercado não perdoou.

O banco britânico Barclays reduziu a classificação das ações da estatal para venda e cortou sua estimativa de preço para R$ 1, de acordo com relatório divulgado hoje (19). Como resultado disso, a ação da estatal que custava cerca de R$ 30 há 6 meses atrás, despencou mais de 15 % só nesta segunda-feira, sendo negociada a menos de 10 reais.

Daí, o que você acha disso ?