Do mural de Alberto Lins Caldas

● minha mãe se matou ●
● com veneno de rato ●
● meu pai com overdose ●
● whisky com comprimidos ●
● dois irmãos vivem bebados ●
● a irmã sonha saltar ●
● meus amigos quase todos ●
● se despedaçam sem fim ●
● meus homens fugiram todos ●
● inda hoje não sei porq ●
● aos treze tava gravida ●
● e ele morreu no parto ●
● trabalho de sol a sol ●
● durmo e sonho tão pouco ●
● nessas horas fico pensando ●
● sem saber o q pensar ●
● é tudo tão so e tão aspero ●
● tão triste e deselegante ●
● mas sei q a vida é assim ●
● e vivo e me revolto e danço ●
● quando tudo vai se partir ●
● é quando eu morro de rir ●
● nessa graça e nessa agonia ●

Daí, o que você acha disso ?