Arquivo diários:15/04/2012

Secretária do Audiovisual do Ministério da Cultura lamenta morte de Paulo Cezar Saraceni

NOTA DE PESAR
Lamento profundamente o falecimento do cineasta Paulo Cezar Saraceni.
Um dos fundadores do Cinema Novo, o diretor carioca destacou-se desde sua estreia no mundo cinematográfico com o curta-metragem “Arraial do Cabo” (1959), que ganhou sete prêmios.
Esteve acompanhado de nomes como Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues  durante sua trajetória profissional, recebendo diversos prêmios entre eles o de Melhor Filme para A casa assassinada (1970), no Festival de Brasília, e Prêmio Especial Júri, no Festival de Cinema Brasileiro em Miami, por O viajante (1998).
Os seus mais de 50 anos de carreira, que reuniu 13 filmes, devem ficar eternizados no cinema brasileiro.
Ao lamentar sua perda, transmito à família do cineasta, aos amigos e à toda a comunidade do cinema, meu sentimento de sincera solidariedade.

Ana Paula Dourado Santana
Secretária do Audiovisual do Ministério da Cultura