Arquivo mensais:julho 2011

Cinco Motivos pra você Desconfiar de Alguns Políticos e Consultores Econômicos (via Blog do Mansueto Almeida)

Sempre que você escutar uma das afirmações abaixo, pergunte em seguida exatamente o que seu interlocutor quer dizer. Escuto muitos políticos e consultores econômicos falarem sobre esse assuntos sem, propositadamente ou não, deixarem claro o que pensam. Vamos a lista que elaborei de afirmações supostamente inteligentes que não dizem coisa alguma. (1) “Precisamos reduzir o custeio e aumentar a eficiência do setor público” … Read More via Blog do Mansueto Almeida

Sala P. F. Gastal realiza mostra com filmes censurados (via Cinema Ex Machina)

A fim de estimular o debate e marcar posição contra o recente e absurdo episódio envolvendo a proibição do filme A Serbian Film no Rio de Janeiro, a Sala P. F. Gastal (Usina do Gasômetro – 3º andar) realiza uma pequena mostra reunindo seis célebres títulos que enfrentaram problemas com a censura e tiveram dificuldades de chegar ao público. Entre as atrações programadas, clássicos como Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci, Glória Feita de Sangue, de Stanley Kubrick, e Terra em Transe, de Glauber Rocha. A programação tem o apoio da MPLC Distribuidora e da Programadora Brasil. Na sessão das 17h, a Sala P. F. Gastal segue apresentando a produção uruguaia La Matinée, de Sebastián Bednarik, dentro do projeto Mirada Latina, destinado a exibir produções independentes do cinema latino-americano.… Read More via Cinema Ex Machina

de GALISTEU, SANDY E O PRAZER ANAL (via verossimilitudes)

Preibói de aniversário, 36 anos, edição de agosto de 2011. Mais do mesmo: Adriane Galisteu requentando as páginas centrais, ela que já há mais de década, então simplesmente Cinderela viúva do paddock, se permitia fotografar numa pose que Gilette e Bozzano devem ter se estapeado tentando patrocinar. Mais interessante que gostosa, minha humilde opinião. Numa das versões da capa, nua em pêlo. Mais pêlo que nudez, na verdade …  Read More via verossimilitudes

Malafaia e Cerullo vendem “unção da medida extra” por 911 reais (via Uma estrangeira no mundo)

No artigo anterior denunciamos que o Silas Malafaia traria o Morris Cerullo para novamente vender bênçãos. E não é que foi isso mesmo o que aconteceu? Desta vez, a benção a ser vendida, ou melhor, conquistada a quem ofertar para o programa divide-se em três partes: discernimento do tempo em que estamos, segundo o Cerullo um tempo de bênçãos para quem seguir o homem de deus (Deus Mamom); … Read More via Uma estrangeira no mundo

A Serbian Film – Terror Sem Limites – Censura É o Melhor Marketing (via Blog dos Maníacos por Filme)

(***1/2) Na Sérvia, o ator pornô aposentado Milos está casado com sua amada esposa Marija e eles tem um filho pequeno, Peter, que é a menina dos olhos deles. A família está passando por dificuldades financeiras, mas inesperadamente, Milos é contactado pela atriz pornô Lejla, que fez alguns filmes com ele e oferece uma ótima oportunidade de trabalho em um filme de arte. Milos é apresentado ao desconhecido diretor Vukmir que oferece um contrato milionário … Read More via Blog dos Maníacos por Filme

Já pensou em trocar a marcha da bike com a força do pensamento? Isso já existe! (via Pra Quem Pedala)

O Projeto

A Toyota, uma das maiores empresas automobilísticas do mundo, em parceria com a Parlee, empresa pioneira na manipulação do carbono na fabricação de bicicletas, estão desenvolvendo um projeto que irá revolucionar o que conhecemos sobre bicicletas atualmente. O projeto se chama PriusXParlee. O nome Prius vem do carro híbrido da Toyota. O projeto tem como objetivo a construção de uma bicicleta de alta performance, da forma mais eficiente… Read More via Pra Quem Pedala

Vontades impublicáveis (via Mulherão)

Por Eduardo Soares

Hoje fiquei com sua imagem na cabeça/Certeza de saudade convicta latejante/Deu vontade de ser seu aconchego/Ver seu sorriso tímido/De acariciar sua pele. Meu abraço pede o seu/Minha fome pede sua carne/Cai a noite e com ela/Abrimos nosso vinho favorito/Abrimos nossos pensamentos perdidos/Escondidos entre ansiedades e saudades. Quando digo: quero beijar sua nuca/A resposta vem: preciso de você todo/Espalho o vinho pelo seu corpo …Leia Tudo via Mulherão

via

Motobus, solução para nosso trânsito. Quem encara ?


“Na primeira vez em que sentei na moto, achei que não fosse funcionar de jeito nenhum, mas depois que pegamos o jeito fica fácil conduzir, apesar do peso de carregar 25 pessoas”, contou o encanador Colin Furze , 31 anos, e construtor do protótipo ao jornal Daily Mail. Ele passou um mês construindo a moto que é considerada a mais longa do mundo, com 22 metros de comprimento e 25 assentos. De acordo com o Guiness, a maior motocicleta até o momento tinha 14 metros de comprimento. Para provar aos supervisores do Guiness que a motocicleta andava, ele teria que andar 100 metros com o veículo, mas ele andou bem mais do que o esperado. Taí, uma boa idéia. Quem encara ?

deputado antônio genaro (PSC-MG): accipere in culum (via histórias pra boi acordar)

Em maio deste ano, o deputado estadual Antônio Genaro (PSC-MG) revelou sua homofobia em um discurso na Assembleia de MG. Seu comportamento foi considerado  inconstitucional e colocou em xeque seu decoro para exercer a função. O mais recente escândalo protagonizado por ele colocou em questão novamente sua capacidade para exercer um cargo público. Numa reunião extraordinária da Assembleia Legislativa de Minas Gerais no último dia 13, e diante de um plenário ocupado por professores da rede estadual de ensino em greve, ele propôs um “teste” para saber se eles eram mesmo professores: fez um aparte utilizando o que ele chamou de “português arcaico e clássico”.

Read More via histórias pra boi acordar

Oba! Mais um Anima Mundi! (via FalaCultura)

Já consagrado como um dos principais eventos audiovisuais no calendário brasileiro, e depois de bem sucedida passagem pelo Rio de Janeiro, o 19º Anima Mundi desembarca em São Paulo. Confira os principais destaques e programe-se! Paulistanos (os pequenos e os crescidinhos) já podem respirar aliviados: finalmente, o Anima Mundi chegou à cidade. Dos 1300 filmes de 80 países diferentes inscritos, foram selecionados para integrar as mostras principais 421 filmes de 44 países diferentes – sendo 77 produções nacionais. Entre as que o público vai poder desfrutar, produções da França, Reino Unido, Rússia e mesmo dos improváveis Letônia e Mônaco, por exemplo.… Read More via FalaCultura

Porto Velho ganhará 6 km de ciclovias

Por Joel Elias

Incentivar uma alternativa de transporte econômico, ecologicamente correto e saudável. Essa é a intenção do prefeito Roberto Sobrinho com a construção de ciclovias na cidade. São seis quilômetros de ciclovias que estão sendo construídos nas laterais das avenidas Vieira Caúla e Mamoré, na zona leste de Porto Velho. São 2,9 mil metros na Mamoré e 3,2 mil metros na Caúla. As duas ciclovias serão interligadas.A ciclovia é uma dentre várias opções técnicas de segurança de trânsito para melhoria da vida dos condutores e difere da faixa de ciclista por ser delimitada por um canteiro que a separa da pista de rolamento.  De acordo com Silvana Cavol, secretária-adjunta da Secretária Municipal de Projetos e Obras Especiais (Sempre), a pista da ciclovia terá largura de dois metros e será revestida com piso intertravado com a colocação de bloquetes.

Foto: Frank Néry

Silvana Cavol adiantou que piso intervalado são peças modulares de concreto com diversas formas e espessuras, que, dispostas em conjunto, criam grandes áreas de superfície pavimentada de belíssimo efeito estético e é uma solução inteligente para obras viárias, passeios, calçadas, praças, ciclovias, estacionamentos, entre outros. Possui vida útil longa, baixa manutenção e não requer mão-de-obra especializada para aplicação. Dispensa contrapiso, rejunte e auxilia na drenagem das águas das chuvas. Classificado como um tipo de pavimento semi-rígido, o pavimento intertravado com blocos pré-moldados de concreto permite ainda a execução de reparos sem deixar marcas. Outra vantagem, é que o piso intervalado dispensa despesas com operações de tapa-buracos, recapeamento e selagens de trincas, comuns em outros tipos de pavimentos.

Ainda o fundamentalismo (via Leonardo Boff)

O ato terrorista perpetrado na Noruega de forma calculada por um extremista norueguês de 32 anos, trouxe novamente à baila a questão do fundamentalismo. Os governos ocidentais e a mídia induziram a opinião pública mundial a associar o fundamentalismo e o terrorismo quase que exclusivamente a setores radicais do Islamismo. Barack Obama dos USA e David Cameron do Reino Unido se apressaram em solidarizar-se com governo da Noruega e reforçaram a idéia de dar batalha mortal ao terrorismo, no pressuposto de que seria um ato da Al Qaeda. Preconceito. Desta vez era um nativo, branco, de olhos azuis, com nivel superior e cristão, embora o The New York Times o apresente “sem qualidades e fácil de se esquecer”. … Read More via Leonardo Boff

Três Vivas ao Capitão !

Por Antônio Serpa do Amaral Filho

O advogado Hugo Evangelista apresentará no próximo dia 29, sexta-feira, na tenda da Escola de Samba Asfaltão, a obra literária que discorre sobre a vida de um famoso militar que serviu numa caserna fronteiriça onde Rondônia foi Mato Grosso, cuja carreira, vida e obra têm uma porção no quintal do verdadeiro e outro tanto no terreiro do folclórico – como o próprio escriba reconhece.Com 210 páginas, o livro chegará às mãos do público com selos de publicação da Schoba e também da Editora da Universidade Federal de Rondônia – Edufro. Sintomaticamente, através da mãe de santo que é a literatura, o espírito de um certo capitão-do-mato desce ao planeta Terra para conviver num cenário rico em facetas fantásticas e contraditórias, como são as que hoje formatam a Porto Velho contemporânea, onde um projeto racional de desenvolvimento submete o povo a um ritmo de vida irracional e catastrófico. Diz o rondoniaovivo que, só no último fim de semana ( 22 a 24), o Hospital de Pronto Socorro João Paulo Segundo registrou 410 atendimentos, dos quais 86 decorrentes de acidentes de trânsito, com vários mortos – enquanto os governantes do Município e do Estado ficam ali na praça dando milho aos pombos.Num estilo essencialmente narrativo e biográfico, o autor revela com traque jo e riqueza de detalhes as muitas facetas de um velho Chefe de Polícia da cidade de Guajará-Mirim, que recebeu por nome batismal a alcunha de Manoel Alípio, figura popular que ganhou fama e patente naqueles beiradões e por suas muitas proezas reais e surreais acabou ficando para a história e para a mitologia local como o emblemático sargento do Batalhão de Caçadores da Polícia Militar de Mato Grosso, mais tarde oficial daquela força pública.Como já disse na orelha da obra, vamos combinar: o que chamamos realidade é na verdade uma salada mista do que é realmente histórico com o que é transparentemente irreal, vivente de uma outra dimensão além-homem. O real, portanto, nessa equação, é junção bidimensional do que realmente é com aquilo que deveria ter sido, ou parece ter sido, ou dizem ter sido.Assim é a lendária figura de um propalado sergipano sangue bom que habitou os sertões de Guajará-Mirim e há muito tempo povoa o imaginário da gente Guaporé. Dizem ter sido um paladino da justiça, um cavaleiro andante, ou um Dom Quixote do viver correto e dos valores morais inexpugnáveis. Fez coisas que até Deus duvida. Seu nome de guerra: Capitão Alípio – um personagem do nosso realismo fantástico, literalmente fantástico, onde o mito e o real coexistem da unidade do mesmo ser, como cara e coroa de uma única entidade simbológica.
Talhado na fornalha do sol abrasador do Sergipe, o controvertido e lendário personagem de Hugo Evangelista, embora tenha nascido para muitos de nós nas animadas conversas dos mais velhos, na Porto Velho de antigamente, ele nasceu biologicamente lá pras bandas da cidade de Capela, nos idos sergipanos do final do século 19, nos conta o autor, como querendo justificar, de plano, que realmente o Capitão Alípio tem um pé na sala da verdade e outro na cozinha do folclore. Nem tão histórico que pareça desenxabido e nem tão mitológico que pareça conversa pra boi dormir. Eis o desafio da obra: apresentar para o mundo a pessoa do famoso Delegado de Fronteira sem abrir mão das facetas que o tornaram conhecido em todos os quadrantes da civilização rondoniense, revelando conteúdos, paisagens e performances sociais que ultrapassam as cercanias do mundo do personagem e presenteiam o leitor com uma aquarela guache de cores e tons sociológicos, como se fosse uma aula informal sobre a composição geral daquela sociedade em que viveu o polêmico militar. Se com Érico Veríssimo o Rio Grande do Sul tem o seu Capitão Rodrigo, nós, com a pena sensível e arguta de Hugo Evangelista, temos o nosso Capitão Alípio, Oficial de Milícia que, embora tenha assento e registro nos alfarrábios castrenses, cavalga ainda hoje com desenvoltura nos prados indomáveis da nossa imaginação. Pelo sim, pelo não – três vivas ao Capitão!

Idec alerta : projeto de lei ameaça liberdade de internautas

O projeto de lei 84/99, que tramita em caráter de urgência, limitará significativamente a liberdade dos consumidores na internet, além de ameaçar sua privacidade, alertou o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor). O instituto entende que a proposta, conhecida como PL Azeredo, vai limitar a privacidade dos cidadãos, uma vez que instaura o monitoramento integral de suas ações na rede. A medida vai também permitir que os provedores de internet coletem e guardem os dados pessoais sem regulação prévia. O projeto de lei, que ficou conhecido como ‘AI-5 da internet’, fazendo referência ao ato que restringiu direitos civis na época da ditadura militar, mostra-se polêmico, sobretudo, por limitar a disseminação de informações na rede.Resumidamente, o Idec observa que as punições para crimes cometidos na rede acabam esbarrando em ações cotidianas dos consumidores, como o compartilhamento de conteúdos, a transferência de músicas já compradas de um CD para um computador ou outros dispositivos eletrônicos e o desbloqueio de aparelhos celulares. A preocupação do instituto  aumenta na medida em que a possível aprovação do projeto se aproxima. Como tramita em caráter de urgência, pode ser votado assim que a Câmara voltar do recesso parlamentar. O Idec reivindica que o projeto seja colocado na Comissão de Direitos do Consumidor, permitindo tanto o debate aberto quanto a revisão da proposta, antes que ela seja colocada em votação. Adicionalmente, o instituto observa que, antes da aprovação de qualquer projeto sobre crimes na internet, é preciso antes criar um marco civil sobre o tema. “O PL prevê que os provedores de internet, que já retêm as informações sobre os históricos de navegação dos consumidores na rede, ganhem poder de polícia e passem a monitorar os usuários”, afirma o advogado do Idec, Guilherme Varella.

via Infomoney

Sem comida e sem água : excursão gaúcha é retida no Peru, na fronteira com o Acre

foto: Tarsila Pereira

foto: Tarsila Pereira

O grupo formado por 39 turistas gaúchos – além de uma mineira, dois coreanos e uma japonesa – que viajava pelo Peru permanece impedido de deixar o país em função de nevasca no Chile, que impede a passagem pelo Deserto do Atacama. Segundo a jornalista Aline Bohrer de Lima Torres, o grupo é mantido “em um local com escassez de água e alimento”. A repórter fotográfica do Correio do Povo Tarsila Pereira, que integra o grupo, disse que sequer há acesso a banho. “O sinal da internet é precário e nosso dinheiro está acabando”, declarou. “O calor e a falta de estrutura fez com que dois turistas desmaiassem. Não há como medicá-los, nem como socorrê-los”, disse Aline. Na página do Facebook, a jornalista descreveu que estava retida em um local “onde o contrabando de madeira é rotineiro e a violência regra”. O grupo saiu de Porto Alegre, cruzou a fronteira com a Argentina, em Uruguaiana, e seguiu em direção ao Norte, passando pelo Deserto do Atacama, no Chile, até chegar ao Peru. Os turistas visitaram Cuzco e de lá seguiram até as ruínas de Machu Picchu. A intenção era retornar pelo mesmo caminho, mas isto não foi possível em razão da neve. A alternativa foi seguir para a cidade peruana de Iñapari, localizada na tríplice fronteira formada com Brasil e Bolívia. Separada do território brasileiro pelo rio Acre, o local é acessível através da Ponte de Integração. O ônibus, porém, foi barrado na aduana, sob a alegação de que “deveria sair por onde entrou”. Os gaúchos aguardam um possível acordo diplomático entre a Embaixada do Brasil e o governo peruano. Na manhã desta quarta-feira, a aduana autorizou os turistas a deixarem o país a pé, mas eles alegaram que não teriam condições financeiras para arcar com as despesas da viagem de retorno ao Rio Grande do Sul. “Esperamos por uma solução diplomática”, disse Aline. O grupo deveria chegar ao Estado nesta sexta-feira. Segundo Tarsila, entre os estudantes que compõem o grupo estão acadêmicos de Psicologia, Educação Física e Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e três adolescentes. O site da empresa de ônibus que leva os turistas (Lisott) informa que “a empresa é especializada no transportes nacional e internacional, viajando em todos os países do mercosul, Chile, Bolívia e Peru.” De acordo com o consulado do Peru em Rio Branco, no Acre, a autorização para o ônibus cruzar a fronteira do Brasil já chegou e foi despachada para o local onde eles se encontram, depois da 16h(hora local).

Atualização: O grupo conseguiu entrar no Brasil pouco depois das 17h desta quarta-feira, pelo município de Assis Brasil. Eles receberam a autorização do governo do Peru para deixar a fronteira depois que alteraram a rota do ônibus e encaminharam um novo documento de retorno pelo Norte do Brasil. A autorização foi dada com o apoio do consulado do Peru em Rio Branco, no Acre.

via Luciamem Winck / Correio do Povo

O bom, o mau e o feio (via Boteco do Arantes)

Pra começo de conversa: não sou adepto da modinha uruguaia do futebol. Não acho que Forlán tenha sido o melhor jogador da última Copa, não vejo Muslera muito melhor do que Wellerson, ex-Fluminense e defino Lugano com uma frase da qual muito me orgulho: o melhor jogador ruim do mundo.

Mas, com todas as limitações e preconceitos que impus ao time de Oscar Tabárez, não me cego para as qualidades. Qualidades, sim, no plural. A principal delas, mãe de todas as outras, é completamente subjetiva, totalmente pessoal e talvez até facilmente contestável: o Uruguai emociona.

E quem já passeou pelos textos antigos sabe que eu troco qualquer título de campeão pica das galáxias por três minutos em pé, com os olhos brilhando e os cabelos do braço arrepiados. … Read More via Boteco do Arantes

Eu acho covarde, degradante e mau caratismo. O que você acha ?

Sinceramente, eu acho uma total falta de consideração com a dor alheia e uma invasão total de privacidade num momento dificil.  Os programas de televisão estão sem noção do bom senso, do ridículo e estão confundindo mau caratismo com jornalismo. Na absoluta falta de criatividade e de talento estão apelando para a baixaria.  A covardia fica disfarçada de esforço de reportagem. Para isto e outras atrocidades que começam a pipocar na mídia a melhor coisa é  simplesmente desligar a tv, o computador, jogar o jornal fora, etc. A pergunta que não quer  calar ? Quem acha divertido invadir um enterro de uma celebridade como Amy Winehouse prá provar que é “penetra” mesmo, o fodão, como fez Daniel Zukerman, ‘O Impostor’ do programa ‘Pânico na TV!’, e seu colega André Machado, editor do programa ?  A foto da Getty Images foi distribuída pelas agências de notícias. Por enquanto, só a Reuters pediu desculpas por ter colocado nos créditos da foto os “impostores” como “assessores”. A matéria da rede RTL alemã , em que O Impostor dava uma entrevista chorosa foi retirada do You Tube a pedido da rede, por infringir direitos autorais.

Pau Grande (via Farinha de Mandioca)

Homem é mesmo abestalhado. Você pensa que é só na infância, mas não. Enquanto as meninas começam a menstruar, os meninos estão disputando recorde de punhetas. Quando criança, compete entre os amigos quem ejacula mais rápido, cospe mais longe e mija mais alto. Tudo mongolóide. Mas a maior disputa de um homem é a de quem tem o pau maior. E repare: todo homem fala que tem um pau maior do que o seu.  … Read More via Farinha de Mandioca

Correr na praia: Prós e Contras (via Homem com H)

Correr na praia faz bem? Fortalece os músculos? Exige muito esforço físico? Essas perguntas foram feitas no post dos benefícios da corrida. Enfim vamos às respostas. Sim, correr na praia, mais precisamente na areia, fortalece os músculos, trabalhando quase o corpo inteiro. Vamos aos principais benefícios: – O solo arenoso ajuda a fortalecer os glúteos, abdômen, panturrilhas e lombar. – Fortalece os ligamentos, as articulações e os tendões … Read More via Homem com H

O catolicismo Woodstock da Canção Nova. (via Fratres in Unum.com)

O catolicismo Woodstock da Canção Nova. Acampamento com 100 mil católicos tem funk, gays e paquera Por Anna Virginia Balloussier – Folha de São Paulo Créditos ao leitor Antonio Carlos de Almeida Ao passar o fim de semana em um acampamento católico, nossa repórter aprende funk cristão, conhece fiéis inusitados e ganha até cantada.  … Read More via Fratres in Unum.com

Os Sonhos Molhados da Fotógrafa Indiana Manjari Sharma (via Espaço Imoral)

Muitas vezes enraizados no estudo das relações sociais e trabalhos de mitologia pessoal, as fotografias de Manjari Sharma têm sido reconhecidas como um andar a frente da linha de arte e estilo de vida. O Foto Ensaio aqui em destaque, trás como relevante a água e suas nuances, fluído chave da vida que destoa do obvio e reluz a magia do contato com modelos em posições ensaiadas.  Tudo de forma a despertar nos observadores toda uma reflexão acerca da importância desta substância líquida primária em nossas vidas. … Veja Mais via ESPAÇO IMORAL

O manifesto de Anders Behring Breivik, o carniceiro de Oslo (via Aventar)

Além de ter criado uma conta no Facebook (cópia disponível) expressamente para a função cartão de visita, Anders Behring Breivik deixou um manifesto em vídeo. Está lá tudo: nacionalismo, anti-marxismo e anti-islamismo.

Não me passando pela cabeça que todos os anti-marxistas, nacionalistas e neo-cruzados desatem para aí aos tiros, o fato é que esta ideologia está entre nós. Não é preciso ir aos foruns e blogues de alguma direita e da extrema-direita para os encontrar, basta ouvi-los nos transportes públicos. O fato de as forças de segurança norueguesas terem subestimado o perigo de atentados vindos desta gente que não usa turbante e combate a “aliança multiculturalista”, é muito significativo. Nada impede um destes tipos que andam de Salazar na boca de seguir o exemplo do norueguês (e sabe-se como este tipo de atentados produz efeitos de contágio).

Quero eu com isto dizer que se deve travar a liberdade de expressão da direita? não, esse seria o pior caminho. Mas é tempo de as polícias europeias lhes dedicarem a atenção que concentram apenas noutros fundamentalistas.  O 22 de julho pode não ficar por aqui, e o branqueamento pela comunicação social da emergência política desta gente (não esquecer que em muitos países da CE estão no poder, ou bem próximos dele), não ajuda nada. Não se trata apenas de um louco, que tudo aponta para não ter agido sozinho, trata-se da emergência de uma ideologia contra a qual a Europa deveria estar vacinada em época de crise. Tal como em 1900 e trintas, não está. Não a tomem a tempo, e ainda vemos a História a repetir-se, novamente como tragédia, é claro.

Read More via Aventar

Programa Modernizando a Gestão Pública (PMGP) chega a Rondônia

Rondônia começa nesta terça-feira (26) a modernização dos processos na administração estadual. Em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC), o governo rondoniense assina o Protocolo de Intenções do Programa Modernizando a Gestão Pública (PMGP) . A partir da adoção de métodos mais modernos de gestão, o estado espera promover novos arranjos nas áreas de arrecadação de Receita e Despesas, Educação e Segurança Pública. Com estes mecanismos, que devem ajudar na identificação de gargalos da máquina pública, a iniciativa espera alcançar mais eficiência dos gastos públicos. Além da economia aos cofres estaduais, o Programa espera melhorar a arrecadação do estado sem aumento de impostos. Com a parceria, o governo rondoniense espera tornar mais eficazes os processos também na Secretaria de Educação. Entre os objetivos está o de alavancar a aprendizagem de alunos da rede estadual e melhorar o desempenho de Rondônia no cenário nacional . As ferramentas ainda devem propor mudanças na Secretaria Estadual de Segurança Pública, Defesa e Cidadania. Entre os indicadores que serão monitorados estão número de homicídios, latrocínios, roubos de veículos, roubo a residência e também roubo de rua.

Já executado nos poderes executivos de 11 estados, oito municípios, além de um Ministério e dois órgãos do poder judiciário, o PMGP propõe a melhoria da gestão nas instituições públicas a partir do aumento da capacidade de investimento e da obtenção de ganhos de competitividade e eficiência. A iniciativa agrega métodos de gestão, técnicas de gerenciamento de receitas e despesas e a reestruturação de processos e órgãos para promover mudanças na administração pública, com apoio da iniciativa privada.

Desde que foi idealizado, o Programa alcançou a marca dos R$ 14,2 milhões em aumento de receitas e otimização de despesas nas cidades e estados onde foi executado. Com o investimento de R$ 78,7 milhões de recursos privados, o resultado, comparativamente, aponta que para cada R$ 1 investido, o retorno global foi de R$ 181.

via Máquina Public Relations / 61 3323 2884 /  www.maquina.inf.br

Dispositivo Cinematográfico – La Beauté Des Images

Apresentando a performer e artista visual Gabriela Queiróz. Roteiro e Direção: Cláudia Cardenas Direção de Fotografia e Edição: Rafael Schilichting   Câmera 2: Marina Borck    Direção de Arte : Maurício Muniz

Os que leem os que comem (via Um Litro de Letras)

Os que comem fotografam, blogam, tuítam. Nunca a comida foi tão retratada, descrita, comentada e criticada. Com tanta informação online, eu imagino que um publisher de revista de gastronomia tenha, hoje, um baita desafio na mão. A revista Gula de julho, por exemplo, traz uma matéria extensa e bem fotografada da nova coleção de pratos da Roberta Sudbrack. Entretanto, a coleção lançada em maio já fora resenhada, alguns dias depois, pela Constance Escobar, no bloghttp://www.praquemquisermevisitar.com.br. Que espaço sobra, então, para as revistas?

Um argumento utilizado com frequência é o de que há blogueiros demais, e curiosos demais, sem a especialização nem o conhecimento necessário para falar do assunto. Existe, aliás, uma reação de canseira a tantos dedos e mouses apontados para filés fora do ponto, e uma sensação de que a crítica não especializada é que passou do ponto. … Read More via Um Litro de Letras

Você comeria? (via Verme Da Gripe)

É pão, Mas você comeria? Trata-se de uma padaria da Tailândia, na província de Ratchaburi ( 100 km a oeste de Bangkok). Eles pretendem difundir o pensamento budista de não acreditar no que se vê, porque o que se vê, pode não ser tão real quanto parece. Os detalhes fazem a perfeição da criação, parecendo quase real e chamando a atenção de todos que passam em frente à padaria.   … Read More via Verme Da Gripe

Sopas de letrinhas que dizem tudo

Por Marli Gonçalves

Ufa, vou sentar um pouco para descansar, relaxar, jogar conversa fora. Aliás, conversa, não: letras, letrinhas e letreiros. Siglas, acrônimos, abreviaturas, códigos. Horror dos horrores. Fora as senhas que “nêgo” agora quer, para serem aceitas, que a gente use letras e números, sem repetição, mais de 8. Tudo bem. Sem repetição; até mesmo porque nunca mais a gente lembra qual foi a finalmente aceita pela maquininha.

QAP. TKS. QRU. Permaneça na escuta. Obrigado. Você tem algo para mim? Quem não fica irritado (ou mesmo curioso) quando passa pelos grandalhões dos seguranças – de caras amarradas e olhar de “esgueia” – e os vê segurando radinhos que fazem bips ardidos com caras de agentes 007 e falando em forma de letrinhas? Será que estão dando alguma ordem para matar? Estarão falando mal de mim? SOS.

Estamos rodeados delas. Parece conspiração para que nunca mais nos entendamos entre nós, QSL? Pior é que nesta nova avalanche virtual em que vivemos elas se enfronharam de vez em nossas vidas e algumas resolvem se casar com números.

Cada site quer uma combinação para registro e cada um tem normas próprias. Se for de banco, acrescente-se ITokense/ou cartões com centenas de mais números.

Charles, Alfa, Roma, Alfa, Charles, Alfa. Caraca. Esse é um código fonético que usa palavras chave para você soletrar claramente e não confundir alhos com bugalhos ou coisas piores. A gente até faz isso normalmente, mas sem grandes decorebas. Vamos já de O, de Ovo; P, de Pato; M, de Maria e N, de Nair, a coitada que acaba sempre entrando na história, e por aí afora, dependendo da criatividade do indivíduo. Na oficial os caras sofisticam: T, de Tango; P, de Papa; o O é deOscar. Os pilotos usam muito.

Já os “Qs” são de um código internacional instituído em 1959, em Genebra, Suíça.

Agora é tudo sigla ou acrônimo. Sigla é um sinal gráfico, e o mais comum é que seja a primeira letra daquilo que se quer ganhar tempo. Acrônimo é a mesma coisa, mas você fala tudo junto. Entendeu? Tipo PAC (pronuncia-se “páque”). Para nunca ser normal, tem uns que as pessoas usam dos dois jeitos, dependendo de quanto querem parecer melhores.ONGs, por exemplo. Tem uns azedos que falam O, N, G, “oenegê”, enchendo a boca.

Por sua vez, funcionários públicos adoram uma abreviatura, faltam gozar com elas. Principalmente se forem salariais DA-4, DA-5. Também amam dizer que trabalham nelas, as letras. O cara trabalha no Instituto de Catadores de Pipas nas Ruas e enche o peito: vira ICPR. Temo que os serviços públicos nunca funcionem direito por conta dessas porrinhas, dessas letrinhas. Só os Correios, de códigos postais, se contei direito, tem 161 combinações de duas letras. Algumas, diferentes, mas para designar as mesmas coisas. Tipo Objeto Internacional(EF, EG,EU,EV,EX, CD,CE, algumas delas).

Já que comecei a reclamar, vou seguir. Já reparou que ninguém mais faz mais “mestrado”? É MBA (pronuncia-se emibiei), sempre dito com cara de importante, esfregado no interlocutor, como quem diz que é mais inteligente. Cada setor de mercado inventa também um monte delas, as palavrículas, e viram todos diferenciados. Tem sigla para falar em rádios amadores. Aliás, tem gírias. “O Botina Branca vai Bater poeira” (O médico vai tomar banho).O Capacete está vendo Caixa de Abelha” (O sogro está vendo televisão). Se alguém te oferecer um Chá de Urubu, aceite. É café. Copiou? (Escutou?)

Brincando com esse assunto descobri umas coisas bem legais, além de todo esse linguajar. Sabia que tem sites e mais sites de siglas? Tem um, o www.siglas.com.br, onde você pode pesquisar, até para entender do que é que estão falando, e que fica o tempo inteiro variando, mostrando uma sigla a cada segundo!Completíssimo. Andei por locais que a razão desconhece: sites de caminhoneiros (cowboys do asfalto, como se intitulam), sites para pessoas e instituições ligadas à segurança no trabalho (354 diferentes). Uma ZDI, Zona de Defesa Interna.

Tem siglas de informática, de exportação, de doenças. Siglas de unidades organizacionais (!), de saúde, de educação. Nasceram de alguma forma de tentativas de simplificação? Pior, grande parte delas é apenas só junta algumas com certo significado, ou sem vogais, ou corruptelas, como no caso do TKS (thanks, obrigado).

Englobando tudo isso, tem mais as siglas partidárias, sindicais e/ou qualquer coisa que não queira exatamente se identificar: PT, PSD, PMDB, PTB, PSDB, PDT, PSTU, UGT, CUT, UNE. OB. Ops, OB não. É marca de absorvente. Maxi, midi, mini.

OBS: imaginem que lembrei agora de umas férias de julho, do ginásio, da tenra adolescência. Tínhamos, acho que no segundo ano, um professor de Química horrível, carrasco, brucutu. Ele andou se irritando com a classe e não teve dúvidas. Nas férias daquele ano nos obrigou a fazer todas as combinações da Tabela Periódica de Elementos, uma a uma, na mão. Um “cobre”, se é que me entendem. Um a um. Um com cada um de todos os outros, seus números e massas atômicas. O Polônio (Po) com o Mendelévio (Md), o Magnésio (Mg) até dar diarréia, e o Bismuto (Bi) até encontrar com o amigo Laurêncio (Lw). O Rutherfórdio (Rw) com o Promécio (Pm).

Bullying! O que deve ter tido de gente que, só de vingança, se inspirou e tirou o nome do filho dessas combinações!

São Paulo, 2011, criptografada, com jargão, em tempos de DNIT

(*) Marli Gonçalves é jornalista. ASASP (o mais rápido possível), QRV (estarei à sua disposição). A propósito, QSL é Entendido, confirmadoQSL? 

NR : QAP, QRV , Dona Marli !

Estou saindo do armário (via A Ruiva)

Calma gente, não é o que vocês estão pensando! Não virei shimbalaiê! A questão é que estou saindo do armário em outro sentido: estou começando a assumir para mim mesma e para a sociedade o fato de que eu não tenho religião. E digo mais, assumir que não acredito em deus. Desde pequena eu não conseguia aceitar a ideia de que um livro poderia regrar toda a minha vida, e que um ‘cara lá de cima’, que dizia que me amava, me mandaria para o inferno se eu mentisse para a minha mãe sobre ter arrumado o meu quarto. Sentia-me incomodada quando eu ameaçava fazer alguma peraltice de criança e minha avó me desafiava com um sonoro ‘deus castiga, menina’. … Read More via A Ruiva

Carlos Bica : recital “O Índio de Casaca”, em Porto Velho

Na temporada de 2011 o SESI/RO e Árias Produções trazem à Porto Velho  o violonista Carlos Bica, que estará apresentando Audições comentadas  nas Escolas e Recitais no Pátio da Empresa Camargo Correa, no programa  obras do mais importante e singular compositor brasileiro, onde na sua  música retratou o Brasil e criou o grande movimento nacionalista,  Heitor Villa-Lobos. As apresentações serão no dia 27 de julho – 20h – Camargo Correa,  dia 28 de julho – Inauguração do Centro de Eventos do SESI e dia 30 de julho – 11h – SESI/Odebrech – Centro de Eventos do SESI
Villa-Lobos, nascido no Rio de Janeiro, realizou importantes viagens pelo Brasil  para pesquisar sobre a cultura popular e a partir deste material  escreveu grandes obras, em especial para o violão. Desde tenra idade  já tinha no seu íntimo uma grande paixão pelo instrumento tanto que  sua primeira composição chamada panqueca foi escrita originalmente  para violão. Depois de seu encontro com os chorões nas noites  cariocas, dedicou algumas peças à compositores deste gênero, como o  chôros 1 dedicado à Ernesto Nazareth.
Na Espanha teve um encontro com o grande solista Andrés Segóvia, para  quem dedicou seus estudos, e o concerto para violão e orquestra, as  outras obras, os prelúdios foram dedicadas à sua amada Arminda  Villa-Lobos, que criou o museu Villa-Lobos no Rio de Janeiro.
Na semana da arte moderna de 1922 recebeu o apelido de O Índio de  Casaca do artista Menotti del Picchia pelas histórias que eram  atribuidas à ele e pela sua forte influência da música indígena  brasileira.
Carlos Bica nasceu no Brasil em 1973. Estudou técnicas de violão com o  violonista argentino Eduardo Castañera, e análise musical e  interpretação com o compositor brasileiro Flávio Oliveira. Participou  de master classes com violonistas de diversas nacionalidades, entre  eles os uruguaios Eduardo Fernandez e Abel Carlevaro, o Alemão Frank  Bungarten, o argentino Eduardo Isaac e o italiano Flávio Sala .
Estreou aos 16 anos, versando o repertório clássico de todas as épocas  e estilos. Apresentou concertos ao lado da Orquestra Filarmônica  Brasileira e atua realizando master classes nas universidades e  conservatórios brasileiros.
Tem realizado recitais nos principais teatros do Brasil. Como  professor de violão, tem desenvolvido trabalhos de música de câmara  com o quarteto de violões Orphenica Lira, formado por alunos seus.  Gravou seu primeiro disco Contemporâneo Latino aos 20 anos, no qual  interpreta obras de compositores latino-americanos. Também gravou DVD  no Teatro São Pedro, em 2004, com obras de Narvaez, Villa-Lobos e  Albeniz. No mesmo ano gravou DVD com o compositor Rached Karketi, de  Hamburgo/Alemanha. Tem realizado recitais em Rádios e televisões no  Brasil e Uruguai.
Realizou recitais de música de câmara em duo com a soprano Elenara  Nunes, com o pianista Carlos Morejano e o percussionista Bira Lourenço; também em quarteto, com instrumentistas da Orquestra  Sinfônica de Porto Alegre. Realizou estréia de obras de compositores  como a Toccata 1 de Fernando Mattos, a Canção Terna do compositor  carioca Nicanor Teixeira e A Velha Nogueira de James Liberato, escrita  para flauta, violão, contrabaixo e violoncelo, tendo como flautista  convidado João Batista Sartor. Numa temporada de concertos de  vanguarda teve a participação do Artista Plástico Paulo Bacedônio, que  realizou uma pintura enquanto o violonista tocava. Também neste gênero  de recitais, participaram atriz Jória Lima, que fez leitura dos Poemas  de William Shakespeare enquanto eram interpretadas obras de John  Dowland, e a Bailarina Gilca Lobo, que desenvolveu coreografia para  Astúrias de Isaac Albeniz. Participou de diversos projetos  governamentais de música, dentre os quais, “Música ao meio-dia”, do  Teatro São Pedro, “Reinauguração do Mercado Público de Porto Alegre” e  foi o solista do “Vino de honor ao Cônsul Iñigo de Palacio España”.  Foi laureado com a medalha Lupicínio Rodrigues por seu trabalho de  divulgação da música brasileira, como recitalista.
Com este espetáculo buscamos levar ao povo brasileiro o que de mais  importante foi feito pela música brasileira, a obra para violão de  H.Villa-Lobos, onde o público em geral vai identificar-se com cada  movimento de cada peça, pois estas são o retrato do Brasil, escrito  para o instrumento mais usado no Brasil tanto como acompanhador, como executante de música de câmara nos grandes teatros, o violão.

A terra está mais triste. Amy Winehouse dá adeus e entra para o sinistro “Clube dos 27″.

foto:Daily Mirror-UK

A diva sagrada dos novos tempos, a voz de veludo do soul , a cantora caucasiana dos guetos Amy Winehouse, ou simplesmente a Amy foi encontrada morta em seu apartamento.

A notícia foi dada pelo twitter através de um jornalista do Daily Mirror ( jornal que estampa na capa a foto da cantora que reproduzimos) e rapidamente se espalhou como fogo num milharal seco entre os internautas.

Segundo o blog “O Insurgente”, “dona de uma voz poderosa e de uma carreira instável, com vários episódios públicos constrangedores a preencher a sua fama (por vezes mais que pelo seu talento natural), Amy é mais uma estrela do mundo da música que entra no “Clube dos 27″, ou seja, o panteão de artistas com fama mundial que morreram aos 27 anos. Brian Jones (Rolling Stones), Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison (The Doors) e Kurt Cobain (Nirvana) são os principais membros deste clube.”

A terra está mais triste. Os amantes da boa música desolados.

Vírus Sincicial Respiratório : imunização é a melhor prevenção

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Principal agente de infecções respiratórias entre recém nascidos e prematuros, ele é responsável por mais internações do que as causadas pelo vírus da dengue, da gripe e do H1N1.Quase desconhecido pela maioria das pessoas, o Vírus Sincicial Respiratório (VSR), que circula em todas as regiões do Brasil entre os meses de março a setembro, é a maior causa de internação de recém nascidos e menores de um ano de idade, em especial os  prematuros, com doenças cardíacas e/ou respiratórias. Até completarem um ano, quase dois terços das crianças serão infectadas por ele, um percentual que sobe para 99% até os dois anos.
Responsável por 90% das hospitalizações por bronquiolite – uma doença que mata 160 mil bebês por ano em todo o mundo, em especial bebês com menos de 18 meses – o VSR é assintomático, silencioso e facilmente transmissível pelo ar (através de tosse, espirro e fala, ou contato físico). Ele pode provocar desde coriza, febre baixa, chiado no peito e falta de ar,  a infecções mais graves das vias respiratórias que levam a internações e complicações. No País, um estudo específico (Straliotto SM et al. Mem Inst. Oswaldo Cruz 2004) mostrou que o VSR foi responsável por 70% dos casos de pneumonia e bronquiolite que levaram pacientes à UTI. O VSR também pode ter efeitos a longo prazo nas crianças infectadas. Está comprovado que ele pode aumentar em quatro vezes as chances de aparecimento de asma na adolescência.
Estudos mostram que o VSR é mais grave no caso de bebês prematuros, que não possuem o sistema respiratório e o sistema imunológico completamente desenvolvidos e maduros ao nascerem. As probabilidades de infecção e mesmo de surtos em maternidades neonatais aumentam diante do crescimento do número de bebês prematuros no País (cerca de 30 mil crianças/ano nascem  com peso abaixo de 1,5 kg )   e do aumento da sobrevida pela evolução dos métodos de tratamento e tecnologia (95% contra 60% na década de 90).  As estatísticas mostram que  cerca de 15% dos prematuros são hospitalizados em decorrência de infecções causadas pelo VSR. (p.ex estudos Dr. Otávio Cintra, Rib. Preto).
O risco de complicações e a taxa de hospitalização por infecções causadas pelo VSR também é 10 vezes maior entre os prematuros do que naqueles nascidos de gestações completas. E as doenças respiratórias se tornam as principais causas de hospitalização e morte em recém nascidos prematuros, com ou sem doença pulmonar crônica. Neonatologistas como o Dr. Renato Kfouri, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, destacam que o VSR,  associado a um quadro de displasia broncopulmonar, presente em 14 a 43% dos extremos prematuros,  pode contribuir para complicações pulmonares tardias.
Em todo o mundo, os prematuros nascidos com menos 35 semanas, os bebês com displasia broncopulmonar e com outras doenças pulmonares crônicas compõem a população mais suscetível a infecções agudas do trato respiratório. A OMS –  Organização Mundial da Saúde estima que cerca de 1/3 das 12 milhões de mortes anuais de crianças abaixo de 5 anos de idade está relacionada a essas causas.

Prevenção é a melhor arma para combater o VSR 

A grande arma estratégica para conter as infecções por VSR é a prevenção. Internacionalmente, é recomendada a imunização passiva com a utilização do palivizumabe (Synagis®), anticorpo monoclonal humanizado que interrompe o processo de reprodução do VSR. Aprovado pelo FDA, o produto recebeu a chancela da ANVISA em 1999.
Recomendado para bebês prematuros (menos de 35 semanas), o palivizumabe, deve ser aplicado via intramuscular, em cinco doses mensais e consecutivas, que podem ser iniciadas logo após o nascimento dos bebês de risco.
No Brasil, a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Imunizações recomendam a aplicação de palivizumabe antes da estação do VSR para que as crianças de risco atinjam níveis suficientes de concentração de anticorpos no sangue.  Uma medida essencial, já que praticamente 100% das crianças prematuras ou não vão adquirir infecção pelo VSR nos primeiros anos de vida. Em bebês que completaram o prazo normal de gestão, não há grandes  conseqüências.
A eficácia e a segurança do palivizumabe está comprovada por vários estudos. O maior deles (Impact RSV Study, feito entre 1996 e 1997 em 139 centros dos EUA, Canadá e Grã Bretanha), incluiu 1502 crianças de alto risco. O anticorpo promoveu a redução de 55% das taxas de hospitalização relacionadas ao Vírus Sincicial Respiratório; diminuição de 47% do número de dias de hospitalização entre  lactentes com idade gestacional menor que 32 semanas (80% entre 32 e 35 semanas) e diminuição da necessidade aumentada de oxigênio.
Outra análise (IRIS) mostrou que a taxa de hospitalização por VSR em bebês  que não receberam palivizumabe foi de 13,25%, contra apenas 3,95% nos que receberam a profilaxia (uma diminuição de 70% na taxa de internação nos bebês que receberam a profilaxia). Essa diferença ocorreu apesar do grupo palivizumabe apresentar menor idade gestacional, intercorrências na UTI neonatal mais graves e maior incidência de doença pulmonar crônica.
Análise apresentada no encontro da Pediatric Academy Societies de maio de 2009 (Cecchia et al) comprova a queda da taxa de mortalidade com a utilização do palivizumabe. Tal análise incluiu trabalhos publicados entre 1990 e 2007 (12.622 bebês provenientes de dez estudos diferentes) e mostrou que a taxa de mortalidade entre pacientes com profilaxia foi de 0,19%, enquanto nos sem profilaxia com palivizumabe foi de 0,53%.

Projeto quer 20% de gorjeta para garçons que trabalham na madrugada

garçom que trabalha durante a madrugada pode receber o dobro da gorjeta, conforme o Projeto de Lei (472/09), do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). Na proposta, os famosos 10% podem virar 20% sobre a conta, no caso dos garçons que trabalham entre as 23h e 6h. A cobrança não seria obrigatória. Crivella argumenta que esses garçons estão mais sujeitos a riscos de violência, sofrem com as dificuldades de transporte e estão submetidos a um grau de penosidade maior que aqueles que trabalham de manhã e à tarde. No caso, a gorjeta maior seria uma compensação pelas dificuldades enfrentadas. Outro projeto (PL 505/11), do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) determina que os bares, restaurantes e lanchonetes deverão informar no cardápio o valor calórico de cada refeição. Segundo o parlamentar, muitas vezes, o cliente consome comidas gordurosas por falta de informações. Os estabelecimentos que descumprirem a norma estarão sujeitos à multa, suspensão de fornecimento de produto e cassação da licença de funcionamento.O projeto sobre a gorjeta dos garçons está aguardando entrada na pauta para ser votada em Plenário, o que deve ocorrer só após o fim do recesso parlamentar, em 1º de agosto. Já a proposta sobre os cardápios será analisada pelas Comissões de Defesa do Consumidor, de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Brasil sob duas rodas para todos(via Rotaway)

Atualmente tenho observado o crescente interesse dos Europeus em conhecer o Brasil de motocicleta. Recentemente o motociclista português Joe (Joaquim Rolha, primeira foto de cima para baixo), que hoje reside na Alemanha, veio conhecer de motocicleta algumas das nossas regiões e passou por Lençóis na Chapada de Diamantina, praias do Litoral da Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo, além de cidades históricas como Ouro Preto e Diamantina através da Estrada Real.

E por quê nós, brasileiros, não buscarmos estes destinos com mais frequência? São viagens fáceis de serem programadas e favoráveis a questões como disponibilidade de tempo e financeira. Quando escolhemos um destino aqui no Brasil, que por sinal é bem difícil por haverem muitas possibilidades, podemos vivenciar sensações e situações semelhantes, se não ditas iguais a quase a maioria dos destinos escolhidos por muitos motociclistas que viajam mundo afora. Como ponto de partida e destino, seja de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e outras cidades, há uma gama de opções ou para os mais aventureiros uma gama de opções para rodar sem destino algum. Sempre um excelente motivo para pegarmos as nossas motocicletas e estarmos pelas estradas.

Quando me encontrava em maio deste ano em Portugal, onde conheci Joe, o mesmo me questionava sobre as opções de turismo aqui pelo Brasil. Este me disse que viria pra cá e passaria uns 15 dias fazendo um tour por nossas terras. Naquele momento me dei conta à infinidade de opções a qual Joe poderia conhecer. O que seriam 15 dias para que Joe tivesse uma ideia do seria um tour pelo Brasil? Pensei no Pantanal, na Estrada Real, o Caminho do Ouro e Diamantes, os Cânions do Sul, a Serra do Rio do Rastro, Bonito, Praias do Nordeste, Chapada de Diamantina e dos Veadeiros. A Amazônia? Sem sequer mencionar milhares de outras opções… O que eu poderia indicar?! Naquele instante mais uma vez me dei conta do que o Brasil pode nos oferecer no moto turismo.

E Joe chega ao Brasil, com uma KMT 990 Adventure cedida pelo amigo Nicolas, rodou alguns estados, como Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e interior de São Paulo e conheceu lugares como Morro de São Paulo, Porto Seguro Chapada de Diamantina, trechos da Estrada Real, a cidade do Rio de Janeiro e retornando para Ilha Bela, litoral norte de São Paulo.

No meu encontro com Joe, o mesmo não escondia o seu encantamento com a diversidade da nossa fauna e flora, do nosso contraste topográfico entre montanhas e o mar, que listram paisagens encantadoras das nossas belezas naturais por onde passou.
Desde as montanhas de Minas Gerais, Chapada Diamantina ao litoral da Bahia, Joe se surpreendeu com a grandeza de alternativas as quais temos aqui no Brasil para o moto turismo aventura. Joe tem uma característica em optar pelas estradas off road, que no seu conceito de viagem, onde por estes caminhos se tem a oportunidade de estar bem mais perto das nossas culturas regionais.
E nós brasileiros, o que estamos esperando? Vamos adequar o tempo que seja compatível com as nossas disponibilidades e sair em busca destes destinos o quanto antes! Opções não faltam!
Um grande abraço e boas estradas, pelo BRASIL.

Eduardo Wermelinger

Cidades Eróticas do Mundo (via Adoro Viagem)

Eros, deus grego do amor. Do seu nome nasceu o erotismo; Sensualidade, libido, desejo.  Envolvendo ou não o afeto, o erótico desliza sensações pelo instinto animal do ser humano, suas expressões causam vitória e derrota, submissão e controle, desejos que vão desde obras do Marquês de Sade às canções da Madonna. Em alguns lugares do mundo a flecha do cupido desvia do coração e atinge primeiro a testosterona e os estrógenos. Ajoelhar-se para oferecer um anel de noivado em alguma dessas cidades parece impensável, mas as declarações de amor efusivas por trás das paredes parecem não se importar com o futuro. Conheça agora algumas das cidades que seguem a risca os ensinamentos de Mallanaga Vatsyayana no Kama Sutra, e que até fariam Madame Bovary relaxar com os seus pecados. Continue Lendo via Adoro Viagem

Dodge e Burn – táticas modernas para ampliar como antigamente (via Alex Villegas Blog)

Um pouco de história – Não importa o que digam os puristas, fato é que processar imagem e alterar valores tonais DEPOIS que a imagem é capturada não tem nada de demérito, e foi feito através de toda a história da fotografia . Toda captura é uma gema bruta, e passa por lapidação antes de se tornar efetivamente uma imagem – e o que podemos fazer da gema através dessa lapidação? Tudo é possível, mas um dos recursos mais usados é o clareamento/escurecimento … Read More via Alex Villegas Blog

Bolsa Família distribui este mês mais de R$ 12 milhões em RO

As famílias beneficiadas podem sacar os valores que variam entre R$ 32 e R$ 242, até 29 de julho. Mesmo após a data de recebimento prevista no calendário anual, o benefício fica disponível para saque nos postos de atendimento da Caixa Econômica Federal por 90 dias. Depois de três meses, o recurso volta para os cofres do MDS.  Em todo Brasil, o programa atende 12,9 milhões de famílias e o total de recursos destinado a elas supera R$ 1,4 bilhão por mês. Metade desse total se destina à Região Nordeste e representa importante contribuição para a redução da pobreza. O efeito do programa na economia do País é apontado por diversos especialistas. Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), por exemplo,  mostra que, para cada R$ 1 investido pelo Governo Federal no Bolsa Família, o Produto Interno Bruto (PIB) aumenta em R$ 1,44. A quase totalidade do dinheiro transferido é aplicado no consumo. Essa destinação movimenta a economia local, especialmente em localidades distantes dos centros urbanos. Esses resultados confirmam que o programa, que tem por objetivo combater a fome e a pobreza, ajuda também a reduzir a desigualdade. A complementação de renda, com o pagamento do benefício, se alia ao cumprimento de condições nas áreas de educação e saúde. Frequência escolar abaixo dos índices exigidos, falta de acompanhamento de pré-natal e criança sem vacinar podem levar ao bloqueio e ao cancelamento do benefício. A atualização cadastral permanente, ou pelo menos a cada dois anos, é outro compromisso da população atendida. Tanto os gestores do Bolsa Família nos municípios quanto os beneficiários devem ficar atentos a esses três itens para evitar o cancelamento do programa. Toda família com renda mensal por integrante de até R$ 140 tem direito ao Bolsa Família. Quem ainda não recebe o benefício, que varia de R$ 32 a R$ 242, e se enquadra no critério deve solicitar à prefeitura de sua cidade a inscrição no Cadastro Único.

Festcineamazônia – Inscrições para a 9ª edição

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição do Festcineamazônia – Festival Latino Americano de Cinema e Vídeo Ambiental que acontecerá em Porto Velho, Rondônia, de 8 a 12 de novembro. Apesar de ter o tema ambiental como principal, o Festival aceita inscrições de outros gêneros de produção. Por ser latino americano, o Festcineamazônia recebe também produções de outros países. Para concorrer, as produções precisam ter no máximo 26 minutos de duração, em qualquer formato, porém, na exibição serão unificadas para igualdade de competitividade. Cada participante poderá inscrever até três obras de curta metragem produzidas a partir de 2005. Um júri tecnicamente qualificado será constituído especialmente para escolher os filmes e vídeos que farão parte da mostra competitiva. A premiação do Festcineamazônia será distribuída nos seguintes gêneros: ficção, documentários, animações e experimentais. Na modalidade de vídeorreportagem, o Festival premiará a Melhor Reportagem Ambiental Nacional e a Melhor Reportagem Ambiental Rondoniense como incentivo aos comunicadores que destacam a temática em seus noticiários televisivos. O preenchimento da ficha de inscrição poderá ser feita online pelo site www.cineamazonia.com onde também consta o regulamento geral para competidores.

Um avanço importante: A primeira Ciclo-rota de SP será inaugurada semana que vem! (via Pra Quem Pedala)

A primeira Ciclo-Rota da cidade de São Paulo será inaugurada semana que vem. O percurso terá 15km e será no bairro do Brooklin entre a Praça do Cordeiro e a Avenida Roberto Marinho.A ciclo-rota é diferente da ciclo-via e da ciclo-faixa. A ciclo-via é uma via separada, muitas vezes paralela ao caminho por onde passam os carros. A ciclo-faixa é uma parte da via dedicada aos carros que é exclusiva para ciclistas, como uma faixa de ônibus. Já a ciclo-rota é uma rua sem divisões ou separações, na qual o trânsito deve ser compartilhado entre carros e bicicletas, dando preferência SEMPRE às bicicletas. No trecho onde será a ciclo-rota, foram pintadas bicicletas no chão e a velocidade máxima permitida para trânsito de veículos auto-motores foi diminuída para 30km/h. … Read More via Pra Quem Pedala

Face à crise: quatro princípios e quatro virtudes (via Leonardo Boff)

A frase de Einstein goza de plena atualidade: “o pensamento que criou a crise não pode ser o mesmo que vai superá-la”. É tarde demais para fazer só reformas. Estas não mudam o pensamento. Precisamos partir de outro, fundado em princípios e valores que possam sustentar um novo ensaio civilizatório. Ou então temos que aceitar um caminho que nos leva a um precipício. Os dinossauros já o percorreram.

Meu sentimento do mundo me diz que quatro princípios e quatro virtudes serão capazes de garantir um futuro bom para a Terra e à vida. Aqui apenas os enuncio sem poder aprofundá-los, coisa que fiz em várias publicações nos últimos anos. … Read More via Leonardo Boff

Prova do suicídio de Salvador Allende – Heróis do Chile (via Aventar)

A notícia recebida hoje de madrugada, deixou-me como alma em pena. É verdade que morei poucos anos no Chile, mas tive essa alegria de conhecer ao persistente candidato à Presidência do Chile, o médico político Salvador Allende. Aliás, o conheci em circunstâncias especiais: não lhe era permitido entrar na nossa terra, terra de agricultura e de indústria, com imenso operariado que, sem poder falar porque a esquerda era perseguida no Chile, até a volta a democracia em 1990. Mal soube a notícia, esse mando do proprietário a polícia, nada falei em casa, fui de imediato aos Carabineros (Guarda Civil) e mandei abrir as portas, acusando a esses guardas de atropelar a Soberania da República por não deixar entrar em propriedade privada, a um Senador da República. …Continue Lendo via Aventar