Arquivo diários:16/01/2011

Tragédia serrana no RJ – Faça a sua parte

Extraído do JB On Line. Clique na imagem para ampliar.

Inércia

Por Antônio Alves

Eu queria te dizer tanta coisa…
Mas não sai nada

Eu queria ir correndo praí…
Fico parado

Quis te fazer serenata…
Não houve luar

Quis te levar lá pra casa…
Lembrei, não tenho casa

Quis te dar flores…
Estavam todas murchas

Queria ser um poeta…
Daqueles do belo
De versos arrebatadores

Te ornar de nuvens…
Bem branquinhas
De estrelinhas cintilantes…
Azuis, verdes, vermelhas…

Por você enfrento a Pororoca…
Não sei surfar nem nadar

Pra te impressionar seria herói em Nova Friburgo…
Vi a tragédia pela TV

Me perdoa ser um amante tão sem qualidade
Pois, Deus que é Deus, assiste a tudo inerte lá do Céu!