Arquivo diários:27/09/2010

Cutubas X Peles-Curtas : Documentos comprovam que motorista da “caçambada cutuba” pediu prá morrer com tiro na cabeça

Renato Medeiros (de óculos), líder da corrente política que sofreu o atentado, com o presidente João Goulart (à direita)

Por Antônio Serpa do Amaral Filho

Decorridos 48 anos de profundo silêncio em torno da Caçambada Cutuba, documentos revelam, hoje, que o motorista da caçamba, Wilson, arrependido do gesto bárbaro, pediu pra morrer: “Cumpadre, eu fui mandado, você me dê um tiro na cabeça que eu o perdôo”, teria dito, na cadeia, o suposto autor do terrorismo político ao seu compadre e testemunha Ladislau Nunes de Araújo, guarda territorial ouvido no dia 27 de setembro de 1962, pelo juiz Joel de Moura Quaresma, no Processo Criminal nº 3672, instaurado pela Justiça Federal do território para apurar judicialmente o dramático fato social. A fonte é fidedigna: cópias de autos conseguidas pelo jornalista Zola Xavier junto ao Centro de Documentação Histórica do TJ/RO.

O atentado que ceifou a vida de muitos correligionários da Frente Popular de esquerda chocou toda a provinciana Porto Velho de antanho e ocorrera um dia antes, numa calorenta noite de 26 de setembro de 1962, na rua Lauro Sodré, quase chegando na rua Abunã, próximo ao cabaré da Delícia, quando um veículo tipo caçamba, chapa branca, pertencente à prefeitura municipal de Porto Velho, que estava vindo do comício dos cutubas, no bairro do Areal, foi lançado contra os partidários do então candidato a deputado federal Renato Clímaco Borralho de Medeiros, presidente do Partido Social Progressista e líder dos Peles-Curtas, que disputava a vaga parlamentar com o coronel Ênio dos Santos Pinheiro, que já houvera sido governador do Território Federal de Rondônia em 1953, por indicação do mesmo padrinho que o apoiava em 1962: o também coronel Aluízio Pinheiro Ferreira, chefe dos Cutubas (partidários do aluizismo) e maior liderança da história política de Rondônia. O prefeito da época era o cutuba sangue puro José Saléh Morheb. Os mais velhos dizem que muita gente morreu, mas não se tem até hoje a contabilidade desses mortos.

Com certa dose de ironia a atormentar a amnésia dos guaporés, está escrito em latim na capa do que restou dos registros penais do episódio da Caçambada Cutuba que o processo criminal é do tipo Ad Perpetuam Rei Menoriam, isto é, para a perpétua memória do fato. Se assim deseja o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e a deusa Thêmis, que usa venda nos olhos, mas não é doida varrida, vale registrar para os anais da história que foi o advogado Fouad Darwich Zacharias o causídico que arrolou e requereu a inquirição dos guardas territoriais José Faustino de Oliveira, José Rodrigues Maciel e Ladislau Nunes de Araújo, como testemunhas. Era a reação Pele-Curta ao atentado.

Às dez da manhã do dia 27, no Fórum Ruy Barbosa, a postos o escrivão Durval Gadelha, o Dr. Hélio Fonseca, Promotor Público Substituto, o Dr. Fouad Darwich e o juiz Joel Quaresma de Moura, as três testemunhas foram ouvidas pela justiça. Revelou o depoente Ladislau “que diversas vezes repetiu o preso ao depoente que havia sido mandado e pediu que lhe desse um tiro na cabeça”; “que perguntou-lhe mais o depoente se estava embriagado ao que o preso em questão lhe disse que não, que estava bom”; “que esclarece o depoente que fez essas perguntas ao preso enquanto estava trancando a cela”.  Na versão do guarda José Maciel, depois de introduzi-lo na cela, o guarda Ladislau lhe perguntou: “Cumpadre porque é que você fez isso?” “Que respondeu ele numa expressão equivalente ao sentido de dizer que estava desgraçado” Para uma quarta testemunha a depor no processo, o senhor João Marques Vasconcelos, também da Guarda Territorial, o diálogo dele com o motorista da caçamba teria sido o seguinte: “Compadre, você que é chefe de família, como é que foi meter-se numa enrascada dessa?” Então o preso respondeu “aproximadamente com essas palavras: fui mandado para distribuir o pessoal do comício e ao chegar próximo do lugar do comício, quando vi a massa procurei estacionar o carro mas o freio enganchou no acelerador e quanto mais pisava no freio, mais acelerava o carro”. Não  há nos documentos pesquisados nem a peça de interrogatório do motorista da caçamba nem a sentença, condenando ou absolvendo o réu. A justiça rondoniense deve saber explicar o porquê.

Para os que acham que a Caçambada Cutuba é um delírio inventado ao sabor do revanchismo histórico, a voz da perpétua memória do fato fala mais alto nos dizeres que um serventuário da justiça deixou escrito na folha de rosto do documento conseguido por Zola Xavier, o Caçador de Alfarrábios da Biblioteca Nacional:

“Obs: O sr. Wilson de Tal, motorista da Prefeitura Municipal de Porto Velho, investiu com o caminhão contra o povo num comício político. Segundo testemunhas, o criminoso alega ter sido a mando de alguém”.

Saber quem deu a sinistra ordem ao humilde motorista da prefeitura continua sendo um segredo insondável, incrustado na região subcutânea da página histórica sentimentalmente mais eloqüente da política regional: o apaixonado embate entre as belicosas nações dos Cutubas e Peles-Curtas.

Onda lilás e vermelha conquista país !

Uma verdadeira onda nas cores vermelha e lilás vem tomando conta do país neste mês de setembro . O  tsunami chamado Dilma vem contagiando todas as classes, pobres e ricos, jovens e idosos, homens e mulheres do Sul ao Norte do Brasil.

Segundo o Professor titular da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE, José Eustáquio Diniz Alves ” as teorias que sustentavam a existência de diferenças irreconciliáveis de classe, espaciais, educacionais, geracionais e de gênero não se sustentaram ao longo do processo de definição do voto. Na verdade, a provável vitória de Dilma Rousseff deverá ser ampla, geral e irrestrita, como ainda não havia acontecido na história do Brasil.”

A tsunami lilás e vermelha também entusiasmou as campanhas  dos candidatos do PT  Eduardo Valverde,  a governador de Rondônia e da Senadora Fátima Cleide, que busca sua reeleição.  A lógica é simples: quem volta em Dilma, vota em Fátima e Valverde. Porto Velho, hoje administrada pelo prefeito Roberto Sobrinho, do PT vive hoje uma verdadeira revolução em urbanidade, trabalho e  conquistas sociais, que pode ser estendida pelo Estado inteiro, com o apoio dos parlamentares petistas. O Estado não pode perder a chance de avançar 40 anos em 4, com a vinda de recursos e parcerias federais.A nível paroquial a soma é mais ou menos esta : quem vota , para o Senado, em Raupp não vota em Cassol. Quem é eleitor de Expedito Jr. não vota em Cassol nem a pau. Os eleitores de Expedito, na prática observada no dia a dia, também estão ao lado de Fátima Cleide.  Os professores , tanto em nível estadual quanto municipal, não devem votar em Cassol, que despreza a educação e a cultura e foram  massacrados por uma política salarial e de perseguição nas escolas sem precedentes. Para ele, a educação parece não ter valor, afinal o mesmo apregoa aos ventos dos quatro cantos de Rondônia que ficou rico sem precisar de educação. Ao contrário de Fátima, presidente eleita por unanimidade da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal, demonstrando o pleno conhecimento do setor e o total prestígio dos seus colegas senadores.

O peso nesta eleição dos gays e  simpatizantes deverá ser decisivo.  O eleitorado homossexual está todo ao lado de Fátima, uma árdua defensora dos direitos humanos. Nestes segmentos, o homofóbico Cassol não deverá ter nenhum voto. Por tabela, o Cahola também não.

Valverde, que reuniu os produtores culturais de Rondônia esta semana para mostrar seu plano de governo no setor, é um defensor da cultura e do patrimônio histórico material e imaterial.  E não é de agora, que é candidato ao governo do Estado. Em todas as suas ações ele tem o carinho com a gente daqui. Valverde disse que vai criar o IEPHA/RO, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Rondônia e estabelecer um fundo cultural para as atividades teatrais, audiovisuais, artes plásticas e literárias. Valverde  esteve no Real Forte Príncipe da Beira, acompanhando o início dos estudos para a revitalização do monumento, mesmo com o sol queimand0 e os piuns quase engolindo os técnicos.  Valverde também deve se beneficiar dos esqueletos no armário dos adversários. Afinal, por trás de Cahola está Cassol, e ficaria tudo como dantes na terra de abrantes. Expedito Jr. vem sendo cozido em forno brando no STF e, mesmo que vencesse,  correria  o risco de não sentar na cadeira. Dilma, Fátima e Valverde  farão Rondônia ter o avanço que merece.  Caso contrário, poderemos nos lembrar desta eleição de 2010 como aquela que elegeu um político que virou  chacota nacional no Senado.

A ditadura Google a um passo de nós : serviço Street View chega ao Brasil e chama RJ de “lixão”

Tradução, texto e edição: Beto Bertagna

O Google sacaneou o Rio de Janeiro, na estréia do seu serviço “Street View” . Em todas as cidades fluminenses, em vez do nome correto aparecia a expressão inglesa “landfill”, que em bom português significa “lixão” ( ou mais precisamente aterro sanitário). O nome do estado, em todas as cidades registrados pelas câmeras do Google Street View, foi substituído pela palavra inglesa Landfill, que significa aterro sanitário ou, de forma mais coloquial, “lixão”. Apesar disso, a busca foi intensa atrás de localidades de parentes e conhecidos.

O projeto do Google Street View Brasil surgiu em 2009, quando o Google Brasil fechou acordo com a Fiat para trazer o serviço de captura de imagens de ruas e avenidas chamado “Street View” para diversas cidades brasileiras. A montadora Fiat está envolvida nos planos do buscador para adaptar o serviço ao mercado nacional no centro de desenvolvimento do Google em Belo Horizonte, já responsável pela adaptação do Google Maps ao Brasil. As cidades de Belo Horizonte e São Paulo, onde o Google tem escritórios no Brasil, Rio de Janeiro e Porto Alegre estão confirmadas para receber o serviço, embora uma das fontes admita que “haverá mais cidades atendidas”, sem apontar o número preciso.
No dia 3 de julho de 2009, alguns carros da FIAT, com equipamentos para fotos do Google, começaram a rodar pelas ruas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, e outras, tirando as fotografias (alguns vídeos desses “flagras” foram postados no YouTube).No dia 24 de setembro de 2010, após mais de um ano, a Google Brasil anunciou que as fotografias de São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro (e certamente outras cidades) serão liberadas no dia 30 de setembro de 2010. Imagens do serviço “vazaram” na net no começo de setembro, denunciando indícios que o serviço seria lançado brevemente. Mas o conceito de que carros com câmeras irão ficar circulando captando as imagens de pedestres , e as jogando na rede mundial, tem desagradado muita gente. Só em julho, 37 Estados Americanos começaram uma investigação sobre o Google e sua coleta de dados do “Street View”. Países europeus já discutem os limites de privacidade do novo serviço.

Acordo põe fim à neutralidade na rede

A assinatura de um acordo colocando por terra a neutralidade na rede firmado entre as gigantes Google e Verizon( o maior provedor de serviços de internet nos EUA, que interliga todo o país através de uma rede particular de fibras óticas) é o um forte indício que se iniciaram os planos do Google para acabar com a Internet como ela é e controlar ditatorialmente o mundo da rede global e  forçar o fim da existência de sites de mídia, rádio e TV  independentes. O acordo do Google com Verizon para acelerar o conteúdo de determinados sites da Internet aos utilizadores abre a porta para a esterilização completa do WWW como uma força de mudança política. Sob o plano de tomada de poder do Google, a Internet será apenas uma gigante televisão por cabo e as vozes independentes serão silenciadas e toda  serão comprada pelos gigantes transnacionais de mídia. Hoje por exemplo a Verizon oferece por 85 dólares , o triple playum serviço de telefone inteligente com ligações ilimitadas locais, regionais ou dentro dos EUA, Porto Rico e Canadá, Internet de até 50 mbps, ganha grátis um roteador sem fio,mais 240 canais de tv sendo pelo menos 40 em Alta Definição e otras cositas mais como um arquivo de 18.000 filmes sob demanda sendo já pelo menos uns 5.000 em HD. (A Verizon divulgou que realizou um teste  com sucesso de  banda larga de 1Gbps. O teste foi para um dos clientes da empresa em Tauton, Massachusetts – EUA, e feito por meio de  downstream, com a tecnologia de fibra  óptica FiOS ( desenvolvida pela Motorola ), que atualmente atende os americanos com 50 Mbps. A plataforma suporta até 2,4 Gbps no modo downstream e 1,2 Gbps em upstream.)Tudo está se encaminhando para um desfecho onde as pessoas que querem escrever um simples blog como este bravo que vc vai lendo meio sem saco ai,  vai ter que pagar por isso, a televisão e o rádio online  deixarão de existir quando a Internet for engolida pelo monstro corporativo.A neutralidade líquida real significa que as notícias independentes chamam audiência porque dizem a verdade,e assim podem competir quase em pé de igualdade com os gigantes da indústria de mídia . O pacto sinistro entre Google e Verizon vai acabar com isso, podendo retirar qualquer coisa que esteja fora da midia de massa.Todos os serviços de vídeo, rádio e telefone, entre outros, em breve serão oferecidos através de ligação à Internet. Acabar com a neutralidade líquida terminará com o potencial revolucionário que tem algum site para funcionar como uma rede de televisão e rádio. Será o fim de nossa oportunidade de acessar o conteúdo fora do controle de corporações de mídia de massa .O acordo também dividiu a Internet em dois sistemas de cyber-estradas  onde a velocidade e o bom serviço só podem ser obtidos por aqueles que pagam taxas substanciais.O acordo também dá ao Google e os principais provedores ISP, a capacidade de bloquear determinados sites de redes sem fio, o que significa que sites como o  Infowars será inacessível para milhões de pessoas  e os milhões de sites mais modestos no número de visitas também.Depois disso, os mais ferozes críticos do Google têm sido silenciados e a empresa pode continuar com seu plano para implementar o programa de informação de alertas apoiado pela CIA como registrar contas  blogs e sites de todos os tipos de informações deixados por usuários individuais, a fim de usar esses dados para “prever o futuro” e dirigir todas as vidas e comportamentos de vida das pessoas. O CEO do Google, Eric Schmidt, anunciou que o Google, em colaboração com a CIA, vai colocar na rede o Big Brother que  sabe tanto sobre usuários que o motor de busca será capaz de ajudar a planejar suas vidas  através de uma constante  localização através de telefones inteligentes , podendo dizer-lhes para onde ir e o que fazer. Todos sabem já que existe uma estreita e permanente ligação entre as redes de espionagem Google e o Governo americano. E o Google tem se aproveitado desta ligação entre Nasa, CIA, FBI e Cia,  para usar como pretexto a segurança cibernética , mas na verdade acabando com a Internet livre.O recente escândalo envolvendo veículos do Google circulando pelas ruas e que eles poderiam acessar dados de usuários de Internet sem fio e mapear suas atividades on-line também levantou sérias questões sobre suas relações com a inteligência (rede de espionagem) e de abuso das leis de privacidade.No Brasil, até bem pouco tempo, o Google não tinha cara, não tinha endereço, você não conseguia contactá-los através de outro meio que não o próprio oferecido pelo Google.Que isto também sirva de alerta para as Procuradorias Federais do MPF e dos Ministérios Públicos dos Estados. Acho, sinceramente, que mais que uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU hoje seria colocar um backbone da Internet na América Latina, no Brasil, e assim ter pelo menos um tubo de oxigênio para respirar caso alguém mais malicioso queira colocar o dedo no nariz. Não adianta nada brigarmos por inclusão digital se não tivermos liberdade de conteúdo e expressão. Falou, caro Nelson Townes ?

Com informações de Paul Joseph Watson do site Prison Planet.com Leia também infowars.net

Deu no Twitter…

“Nesta eleição já tinha a Mulher Pêra, a Mulher Melancia e a Mulher Melão. Agora o Roriz acaba de inventar a Mulher Laranja…”

Cinco geoglifos são descobertos em Rondônia

O asfaltamento da rodovia BR-429, que liga Ji-Paraná a Costa Marques, no oeste de Rondônia, levou à descoberta de cinco desenhos gigantes no solo, chamados pelos arqueólogos de geoglifos. A existência dessas figuras ancestrais nesta parte do estado é novidade, e ainda há pouca informação sobre como foram feitas e com qual finalidade. Os geoglifos do entorno da BR 429 foram encontrados este ano por técnicos da empresa que faz o levantamento arqueológico necessário para conseguir o licenciamento ambiental da obra. Ao identificarem as estruturas, decidiram acionar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que confirmou se tratarem de estruturas construídas pelo homem. – Seguramente há mais. Seria necessário usar outra tecnologia para localizá-las – diz Francisco Pugliese, arqueólogo do Iphan que fez a análise dos geoglifos. As estruturas só são identificáveis em imagens de satélite quando a floresta é removida. Para observar os desenhos em solo ainda recoberto de mata, será necessário usar tecnologia de radar. Com o avanço do desmatamento e a popularização das imagens de satélite na internet, muitos desenhos têm sido descobertos no solo da Amazônia. Até agora, já são cerca de 300 geoglifos registrados no Acre e no Amazonas. Desde a década de 1970, quando cientistas perceberam a existência dos geoglifos brasileiros, essas formas geométricas intrigam arqueólogos. Não está claro como foram construídos, nem se tinham finalidade religiosa ou de proteção. Pugliese aponta, por exemplo, que as figuras de Rondônia tendem a ser arredondadas, em contraposição às encontradas no Acre, que são mais retilíneas, com quadrados e losangos. Os geoglifos dão a pista de que, em plena Amazônia, poderiam existir civilizações mais complexas e numerosas do que se imaginava. Os construtores dessas figuras tinham que ter conhecimentos de geometria e ser capazes de realizar grandes obras.

Via Globo Amazônia

O boto carpinejar

No seu perfil em seu blog, Fabrício Carpinejar diz que é escritor, jornalista e professor universitário, autor de dezesseis livros, pai de dois filhos, um ouvinte declarado da chuva, um leitor apaixonado do sol. Quando conseguir se definir, deixará de ser poeta. Leia  “Perfume de Boto” do autor de “Canalha” e “Mulher Perdigueira” http://tinyurl.com/26h9aj2,

“Mulheraço do 13’ mostra a força de Valverde e Fátima no Estado

foto: E. Nascimento/Assessoria

Uma manifestação denominada pelo PT de “Mulheraço do 13”, realizada na manhã deste sábado (25/09) em Porto Velho, demonstrou a força da campanha do candidato a governador pela coligação “Rondônia Melhor Para Todos – PT/PSB”, Eduardo Valverde ,de Fátima Cleide ao Senado e de seus candidatos proporcionais à ALE e à Câmara Federal. O evento foi organizado por mulheres mas teve a participação de milhares de pessoas de ambos os sexos que lotaram as ruas de Porto Velho. Militantes do PT e do PSB, eleitores, trabalhadores de várias categorias, empresários de vários setores, simpatizantes e apoiadores da campanha de Eduardo Valverde começaram a chegar à Praça Getúlio Vargas por volta das 8 horas da manhã. Às 9 horas, horário marcado para o início da caminhada, o local estava lotado. O “Mulheraço” percorreu as principais ruas do comércio central de Porto Velho e por onde passava recebia manifestações de carinho e apoio dos pedestres, dos motoristas e dos trabalhadores dos estabelecimentos comerciais. Durante a caminhada, Valverde destacou as propostas do Plano de Governo Participativo para as mulheres, seja para ampliar a sua participação no mercado de trabalho ou nas instâncias administrativas.

“Mas uma das nossas maiores preocupações é com a saúde da mulher. Vamos implantar projetos que ofereçam atendimento digno e programas de orientação às mulheres e às famílias, cortando pela raiz as causas da violência contra a mulher e a criança; vamos transformar este Estado em um lugar melhor para todos e todas”.

Valverde disse que é chegada a hora de quebrar de vez velhos paradigmas que ainda segregam e inferiorizam a mulher. “Demorou, mas a mulher conquista cada vez mais o lugar que merece. É bom ter o apoio delas que se destacam em todos os campos de atividades. Não é à toa que teremos uma mulher na Presidência da República, a primeira em nosso país. Com o apoio de Dilma, vamos transformar Rondônia num Estado digno de sua população”, diz, enfatizando a importância do forte apoio que tem recebido de mulheres de todos os segmentos da sociedade.