Universidade.doc, DocTV 5 e outros editais marcam a saída de Da-Rin da Secretaria do Audiovisual do MinC

No final de abril a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura deverá publicar um pacote de projetos e editais , no valor de R$ 6 milhões em fomento para a TV pública, como a 5ª Edição do vitorioso DOCTV, que produzirá aproximadamente 35 documentários de 55 minutos, com valor médio de R$ 100 cada.

Rondônia foi o único Estado até agora que deu calote no projeto e não pagou a contrapartida constante em contrato assinado entre as partes de R$ 20 mil para a  realização do filme “O Brasil que começa no rio…” , exibido em rede nacional pela TV Cultura e suas afiliadas em 2006. Já passaram pelo cargo da SECEL/RO pelo menos 4 secretários, e nenhum resolveu a pendência. O gov. João Cahulla não deve conhecer a herança deixada pelo ex-governador Ivo Cassol , que deve inclusive causar constrangimentos  à  campanha eleitoral palaciana.  O documentário produzido está à venda na Internet através de uma parceria Cultura Marcas e site Submarino e leva a logomarca de apoio do Governo de Rondônia / SECEL.    

http://www.submarino.com.br/produto/6/1934921/dvd+doc+tv:+o+brasil+que+comeca+no+rio?menuId=829

Junto com a EBC-Empresa Brasileira de Comunicação, também deverá sair um edital para a contratação de 10 séries de 5 filmes de um minuto, abordando temas sociais, cidadania, esportes,cultura e lazer.  Cada série deverá custar em torno de R$ 125 mil. Com o Ministério do Meio Ambiente serão produzidos mais 15 filmes, a R$ 20 mil cada. O assunto é óbvio. E uma boa notícia para os universitários é o provável anúncio do Universidade.doc, que premiará com R$ 50 mil , 24 projetos de acadêmicos que produzirem audiovisuais sobre inclusão social e cultura de um modo geral.

O anúncio do pacote deve coincidir com o da saída de Sílvio Da-Rin à frente da Secretaria do Audiovisual. O provável substituto deve ser o cineasta Leopoldo Nunes, que era um dos diretores da Empresa Brasileira de Comunicação, e foi  substituído por Tereza Cruvinel.

6 pensou em “Universidade.doc, DocTV 5 e outros editais marcam a saída de Da-Rin da Secretaria do Audiovisual do MinC

    1. bertagna

      Valeu. Vamos aguardar o posicionamento da Pres. da ABD Nacional, Solange Lima que estará em Rondônia por estes dias para tomarmos algumas medidas. abs

      Responder
  1. luca martins

    Não sei se o Amazonas pagou não, heim… no primeiro, no meu projeto, o secretário da cultura se negou e a tv cultura do amazonas queria q a gente editasse o doc lá, nos intervalos de trabalho deles com o equipamento sucateado, pra compensar os 20 mil da época…

    Responder

Daí, o que você acha disso ?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.