Filmes para entender Rondônia – 1 Na trilha dos Uru Eu Wau Wau

Foto : Adrian Cowel

Um filme de Adrian Cowel, um chinês de Tongshan que estudou na Austrália e na Inglaterra, e que acabou se formando em História pela Universidade de Cambridge. Este filme, em que Adrian divide a direção com Vicente Rios,  faz parte da série A Década da Destruição e mostra o primeiro contato com os índios Uru Eu Wau Wau, pressionados pelo desenvolvimento em Rondônia, que atraía cada vez mais agricultores do Paraná e do Rio Grande do Sul para a Amazônia. Impulsionados a penetrarem na floresta, os colonos se aproximavam cada vez mais da tribo. Nesta conjuntura, o rapto de uma criança branca pelos Uru Eu Wau Wau aumenta o rancor dos colonizadores contra os índios, vistos como uma barreira ao desenvolvimento. Paralelamente, a Funai organiza uma expedição para contactá-los e protegê-los do avanço dos brancos sobre o seu território. O filme foi feito em 1990 e tem 52 minutos de duração, que é uma janela internacionalmente aceita pelas emissoras de televisão para a exibição. (assim como filmes de 26 minutos). Imperdível, mas difícil de achar cópia para ver. Contatos : Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia/UCG, fone (62) 3946 1150 e-mail: igpa@ucg.br  e Departamento de Arquivo e Documentação – Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, fone (21) 2590 3690 e-mail: dadcoc@coc.fiocruz.br .

11 ideias sobre “Filmes para entender Rondônia – 1 Na trilha dos Uru Eu Wau Wau

  1. Rommel Silva

    Eu já assisti esse filme, inclusive tinha uma cópia em casa, mas a infelizmente fita mofou.
    A data do filme é de 1990, porém os fatos ocorrem pelo menos 10 anos antes, pois meu pai chegou a participar de uma das expedições e foi no enterro dos 2 filhos do Chico que foram flechados pelos índios e isso aconteceu final da década de 70 início de 80.

    Responder
  2. luciano alcazas

    Se eu não estou enganado, esse fato se deu na linha c0 no rio nova floresta
    lipad burareiro. perto de monte negro. possuo uma área perto do local. de m mata nativa intacta.e o fato é que possuia uma cópia desse filme, mas não sei onde está.

    Responder
  3. Vinício

    Eu conheço o primo do menino branco sequestrado pelos indios, eu não sabia dessa história até q ele me contou tudo, eu consegui o filme com ele, ele é neto de chico prestes o pai do menino fabinho sequestrado pelos indios.

    Responder
  4. Lia Girão

    Assisti a esse documentário na escola (SESI , da cidade de Cacoal – Rondônia), ainda quando criança… mas os fatos apresentados são extremamente marcantes, seria ótimo ter uma cópia, mostrar aos amigos que não conhecem. Sem dúvida é fundamental para o entendimento da história de Rondônia.

    Responder
  5. Elio Delgado

    Olá Beto Bertagna, você talvez não lembra de mim, mas no inicio dos anos 90 ajudei você nas edições dos documentarios: Ferrovia do Diabo e DIvino cem vezes Divino.
    Eu também gostaria de obter uma cópia do documentario “na trilha dos Uru eu wau wau”
    Espero que esteja bem e produzindo bons filmes.
    Abraços.
    Elio Delgado/Cuiaba MT 65 9254 4442

    Responder

Daí, o que você acha disso ?